Economia

Governo de MT já liberou mais de R$ 5,1 milhões de créditos a pequenos empresários em 2022

Publicados

em

Liberação de créditos é facilitada com auxílio de agentes credenciados, afirma presidente do Desenvolve MT

Vitória Kehl | Desenvolve MT

Governo de Mato Grosso, por meio da agência de fomento Desenvolve MT, já liberou mais de R$5,1 milhões em crédito para apoiar pequenos e micro-empreendedores mato-grossenses, fortalecendo os negócios, e gerando emprego e renda nos municípios.

O valor considera os recursos liberados entre janeiro a maio de 2022, quando foram formalizados 241 contratos em 49 municípios, por meio da plataforma digital e agentes de crédito credenciados. Entre os 15 municípios que mais tomaram crédito neste ano, 11 possuem agentes que facilitam o acesso e dão suporte para o empreendedor durante todo processo de contratação.

Atualmente, a agência possui 40 municípios parceiros e 15 entidades de classe que prestam apoio e atendimento aos empreendedores. A oferta de crédito potencializa o desenvolvimento das cidades ao financiar pequenos negócios, contribuindo na geração de emprego e renda.

Silvana Camargo, proprietária da academia Top Fitness em Vila Rica (1.272 km de Cuiabá), é um exemplo de empreendedora que conseguiu o recurso da Desenvolve MT para investir em equipamentos e melhorar a estrutura do seu negócio. Microempresária de um dos setores mais afetados na pandemia da Covid-19, ela conta que ficou sabendo do crédito por meio da agente de crédito da sua cidade.

Leia Também:  Marcel Daltro, à frente da filial do escritório Nelson Wilians Advogados em MT, quer aproximação de novos mercados e oportunidades  

“Ela me explicou as possibilidades de crédito para microempresários e me ajudou a correr atrás dos documentos. O trabalho dela foi fundamental. Começamos a montar o processo e em 15 dias foi liberado o crédito em minha conta”, explica Silvana.

 

A agente de crédito de Vila Rica, Alva Pinnow, destaca que o trabalho dos agentes é considerado um papel essencial para pequenos empresários e a economia do município. Eles são parceiros da Desenvolve MT, atuando na oferta de crédito e prestando atendimento e orientação ao empreendedor. “Nosso trabalho é fundamental para orientar e ajudar as pessoas na hora de solicitar o crédito e enviar as documentações necessárias, no processo que elas possuem certa dificuldade”, afirma.

Conforme o presidente da Desenvolve MT, Jair Marques, os municípios com maiores destaques são onde os gestores locais e as entidades representativas estão atentas às oportunidades e parcerias que podem ajudar a movimentar a economia.

“Os agentes de créditos são necessários para a agência atuar com mais efetividade nos municípios. Durante a pandemia nós atuamos firmemente na manutenção de empresas e empregos, com índice de inadimplência baixíssimo. Temos foco específico em cuidar do pequeno e para isso, é importante a habilitação dos agentes nos municípios”, ressalta.

Municípios 

Com R$362.776,20 em créditos liberados, Várzea Grande foi um dos maiores beneficiários do crédito concedido aos empreendedores, de janeiro a maio deste ano.

Leia Também:  Produção industrial permanece estável em junho

Entre os 15 municípios que mais obtiveram crédito com a Desenvolve MT,  destaque para Cuiabá R$2.365.844,57, Rondonópolis R$271.572,57, Sinop R$219.765,92, Santo Antônio do Leverger R$210.941,09, Guarantã do Norte R$207.119,72 e Vila Rica R$134.433,19.

Para expandir a oferta de recursos, a agência tem percorrido municípios do Estado, reunido com prefeito e lideranças para entender as demandas locais e apresentar os produtos da agência.

Confira abaixo os municípios que mais tomaram crédito em 2022, no período de janeiro a maio:

Capacitação

Os agentes de crédito credenciados são capacitados pela Desenvolve MT para atuarem na oferta de crédito, por meio de prefeituras e associações, às empresas que atuam nos diversos setores produtivos.

Por meio da qualificação, os agentes compreendem sobre todas as linhas de crédito da agência, cadastro, envio de documentos e o funcionamento da plataforma online de solicitação do crédito. Dessa forma, se tornam aptos a orientar e prestar um bom atendimento aos empreendedores dos municípios parceiros.

Até maio, três cursos onlines foram ministrados para 37 agentes e colaboradores de prefeituras do interior do estado e de Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDLs).

(Com supervisão de Livia Rabani)

COMENTE ABAIXO:

Economia

Uber vai acabar com o Rewards, seu programa de fidelidade

Publicados

em

Por

O programa Rewards chegou ao Brasil em 2019
Giovanni Santa Rosa

O programa Rewards chegou ao Brasil em 2019

A Uber comunicou a usuários do aplicativo de transporte neste fim de semana que vai encerrar o seu programa de fidelidade, o Rewards, que chegou ao Brasil em 2019. A decisão, segundo a empresa, é global e não haverá um programa substituto, ao menos por enquanto.

O programa permitia a usuários da plataforma acumular pontos a cada corrida ou pedido (no caso do Uber Eats), os quais poderiam ser trocados por benefícios como descontos na própria plataforma ou em parceiros como serviços de streaming.

Neste sábado, usuários da plataforma no Brasil receberam um comunicado sobre o assunto. “Você tem até o dia 31 de agosto para acumular pontos. Depois dessa data, os benefícios atrelados aos níveis do programa também deixarão de existir.”

Leia Também:  Marketing Digital é essencial para o empreendedor? iGdeias debate

Segundo o comunicado, os pontos já acumulados poderão ser trocados por benefícios até 31 de outubro de 2022. Em 1º de novembro, o Uber Rewards será “totalmente encerrado”, segundo o anúncio. Os usuários podem visualizar seus pontos e resgatar seus benefícios na seção ‘Conta’ no app da Uber.

O fim do programa não ocorrerá apenas no Brasil, e sim em todas as operações da Uber no mundo. Segundo o site The Verge, usuários nos Estados Unidos também receberam comunicado semelhante. O encerramento do benefício ocorre após a plataforma realizar, no Brasil, pesquisas com usuários sobre a avaliação que faziam dos benefícios oferecidos. Por aqui, a plataforma enfrenta forte concorrência da 99, controlada pela chinesa Didi.

“No sábado, dia 13 de agosto, anunciamos aos nossos usuários que o Uber Rewards será encerrado em 1° de novembro. (…) Agradecemos aos nossos usuários pela fidelidade e por fazerem parte do Uber Rewards”, disse a Uber em nota.

No segundo semestre deste ano, a Uber teve, globalmente, um prejuízo de US$ 2,6 bilhões (R$ 13,2 bilhões no câmbio atual), ante lucro de US$ 1,14 bilhão registrado no mesmo período de 2021.

Leia Também:  Academias de Cuiabá cobram de prefeitura ampliação de horário de funcionamento

Apesar disso, e de buscar encerrar suas operações mais deficitárias (a exemplo da operação de delivery do Uber Eats no Brasil), a plataforma tem aumentado sua receita. O faturamento no segundo semestre deste ano foi de US$ 8,07 bilhões, o dobro do registrado de abril a junho de 2021.

Entre no canal do Brasil Econômico  no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia

Fonte: IG ECONOMIA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA