EDUCAÇÃO

Várzea Grande vai ofertar em 2020 mais de 5,5 mil novas vagas na rede pública municipal de educação

Publicados

em

 

Várzea Grande vai ofertar em 2020 mais de 5,5 mil novas vagas na rede pública municipal de educação. As oportunidades – frutos de expansões nas escolas, bem como em transferência de alunos para outras unidades – estão disponíveis na Educação Infantil e no Ensino Fundamental, séries iniciais e finais. O período de matrícula para alunos novos começa no próximo dia 13 (segunda-feira) e vão até o dia 15 (quarta-feira).
Em 2019, a educação municipal fechou com 27.164 alunos matriculados, sendo 10.040 na Educação Infantil e 17.124 no Ensino Fundamental. A prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos, destaca que desde 2015, o número de matrículas na cidade vem aumentando. “Assumimos com pouco mais de 20 mil alunos nessas duas etapas de ensino. Tínhamos uma demanda enorme por infraestrutura, por novas unidades, por mais vagas, melhores salários, mais pessoal, mais professores e especialmente, um melhor método de aprendizado. Com muito trabalho, dedicação e investimentos, conseguimos transformar o ensino municipal, não apenas de forma quantitativa, com o incremento de vagas, mas com a melhoria de condições para o aprendizado, inclusive atraindo jovens para dentro da sala de aula por meio da Educação em Tempo Ampliado, projeto que serviu de modelo para a educação estadual”.
Como explica o secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Sílvio Fidelis, essas vagas são remanescentes das rematrículas já efetuadas pelos alunos da rede pública municipal. “Em dezembro houve o período de confirmação de vagas para nossos alunos e todos que validaram o desejo de continuar têm suas vagas garantidas. O que estará sendo ofertado é para o preenchimento das vagas em sua totalidade, o que contabiliza 5.558 novas vagas”.
O secretário esclarece ainda que de total de mais de 5,5 mil novas vagas, a maior parte, quase 70%, estão na Educação Infantil, com 3.855 novas vagas para o atual ano letivo. A Educação Infantil é formada pela ‘creche’, onde estão abertas 1.457 novas vagas e pela ‘pré-escola’, com outras, 2.398. “Nossa maior demanda era justamente na Educação Infantil. Para 2020 estamos abrindo, apenas para crianças de dois anos de idade 1.005 vagas, algo inovador dentro da educação pública municipal de Várzea Grande”.
De acordo com a gerente de Legislação e Normas da Secretaria, Creonice de Oliveira Barbosa, os pais ou responsáveis devem procurar a unidade escolar desejada com antecedência para se certificarem da relação de documentos necessária e assim não ter problemas para efetivação das matrículas. “Todas as vagas serão preenchidas pelos responsáveis de forma presencial”, orienta. Esse período de matrículas para alunos novos também pode ser utilizado pelos pais e ou responsáveis que tiverem perdido o prazo para a rematrícula, ocorrido entre 11 e 13 de dezembro do ano passado. “Mesmo sendo aluno da rede, não há vaga assegurada e ele entra na mesma disputa que o aluno novo, concorrendo à vaga”.
Silvio Fidelis acredita que procura por novas vagas na rede municipal de Várzea Grande deverá continuar em alta por conta das melhorias observadas na Rede. “Registramos e temos reconhecidos inúmeros avanços tanto nas estruturas das escolas municipais como também na elevação do nível do ensino/aprendizagem e de práticas pedagógicas. Nossos esforços para promover uma educação de alto nível têm apresentado resultados positivos comprovados pelo aumento expressivo da demanda por vagas para novos alunos a cada ano e em 2020 não será diferente”, declarou.
O titular da Educação Municipal da segunda maior cidade de Mato Grosso assegurou o empenho da gestão por ordem da prefeita Lucimar Sacre de Campos para atender a demanda existente e considera desnecessário que os pais façam filas ou durmam na frente das unidades. “na medida do possível todos serão atendidos”, disse Silvio Fidélis.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Lucimar Campos quer equipes com barreiras sanitárias nos bairros e regiões de maior incidência de COVID 19 em VG
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COVID-19

Aulas nas redes pública e particular continuarão suspensas em Cuiabá até o dia 31 de agosto

Publicados

em

Decreto Municipal autoriza o funcionamento de cursos na área da Saúde e de idiomas, com a adoção de medidas de biossegurança

MARIA BARBANT

O prefeito Emanuel Pinheiro prorrogou para até dia 31 de agosto, a suspensão das aulas presenciais nas unidades escolares das redes pública e privada de Cuiabá. O decreto nº 8025/2020, que deve ser publicado na próxima segunda-feira, 3, traz ainda outras medidas e estabelece a retomada gradativa e segura, a partir do dia 3 de agosto, dos cursos na área da saúde e de idiomas.

Ao comentar a decisão o prefeito Emanuel Pinheiro disse que sempre defendeu a retomada das atividades econômicas na Capital, desde que sejam adotadas as medidas de prevenção e de biossegurança recomendadas pelas autoridades de saúde e sanitárias, mesmo porque é preocupante o número de mortes provocadas pelo novo coronavírus (COVID-19) em Mato de Grosso e, é alto risco de contágio, assim a população deve continuar atenta aos cuidados recomendados.

Pelo novo decreto municipal fica autorizada a disponibilização de vídeo-aulas que poderão ser gravadas nas dependências das unidades de ensino, e a distribuição de apostilas e materiais pedagógicos aos alunos na modalidade “drivetrhu/take-out”, com a adoção de todas as recomendações de biossegurança.

Leia Também:  Seminário para jornalistas oferece aprendizado para pautas atuais sobre as contas públicas

Com 52 mil alunos matriculados em 164 unidades do Município e mais 55 mil alunos na rede particular, totalizando 107 mil estudantes, além de um grande número de profissionais envolvidos diretamente com as crianças, a ampliação da suspensão das atividades presenciais nas unidades educacionais é uma medida de caráter preventivo, sendo necessária neste momento.

Sobre a retomada gradativa e segura das atividades econômicas de cursos de idioma e os da área das saúde, como de pós-graduação e aulas práticas de ensino superior e técnico , o decreto municipal estabelece os cuidados que devem ser adotados.

As turmas deverão ter no máximo 12 (doze) alunos. Além disso, os estabelecimentos deverão ser higienizados antes e após a realização das atividades educacionais, deverão ser ofertados produtos para higienização das mãos, como água e sabão líquido e álcool em gel, todos devem utilizar obrigatoriamente as máscaras – alunos, funcionários e colaboradores que trabalham no local -, e nas atividades educacionais deve ser mantido um distanciamento mínimo de 1,5m (um metro e meio) entre os alunos. As salas devem ter janelas abertas e todos devem aferir a temperatura na entrada do estabelecimento, com o uso de termômetro infravermelho. Nesse caso, se a temperatura for superior a 37,5º C, a entrada dessa pessoa deve ser impedida.

Leia Também:  Obras entram na reta final e escola no Pedra 90 será entregue neste ano

 

Confira anexo o conteúdo do Decreto Municipal nº 8025/2020.

https://www.cuiaba.mt.gov.br/secretarias/educacao/aulas-nas-redes-publica-e-particular-continuarao-suspensas-em-cuiaba-ate-o-dia-31-de-agosto/22559

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA