Saúde

Wellington anuncia liberação de R$ 10 milhões para Santa Casa de Rondonópolis

Publicados

em

O senador Wellington Fagundes, presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Municípios, anunciou nesta segunda-feira, 23, que o Ministério da Saúde já fez o pagamento dos R$ 10 milhões em emendas para a Santa Casa de Rondonópolis. Os recursos já estão no Fundo Municipal de Saúde.

Ao todo, R$ 6,3 milhões são oriundos de uma emenda do deputado José Medeiros (Podemos-MT), e os R$ 3,7 milhões restantes provêm de emendas da própria bancada do Estado. Para Wellington, ter esses valores assegurados no final do ano é a garantia de que a Santa Casa não inicie 2020 no vermelho. “E evita, também aquele risco de fechamento que houve em agosto deste ano”, complementou o parlamentar.

“Quero destacar o empenho ministro Luís Henrique Mandetta, que sempre manteve as portas abertas para a bancada de Mato Grosso, e inclusive visitou nosso município e a Santa Casa. Ter essa articulação próxima e fazer com que o ministro entenda nossa realidade na prática é o primeiro passo para que as mudanças aconteçam e, claro, beneficiem principalmente a população”, enalteceu Wellington.

Leia Também:  Cuiabanos realizam ação solidária e distribuem marmitex aos caminhoneiros na BR-364*

Um exemplo da articulação citada por Fagundes aconteceu em julho deste ano, quando o Ministério anunciou a liberação de 30 mil doses suplementares da vacina contra a gripe H1N1. Além disso, Mandetta também reconheceu as demandas de aumento de leitos de UTI da Santa Casa e do Hospital Regional.

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Relatório do TCE-MT aponta que 32 leitos de UTI estão disponíveis para tratamento do coronavírus em Cuiabá e VG ⁰

Publicados

em

Relatório do TCE-MT aponta que 32 leitos de UTI estão disponíveis para tratamento do coronavírus em Cuiabá e VG

Tamanho: 735.6 KB
Data: 03/04/2020 08:29

Relatório técnico elaborado pela força tarefa do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) revelou que 32 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) estão disponíveis para atendimento exclusivo de pacientes acometidos pelo novo coronavírus (COVID-19) em Cuiabá e Várzea Grande.

O relatório foi elaborado pela Secretaria de Controle Externo (Secex) Saúde, no âmbito da força tarefa criada pelo presidente do TCE-MT, conselheiro Guilherme Antonio Maluf, para auxiliar gestores de todo o estado no momento de enfrentamento ao novo coronavírus (COVID-19).

“Nesses dois dias, fizemos fiscalização dos hospitais e pudemos constatar que temos à disposição para atendimento ao coronavírus, 32 leitos de UTI. Leitos completos com respiradores, equipamentos de proteção e equipes prontas, na região metropolitana. Em 15 dias, teremos mais 86 leitos de UTI, essa é a projeção que encontramos na rede de saúde”, afirmou o presidente do TCE-MT.

Além dos 32 leitos de UTI para tratamento de coronavírus em Cuiabá e Várzea Grande, a rede possui 132 leitos de enfermaria vagos, conforme relatório elaborado na quarta-feira (01).

Leia Também:  “Dos R$3,5 milhões que devemos ao HCan eles nos devem R$3 mi em serviços pagos e não entregues à população”, frisa Pôssas

“Com esses 32 leitos de UTI à disposição, reforça-se a tese de que as pessoas têm que ficar nas suas residências, ampliar o isolamento social, de resguardo em seus domicílios, para que a rede possa se preparar melhor e ofertar mais leitos de UTI”, alertou Guilherme Maluf, que além de conselheiro do TCE-MT, é médico.

Ao avaliar o trabalho preparatório do Estado e dos municípios de Cuiabá e Várzea Grande para o enfrentamento ao coronavírus, Maluf considerou que é bom. “As nossas equipes puderam constatar que o Estado e a Prefeitura de Cuiabá estão fazendo um bom trabalho, treinando suas equipes, melhorando leitos para receber os pacientes. Tem uma expectativa boa de suprirmos os leitos necessários, porém há necessidade de mais tempo”, confirmou.

O relatório demonstra ainda que os leitos de UTI estão disponíveis no Hospital Júlio Muller, Santa Casa, Hospital Metropolitano e no antigo Hospital e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá (HPSMC). Em relação aos ventiladores pulmonares, são 37 disponíveis em reserva para o atendimento exclusivo aos pacientes com coronavírus e 87 em manutenção.

Em relação aos insumos básicos para o pleno atendimento dos pacientes, o relatório aponta que são suficientes as máscaras cirúrgicas, luvas cirúrgicas, álcool 70 ou gel, protetores faciais, aventais e toucas.

Leia Também:  Governo Estado começa construção de 200 leitos no Hospital Metropolitano em Várzea Grande

Sobre os profissionais de saúde para o atendimento aos acometidos pelo novo coronavírus, o relatório mostra que 231 médicos e 810 técnicos e enfermeiros estão disponíveis.

Já em relação à criação de unidades para atendimento de pacientes acometidos pelo COVID-19 nos próximos 15 dias, está prevista a entrega de 30 leitos de UTI no Hospital Metropolitano, 40 na Santa Casa e 16 no Júlio Muller. Em relação aos leitos de enfermaria, estão previstas as entregas de 180 no Hospital Metropolitano, 40 na Santa Casa e três no Júlio Muller.

Ainda para o mês de abril, está programada a entrega de sete leitos de UTI em hospitais de Várzea Grande e em maio, mais 39 leitos de UTI e 34 de enfermaria no antigo Hospital e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá (HPSMC).

Na última segunda-feira (30), o TCE-MT já havia informadoque a força tarefa iria fiscalizar a disponibilidade dos leitos que vem sendo informados pelo Poder Executivo para atender pacientes vítimas da doença. A medida foi anunciada pelo presidente Guilherme Antonio Maluf, após reunião com o governador e os chefes de Poderes.

Clique aqui e veja o relatório na íntegra

Kleverson Souza

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA