Tecnologia

WhatsApp enfim prepara função para impedir que conta seja roubada

Publicados

em

WhatsApp cria nova ferramenta de segurança
Unsplash/Mourizal Zativa

WhatsApp cria nova ferramenta de segurança

Os golpes para roubar contas do WhatsApp podem estar com os dias contados. A equipe do mensageiro está preparando uma opção para impedir que a linha seja tomada depois que o usuário oferece o código de seis dígitos enviado via SMS a criminosos depois de receber uma oferta falsa. É o que conta o WABetaInfo.

O recurso deu as caras na versão 2.22.17.22 do WhatsApp Beta para Android. Trata-se de uma notificação para aprovar a transferência da conta para um smartphone diferente, caso alguém solicite a migração em outro aparelho. Assim, será possível impedir que o número seja roubado por golpistas.

O alerta vai aparecer no celular conectado à conta logo após a solicitação da troca. Quando alguém digitar o código de seis dígitos para comprovar a autenticação, o app irá emitir a notificação “Permitir mover sua conta do WhatsApp para outro telefone?”. Em seguida, haverá opções para confirmar ou recusar a transferência.

O aviso ainda dá detalhes extras sobre o processo. Além da hora do pedido, será possível saber o modelo do aparelho usado para receber a conta. Assim, caso a mudança seja legítima e não fruto de um golpe, o usuário também consegue saber se a transferência está sendo realizada de fato para o seu novo smartphone.

Leia Também:  Flamengo encerra preparação para enfrentar o Juventude, pelo Brasileirão

WhatsApp: função pode impedir roubo de contas

O recurso é bem simples, mas tende a dar muitos frutos. Afinal, golpistas se aproveitam de contas que não usam a autenticação em duas etapas para tomá-las à força. E boa parte desses golpes estão relacionados a “ofertas” vantajosas às vítimas, como promoções, sorteios, entre outros.

Um exemplo foi quando golpistas usaram contas falsas do Instagram para oferecer alguma vantagem. Mas, após a solicitação de alguns dados pessoais, como o nome completo e número do celular, os criminosos pediam o código de seis dígitos do WhatsApp enviado por SMS.

E aí não tinha mais jeito: ao oferecer o código, a conta é invadida e os criminosos usam a linha para dar golpes em conhecidos da vítima.

Com a nova função, o mensageiro terá uma camada extra de proteção. Afinal, caso o código seja oferecido aos golpistas, a autenticação só terá sucesso se a vítima aprovar a migração no seu celular. E, caso o usuário toque em “Recusar”, os criminosos não terão acesso à conta, pois o processo será interrompido.

Leia Também:  Google terá que pagar multa de 100 milhões de euros na Itália

A má notícia é que a função ainda não está disponível aos usuários. Todavia, você já pode garantir uma proteção extra à sua conta ao ativar a autenticação em duas etapas do WhatsApp. Neste caso, mesmo com o código em mãos, os golpistas vão precisar de uma senha para confirmar a autenticação durante a migração.

Fonte: IG TECNOLOGIA

COMENTE ABAIXO:

Tecnologia

WhatsApp vai permitir recuperação de mensagem apagada

Publicados

em

Por

WhatsApp terá novo recurso
Unsplash/Mourizal Zativa

WhatsApp terá novo recurso

O WhatsApp está desenvolvendo um recurso que permite que usuários revertam a exclusão de mensagens. A descoberta foi feita pelo WABetaInfo, que encontrou a novidade na versão beta (de testes) do mensageiro.

O recurso funciona de forma similar à opção de desfazer o envio de um email no Gmail. Assim que uma mensagem é excluída (seja para você ou para todos), aparece um aviso flutuante na parte inferior da tela escrito “mensagem deletada” e um botão de “desfazer”.

É possível desfazer a ação apenas por alguns segundos, já que o aviso flutuante some da tela rapidamente. A novidade pode ser bastante útil, por exemplo, para quando um usuário exclui uma mensagem apenas para si por engano, quando ela deveria ser excluída para todos na conversa.

Por enquanto, o WhatsApp não confirmou oficialmente a criação do recurso. Por isso, não é possível saber se a novidade será liberada para todos os usuários e nem quando isso poderia acontecer.


Fonte: IG TECNOLOGIA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA