Política Nacional

Witzel manda Polícia Civil do RJ investigar vídeo divulgado por Bolsonaristas

Publicados

em

source

Por ordem do governador Wilson Witzel (PSC), a Polícia Civil do Rio abriu inquérito para investigar a origem de um vídeo que está se disseminando pelas redes sociais e que usa uma montagem para atacá-lo. O vídeo usa imagens de um filme norte-americano do ator Vin Diesel, com os diálogos alterados, para dizer que o governador se uniu à Rede Globo . O objetivo seria “destruir a imagem do presidente da República”, Jair Bolsonaro .

Leia também: “Não tenho bandido de estimação”, diz Witzel sobre vazamento no caso Marielle

Wilson Witzel arrow-options
Tomaz Silva/Agência Brasil

Governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC)

Não há evidências de autoria do material. O vídeo diz que a Globo “está quebrando”, porque o presidente “não está mais liberando dinheiro” para a emissora. Apresenta ainda uma gravação da voz de um homem não identificado que diz ter recusado oferta financeira para viralizar conteúdos “denegrindo a imagem” de Bolsonaro. E afirma que agora Witzel vai “liberar dinheiro” para a empresa.

A informação sobre a abertura da investigação foi divulgada pela Folha de S.Paulo e confirmada pelo jornal O Estado de S. Paulo . A assessoria do governador, porém, não quis comentar o conteúdo do material. A investigação será feita pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática.

Leia Também:  Neri Geller sai fortalecido e comemora eleição de Arthur Lira à presidência da Câmara Federal

Leia também: Bolsonaro diz que Witzel “manipulou” processo que trata do caso Marielle

O vídeo circulou após a divulgação, pelo “Jornal Nacional”, de reportagem afirmando que, no dia do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes, o ex-PM Elcio Queiroz foi de carro até o Condomínio Vivendas da Barra para buscar outro ex-PM, Ronnie Lessa. Ambos sairiam dali para cometer o duplo homicídio, horas mais tarde.

Na portaria, segundo registrado em livro, Elcio pediu ao porteiro para ir à casa 58, que é de Bolsonaro. “Seu Jair”, segundo o funcionário, liberou a entrada. Elcio foi para a casa 65/66, onde morava Ronnie. O porteiro, que teria visto pelo circuito interno que o visitante ia para lugar diferente do que dissera, teria feito nova consulta com a casa 58. Lá “Seu Jair”, pelo comunicador, teria dito saber para onde o visitante ia. Bolsonaro, na época deputado federal, estava am Brasília e nega ter falado com Elcio.

O empregado confirmou, em dois depoimentos do Ministério Público do Rio , o incidente que anotara. Com base em perícia apenas nas gravações das comunicações da casa 65/66, o MP declarou que quem liberou a entrada foi Ronnie e declarou que o porteiro, cujo nome é mantido em sigilo, mentiu.

Leia Também:  POR MT: Arthur Lira defende duplicação da BR 163, licenciamento e Lei Kandir

Leia também: Witzel rebate Bolsonaro: “Fui atacado injustamente”

Eleito após associar sua imagem à família Bolsonaro – em especial ao do então candidato, depois eleito senador, Flávio Bolsonaro (PSL) -, Witzel está em conflito com o presidente da República. Os dois querem concorrer à Presidência em 2022 e disputam o eleitorado de direita. A relação estremeceu de vez quando Jair Bolsonaro acusou Witzel de vazar a investigação do caso Marielle Franco para supostamente atingi-lo.

A reportagem procurou a Rede Globo , que ainda não havia se pronunciado sobre o vídeo até a publicação desta matéria.

COMENTE ABAIXO:

POLITICA

Após eleição de Arthur Lira presidente da câmara, Dr. Leonardo é escolhido líder da bancada de MT em Brasília no lugar de Neri Geller

Publicados

em

Por

Após eleição de Arthur Lira presidente da câmara Dr Leonardo se torna líder de bancada

JB News

Da Redação

Uma reunião que está acontecendo já na manhã desta terça feira 02, nas dependências da do gabinete do senador Jayme Campos (DEM), escolheu o deputado Dr. Leonardo do Solidariedade de Cáceres como o novo líder da bancada de Mato Grosso Em Brasília.
Essa função era ocupada pelo deputado Neri Geller (PP).


Ainda ontem 01 de fevereiro, aconteceu a eleição para presidente da mesa diretora do congresso, onde Lira foi o vencedor. Neri foi um dos grandes articuladores da campanha do deputado a presidência, que passa agora o cargo a Dr Leonardo. Até o momento não tem a informação de qual cargo o deputado Neri vai ocupar no congresso nacional, uma vez que foi da linha de frente na composição.
Participam da reunião os senadores Jayme Campos (DEM), Welington Fagundes (PL) Carlos Fávaro (PSD), os deputados federais Dr Leonardo (DS), Nelson Barbudo (PSL) e Juarez Costa (MDB).
Mais Informações em Instantes.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  JUSTIÇA MANDA DEPUTADO E ASSESSOR DO PSL APAGAREM VÍDEO FAKE CONTRA FELIPE NETO
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA