Saúde

Zumbido no ouvido pode indicar perda auditiva e tem tratamento

Publicados

em



No Brasil, cerca de 28 milhões de pessoas sofrem com zumbido, aquele barulhinho no ouvido que lembra um apito, chiado ou panela de pressão. De acordo com a fonoaudióloga Samia Helena Ribeiro, especialista em audição, são muitas as causas que provocam o zumbido, considerado um sinal de alerta para a perda auditiva.

A profissional explica que o zumbido é um som percebido pela pessoa sem que haja sem que haja uma fonte sonora. “É um sintoma que varia de intensidade entre os pacientes e pode ser permanente ou temporário. Não chega a ser considerado uma doença, mas sim um sinal de alerta para a deficiência auditiva, situação que pode afetar o bem estar de pessoas das mais distintas faixas etárias”, detalha Ribeiro.

Cera de ouvido, exposição a ruídos, idade e problemas no labirinto são algumas das principais causas do aparecimento de zumbidos na vida das pessoas.

O zumbido pode ocorrer em pessoas mais novas e também mais velhas e dessa forma qualquer dificuldade para se ouvir é sinal de que o médico otorrino deve ser consultado o quanto antes. Em seguida, dependendo do tratamento do paciente, o uso de aparelho auditivo ou cirurgia pode ser a solução.

Leia Também:  MPF entra com ação xontra a prefeitura de Cuiabá e cobra instalação definitiva e contínua de 10 UTIs pediátricas

Samia destaca ainda que aproximadamente 90% dos casos de zumbido estão sempre associados com a perda auditiva e que um dos planos de tratamento mais eficazes é o enriquecimento sonoro fornecido através dos aparelhos auditivos. “Quando fornecemos sons adicionais nos quais os ouvidos se devem focar, ou o zumbido se torna menos perceptível ou quase nulo e a longo prazo o paciente tem uma qualidade de vida muito melhor”, afirma Ribeiro.

Serviço:

Samia Helena Ribeiro, especialista em audição, atende na Audax Aparelhos Auditivos

▪ Clínica 01: Rua Cândido Mariano, – Centro Norte (65) 3625-5463
▪ Clínica 02: Av. Cel. Escolástico, 210 – Lixeira (65) 2127-2040

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COVID-19

MPF entra com ação xontra a prefeitura de Cuiabá e cobra instalação definitiva e contínua de 10 UTIs pediátricas

Publicados

em

Covid-19: MPF requer funcionamento definitivo dos 10 leitos de UTI pediátricos do Hospital e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá (MT)

Os referidos leitos ainda não estariam em pleno funcionamento

O Ministério Público Federal (MPF) ajuizou Ação Civil Pública (ACP) contra o município de Cuiabá, o estado de Mato Grosso e a União. A ACP objetiva o funcionamento efetivo, de forma definitiva e contínua, dos dez leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) II Pediátricos Covid-19 do Hospital e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá (HPSMC). A ação é resultado do inquérito civil 1.20.000.000594/2020-62, instaurado com o objetivo de fiscalizar a prestação de serviço na UTI pediátrica covid-19 do HPSMC, ante a percepção de recursos públicos federais do Bloco Covid.

 
 
Acesse o vídeo em que procuradora da República Denise Slhessarenko fala sobre o assunto https://youtu.be/LN1eoxBL_Aw.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Mato Grosso registra 821 óbitos por Covid-19 neste domingo
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA