Cidades

Vereador Luis Claudio solicita ampliação de lavatórios populares em Cuiabá*

Publicados

em

_O pedido do líder do prefeito, no legislativo cuiabano, é uma medida de prevenção e controle da disseminação do vírus, principalmente em regiões com alta incidência_

Por Beatriz Saturnino – Da Assessoria de Imprensa

Nesta segunda-feira (18.05) o vereador Luis Claudio (Progressistas) solicitou à Prefeitura Municipal de Cuiabá, a ampliação dos lavatórios populares em pontos de aglomeração da cidade, como no Centro Histórico, em demais pontos de ônibus, terminais e algumas praças, além de hospitais, como o Municipal de Cuiabá (HMC), referência do novo Coronavírus (Covid-19).

O pedido do líder do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), na Câmara Municipal de Cuiabá, é uma medida de prevenção e controle da disseminação do vírus, principalmente em regiões com alta incidência.

“Infelizmente nosso país está se transformando em protagonista dessa pandemia. Os governos que trataram com união, diálogo, bom senso, respeito à ciência e unidade, estão vencendo o Covid-19. O Brasil caminha no sentido inverso, com políticas públicas mal elaboradas, sem qualquer senso de liderança e com interesses pessoais acima do coletivo. Insisto em dizer: o momento é de salvar vidas, porque só temos uma vida e se a perder não terá como recuperar.

Leia Também:  Cuiabá registra mais duas mortes por Coronavírus nesta segunda-feira

As primeiras unidades foram instaladas no Mercado do Porto, em 17 de abril, e ampliou para as unidades dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) dos bairros Dom Aquino, Drº Fábio, Getúlio Vargas, Jardim Araçá, Pedra 90, Pedregal, Tijucal, CPA Centro de Referência Especiallizado (Creas) Centro e mais sete kits pias nas Praças Alencastro, Bispo e Ipiranga, nos Terminais de ônibus, somando 18 kits.

Cada kit contém pia, suporte com sabão e um reservatório com água, que tem capacidade de armazenamento de 200 litros. O abastecimento é de responsabilidade da empresa proprietária das estruturas portáteis, por meio de contrato de locação.

Em cada lavatório foram fixadas instruções com o passo a passo para que a população faça de forma correta a higienização das mãos, também para conscientizar da importância do ato constante de lavar as mãos.

O trabalho é organizado pela Secretaria de Governo e a iniciativa foi elaborada pela primeira-dama, Márcia Pinheiro e conta com a parceria das Secretarias de Assistência Social e Desenvolvimento Humano e Trabalho, Agricultura e Desenvolvimento Econômico. A instalação e manutenção dos equipamentos é de responsabilidade da Empresa Soluções, cujo abastecimento ou reparo deve ser solicitado pelo telefone (65) 30262598.

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Cidades biofílicas e infraestrutura verde são tema de terceira live da FNA

Nesta Terça-Feira.

Publicados

em

 

A Federação Nacional de Arquitetos e Urbanistas (FNA) promove, na terça-feira (2/6), às 19h, live que debaterá como tornar as cidades mais saudáveis através de conceitos de infraestrutura verde e paisagismo. As convidadas Luciana Schenk, arquiteta e urbanista e presidente da Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas (Abap), e Cecilia Herzog, do Instituto de Pesquisas em Infraestrutura Verde e Ecologia Urbana e professora na PUC-Rio, abordarão o conceito de cidades biofílicas e como avançar no resgate de elementos verdes em benefício das cidades. Quem mediará é o vice-presidente da FNA e arquiteto e urbanista, Ormy Hütner Jr.

Conforme explica Hütner Jr., o conceito de cidades biofílicas é mais teórico e filosófico. “O intuito é trazer biodiversidade, reconectar as pessoas entre si e com a natureza”, afirma. Já a infraestrutura verde é mais técnica, mas é o conceito em que se trabalha as formas para transformar as cidades. O arquiteto e urbanista cita intervenções em regiões de Singapura e na cidade de Seul, na Coreia do Sul, como um modelo para se pensar a infraestrutura verde. “Esses conceitos trazem a questão da sustentabilidade ambiental e de tornar as cidades mais resilientes, mais preparadas. Homem, cidade e ambiente deveriam ser uma coisa só”, entende.

Leia Também:  Rotam prende 482 comprimidos de ecstasy e mais de 400 notas falsas e mais quatro pessoas

A Live FNA #3 é uma oportunidade para profissionais e estudantes aprofundarem seus conhecimentos sobre o tema e refletirem sobre as intervenções que realizam em suas cidades. A transmissão será realizada pelo Canal da Federação Nacional de Arquitetos e Urbanistas (FNA Federação) no YouTube a partir das 19h e retransmitido pelo Instagram (@fna_federacao). Para participar, basta acessar o link clicando aqui.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA