Geral

NOVOS LEITOS EM PRIMAVERA DO LESTE

Publicados

em

 

Mauro Mendes: “A descentralização dos serviços de saúde é fundamental para atender com dignidade os cidadãos de todas as regiões de MT”

 

_Governador Mauro Mendes entrega dez novos leitos de UTI em Primavera do Leste. Todas as unidades serão exclusivas para tratamento de Covid-19 e atenderão pacientes de 19 municípios da região Sul do Estado_

O governador Mauro Mendes entregou à população, na manhã desta terça-feira (09), dez novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) instalados no Hospital São Lucas, em Primavera do Leste (240 quilômetros de Cuiabá). Todas as unidades serão exclusivas para tratamento de Covid-19 e atenderão pacientes de 19 municípios da região Sul do Estado.

“A descentralização do serviço de saúde é fundamental para atender com dignidade os cidadãos de todas as regiões de Mato Grosso. Estamos reorganizando a Saúde no Estado para termos um sistema ainda mais eficiente”, disse o governador Mauro Mendes.

Os novos leitos de UTI naquele município são resultado da parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Primavera do Leste, em que o Executivo Estadual irá custear integralmente a manutenção das unidades, até que o Ministério da Saúde promova a habilitação dos leitos, em definitivo. Cada leito em questão custará diariamente R$ 2.000 para o Estado.

Leia Também:  Mato Grosso registra redução no número de internação de pacientes com covid-19

“É princípio deste Governo ser mais eficiente no gasto do dinheiro público. Acredito que uma das formas de sermos cada vez mais eficientes é trabalharmos unidos, somando competências e esforços. Essa parceria com as prefeituras é de suma importância, uma forma mais barata de fazer mais, gastando menos”, acrescenta o governador.

Gilberto Figueiredo, secretário de Estado de Saúde de Mato Grosso também destaca a necessidade da união dos esforços de todos para um efetivo enfrentamento à pandemia. Figueiredo adiantou ainda sobre a contratação de consultoria para capacitar profissionais e gestores da Saúde em Mato Grosso no tratamento da Covid-19.

“Com a inauguração de hoje, chegamos a 426 leitos de UTI exclusivos para tratamento de Ciovid-19 em Mato Grosso. Isso é histórico, um volume muito grande de investimento do Governo do Estado e que ainda será ampliado. É importante ressaltar a importância da participação das prefeituras municipais neste momento tão delicado. Essa convergência de iniciativas permite que possamos capilarizar mais os leitos e é decisiva no enfrentamento à Covid-19”.
Para o prefeito de Primavera do Leste, Leonardo Bortolin (PMDB), a entrega de novos leitos exclusivos para tratamento da Covid-19 significa um avanço para o sistema de saúde que atende a região.

Leia Também:  MPE recorre de decisão e requer cumprimento de decreto estadual em Cuiabá

“Não somente Primavera do Leste, mas a região Sul de Mato Grosso agradece esses dez novos leitos entregues hoje pelo governador Mauro Mendes. Vivo em Primavera do Leste há 20 anos e em duas décadas, nós do município nunca presenciamos um Governo do Estado que fosse tão presente e que de fato investisse em políticas públicas voltadas à população, como está fazendo agora o governador Mauro Mendes”, disse o prefeito Leonardo Bortolin.

Bortoni destaca ainda a fundamental parceria com a Secretaria de Saúde de Mato Grosso. “Existia uma dificuldade muito grande no mercado nacional na aquisição desses equipamentos. Procuramos o secretário Gilberto e ele prontamente se dispôs a ajudar, garantindo custear e habilitar os leitos. Paranatinga, Poxoréo, Santo Antônio do Leverger e Primavera do Leste se uniram ao Governo do Estado e, em 20 dias, estamos aqui, prontos para receber novos pacientes”, explica Bortolin.

Antes da inauguração dos leitos de UTI, o governador visitou as obras da Escola Técnica Estadual (ETE) do município, unidade de ensino que será entregue em julho.

COMENTE ABAIXO:

Geral

STF mantém liminar que obriga municípios seguirem decreto estadual

Publicados

em

Por

JB News

Da Redação

O Supremo Tribunal Federal (STF) indeferiu pedido realizado pelo município de Pontes e Lacerda (distante 443 Km de Cuiabá), que pretendia suspender a liminar que obriga os municípios de Mato Grosso a seguirem o Decreto Estadual 874/2021 que estabelece as medidas de combate à Covid-19 . A decisão judicial questionada no STF foi proferida nos autos de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade proposta pela Procuradoria-Geral de Justiça contra o município de Cuiabá.


Posteriormente, a Procuradoria-Geral de Justiça requereu a extensão dos efeitos da liminar a todos os municípios do estado, que por sua vez foi deferido pela desembargadora presidente do Tribunal de Justiça, Maria Helena Póvoas. O município de Pontes e Lacerda alegou que “a aderência compulsória de todos os municípios do Estado de Mato Grosso às regras do decreto estadual não poderia ocorrer sem a análise das peculiaridades de cada ente municipal e das medidas que cada um já vem adotando para o enfrentamento da pandemia”.


O Ministro Luiz Fux, presidente do STF, esclareceu em sua decisão que a liminar concedida ao Ministério Público fundamentou-se essencialmente em aspectos fáticos relativos ao sistema de saúde estadual e no entendimento de que as medidas previstas no decreto estadual seriam adequadas, ante à necessidade de coordenação regional do combate à pandemia.


Enfatizou, ainda, que eventual suspensão da decisão atacada poderia representar potencial risco de violação à ordem públicoadministrativa, bem como à saúde pública, dada a real possibilidade que venha a desestruturar as medidas adotadas pelo Estado do Mato Grosso no combate à pandemia em seu território.


“Os efeitos deletérios da Covid-19 extrapolam as fronteiras dos municípios, de modo a se revelarem mais adequadas ao enfrentamento da pandemia medidas que levem em consideração aspectos regionais, relacionados, por exemplo, ao número de leitos disponíveis em nível estadual”, concluiu Fux.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  TCE-MT elabora estudo técnico e orienta municípios sobre novas regras e prazos do Fundeb
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA