Luto

Advogado criminalista Waldir Caldas morre vítima da Covid-19

Publicados

em

JB News

Por Denise Niederauer

Faleceu nesta sexta-feira (18. 06), por complicações da Covid-19, o advogado criminalista, Waldir Caldas Rodrigues, 66 anos.
Ele estava internado há 29 dias, no Hospital São Mateus, em Cuiabá.

A OAB-MT decretou luto de três dias e lamenta esta perda irreparável, estendendo condolências a familiares e amigos enlutados. Em respeito a tudo que o Dr. Waldir Caldas representou para Advocacia, a Seccional da Ordem fecha o expediente nesta sexta-feira.

“A Advocacia mato-grossense perde um dos maiores expoentes na defesa da liberdade e dos direitos humanos. O Tribunal do Júri fica órfão de uma das vozes mais imponentes em prol do direito de defesa”, diz o presidente da OAB-MT, Leonardo Campos.

A Advogacia Criminal do Estado de Mato Grosso também lamentou a perda do colega advogado e Conselheiro da Anacrim – Mato Grosso, Waldir Caldas Rodrigues, na data de 18/06/2021 em decorrência de complicações da Covid-19. Por conta das medidas restritivas de combate à pandemia, não haverá velório.

Waldir Caldas, advogado criminalista no Estado de Mato Grosso, onde sempre deixou um legado de ética, trabalho, competência, seriedade e honestidade, tendo como destaque a advocacia criminal e suas lutas pelo direito à liberdade.

Leia Também:  Novo decreto exige compravante de vacinação para permancer em hospital público ou privado de Cuiabá

Waldir tinha 66 anos, casado com Edimar Rocha dos Santos e deixa filhos e netos.

A ANACRIM-MT, externa as mais profundas e sinceras condolências aos amigos e familiares, rogando a Deus que o advogado, colega e conselheiro Waldir Caldas Rodrigues, encontre a paz eterna em sua passagem.

Rodrigo Moreira Marinho, presidente ANACRIM-MT e Jiuvani Leal LEAL
Vice-Presidente ANACRIM-MT

COMENTE ABAIXO:

Luto

Ex-prefeito Diamantino Eduardo Capistrano e esposa morrem em acidente de moto próximo a Mato Grosso do Sul

Publicados

em

Por

Da Redação

É com muito pesar que nós do Grupo JB NEWS de Comunicação informamos o falecimento do ex-prefeito de Diamantino Eduardo Capistrano (PDT), e da ex-primeira dama Suzana Dalmolin, na manhã deste domingo 03.10.

As informações são de que o casal estavam em uma excursão com amigos e acabou batendo com a moto em uma carreta na BR 163, Km 299, próximo a Nova Alvorada do Sul no interior do estado do Mato Grosso do Sul. O casal deixou três filhos menores.

Eduardo administrou a cidade de Diamantino entre 2017 e 2020. Ele disputou a reeleição no ano passado, mas acabou derrotado.

Eduardo era filho do ex-prefeito e ex-deputado Erival Capistrano.

A família ainda não sabe exatamente o motivo é  como aconteceu o acidente.

O JB NEWS lamenta os mais  profundos sentimentos de pesar pela grande perda.

 

 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Reunião da CPI dos Medicamentos que estava prevista para acontecer nesta sexta-feira foi adiada
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA