Arquivos JB News 10 Anos

Várzea Grande inaugura o Cadim e reforça política de medicamentos e insumos

Publicados

em

 

Novas instalações foram concebidas para garantir eficiência no armazenamento, controle de qualidade e correta distribuição

 

Com R$ 8 milhões em medicamentos e insumos e mais uma licitação em andamento no valor de R$ 20 milhões, a Prefeitura de Várzea Grande inaugurou as novas instalações do Centro de Abastecimento e Distribuição de Insumos e Medicamentos – CADIM. A mesma visa dar mais transparência, eficiência e resultado na política de atendimento para os pacientes do Sistema Único de Saúde.

Na reformulação organizacional da Secretaria de Saúde do município de Várzea Grande, o Centro de Abastecimento e Distribuição de Insumos e Medicamentos – CADIM – ganhou nova sede, que vai concentrar em um só espaço os serviços de aquisição, distribuição e dispensação de medicamentos e insumos hospitalares, das redes de atenções básica, secundária e terciária, no atendimento e aprimoramento do Sistema Único de Saúde – SUS do município.

Com o novo CADIM Várzea Grande já conta com o que há de mais moderno e eficaz no controle de distribuição e armazenamento de medicamentos, pois a unidade segue normas e padrão de qualidade do Ministério da Saúde (MS), com emprego de itens de segurança e de tecnologia de ponta.

Para a prefeita Lucimar Sacre de Campos, enfrentar o desafio da informatização na distribuição de medicamentos é promover a transparência numa das áreas prioritárias de atendimento aos cidadãos e também evitar gastos desnecessários e prejuízos para a população. “O Sistema Único de Saúde é a principal conquista da população no âmbito das políticas públicas. Por isso é fundamental praticarmos de fato a indispensável transparência na gestão, usando a tecnologia a serviço da saúde pública. O novo CADIM é informatizado, e permite controlar a aquisição casada com a distribuição, evitando desperdício e vencimento de produtos e permitir que haja a troca de medicamentos com outras secretarias municipais para não ocorrer a perda de validade dos mesmos. Primamos por uma Gestão Pública eficiente e esta eficiência chegou à Gestão de medicamentos”, disse a prefeita. 

Com 1.250 metros quadrados, o novo prédio do CADIM é totalmente climatizado e atende as normas do Ministério da Saúde, no que se refere à distribuição, controle de qualidade e prazo de validade dos medicamentos. O local oferece também toda a estrutura necessária para armazenamento dos lotes referentes a tipos de medicamentos, tanto os de consumo da Assistência Farmacêutica Básica como os das Assistências secundárias e terciárias, além de insumos hospitalares.

“Temos o compromisso de atender as políticas de organização da Rede de Serviços da Saúde Pública, com atendimento humanizado, e assistência farmacêutica de excelência que atendam a todos os munícipes que procuram as unidades de saúde do município. Em Várzea Grande podemos assegurar que não há falta de medicamento e que o setor tem sido um dos que mais recebem investimentos, tudo para garantir a saúde pública da população que utiliza a rede SUS. As aquisições dos medicamentos e insumos hospitalares hoje chegam à margem de R$ 8 milhões, o que garante o fornecimento integral dos medicamentos necessários e que fazem parte da obrigação do município em garantir”, informou a prefeita Lucimar Campos.

Leia Também:  Entidades debatem a importância dos incentivos fiscais para o desenvolvimento de MT

A gestora assegura que todo o trabalho feito na melhoria do CADIM é de suma importância e visa qualidade no atendimento, e principalmente, evita o desperdício de dinheiro público, o que permite que os medicamentos prescritos pelos médicos sejam ofertados a quem de fato necessita.  “A nossa palavra de ordem é avançar cada vez mais”.  

Os medicamentos no seu armazenamento, segundo o secretário de Saúde de Várzea Grande, Diógenes Marcondes, seguem as portarias ministeriais no que se refere à climatização necessária para que os produtos não percam a qualidade. “Tanto os medicamentos normais como os termolábeis (vacinas, insulinas) e psicotrópicos (remédios controlados), seguem regras e temperaturas necessárias para a sua estocagem.A vantagem é manter a qualidade e eficácia do produto”, explicou o secretário.

O secretário lembra ainda que desde 2015, a administração municipal tem se empenhado em oferecer ao município uma distribuição de medicamentos rigorosa e sem atrasos. “Em busca dessa otimização a prefeita Lucimar Campos investiu em equipamentos, em tecnologia e na capacitação dos servidores, a fim de se obter um trabalho transparente e eficaz, baseado em logística de programação e compra. Prova disso é a nova sede do CADIM que dispõe de toda a segurança, tanto no armazenamento quanto no transporte dos medicamentos que são entregues em todas as unidades de saúde do município, e o mais importante, sem que haja nenhum tipo de contratempo e nem atrasos na entrega”, afiançou Diógenes Marcondes. 

Segundo o secretário, graças ao novo modelo de gestão em medicamentos,adotada no CADIM, o município passa ter um controle mais apurado e eficaz, tanto na compra quanto na distribuição dos medicamentos e isso se deve a toda uma logística implantada no local, o que tem feito a diferença nos resultados atuais. “E o motivo deste esforço logístico é o de não interromper o atendimento em nenhuma unidade de saúde, principalmente, no Hospital e Pronto Socorro de Várzea Grande, bem como nas Unidades de Ponto Atendimento – 24h as UPAs dos bairros Ipase e Cristo Rei”, assegurou, dizendo ainda que segundo os  relatórios mensais da unidade , a perda de validade dos medicamentos não chega a 1% do total.

A superintendente do CADIM, Danielle Cristina Leite Martins de Campos, disse que a nova sede vai contribuir para o aprimoramento, implementação e integração das atividades da assistência farmacêutica nas ações e serviços de saúde, visando uma atenção contínuada, integral, segura, responsável e humanizada, tanto que a unidade antes mesmo de sua inauguração oficial, já tem recebido elogios. “Equipe técnica do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso, em visita técnica a sede do CADIM, aprovaram e elogiaram as novas instalações com base na qualificação do controle do sistema interno, já utilizado para aquisição, estoque e distribuição no município, além das novas tecnologias que resultaram na melhoria do atendimento nesta unidade”, completou.

Leia Também:  Mais de 6,5 toneladas de pescado irregular foram presos

O novo espaço do CADIM conta com controle rigoroso na margem de segurança dos medicamentos e no movimento de mercadoria que integram a Relação Municipal de Medicamentos Essenciais – REMUME, onde estão inscritos cerca de 1.000 itens, entre medicamentos e insumos. “Várzea Grande tem conseguido manter 90% do seu estoque e isso graças ao moderno sistema de informação que está sendo adotado pelo órgão, o que tem garantido a integração de todas as unidades que operam a rede SUS no município”, asseverou o secretário de Saúde Diógenes Marcondes.   

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, que na ocasião representou o Governador Mauro Mendes, elogiou a postura e determinação da prefeita Lucimar Campos que tem se preocupado em fazer o planejamento estratégico e acima de tudo gerenciando com rigor e transparência, aos recursos aplicados no setor de Saúde. “O CADIM é imprescindível em qualquer estrutura na área da saúde, para não comprar mais do que se necessita, para não comprar menos do que se precisa e para comprar aquilo que realmente se faz necessário para atender a demanda da população que precisa do apoio e atenção do Poder Público. Isso só se faz com planejamento. Várzea Grande tem feito o dever de casa. E isso só tem sido possível porque o secretario de Saúde tem o restrito apoio da administração superior”, disse o secretario, destacando que Várzea Grande virou uma indústria de eventos e inauguração na cidade. “Que pena que a legislação não permite que a senhora possa ser candidata a reeleição, mas tenho certeza de que quem vier sucedê-la na Administração Municipal vai ter certo trabalho porque vai ter de fazer igual ou melhor, e que não será fácil administrar Várzea Grande melhor que Lucimar Campos”, sentenciou.

Em seu pronunciamento, o senador Jayme Campos, disse que a prefeita Lucimar Campos muito tem feito pelo setor da saúde, prova disso é a melhoria do Hospital e Pronto Socorro, de instalações de unidades básicas, e inaugurações de PSFs e das duas Unidades de Pronto Atendimento 24 do Ipase e Cristo Rei “Tudo isso tem sido possível por causa do trabalho e da gestão adotada pela prefeita. Quem procura as unidades de saúde são pessoas humildes e carentes e necessitam de atendimento humanizado e de eficácia, por isso a preocupação em oferecer uma rede de atendimento que faça frente a demanda. A boa aplicação do dinheiro público tem possibilitado essas mudanças significativas no setor de saúde”, disse o senador.

Por: Katia Passos

COMENTE ABAIXO:

Arquivos JB News 10 Anos

Kalil Baracat cobra melhorias na pavimentação de bairros

Publicados

em

Por

 

O vereador por Várzea Grande, Kalil Sarat Baracat de Arruda apresentou duas indicações que visam melhorias na pavimentação asfáltica de dois bairros da cidade.

Sua primeira indicação solicita do Poder Executivo Municipal junto à Secretaria de Infraestrutura a necessidade de serviços de tapa buracos e reparos na pavimentação asfáltica nas ruas do bairro Jardim Novo Horizonte, em sua totalidade.

Segundo Kalil a proposta é urgente e visa à realização de “tapa buracos” e reparos na pavimentação asfáltica.

“As ruas do bairro em questão encontram-se totalmente esburacadas, quase sem condições de tráfego, provocando pequenas colisões e avarias nos veículos dos que por ali transitam. É tamanha a calamidade em que se encontram as vias que não é possível especificar onde e quão grandes são os buracos. Atender à solicitação daquela comunidade é cumprir com o dever social e zelar pelo bem público e pelos munícipes”, explica o vereador.

Os moradores do bairro Jardim Potiguar também vem passando pelo mesmo problema e dessa forma, Kalil também indicou a necessidade de serviços de tapa buracos e reparos na pavimentação asfáltica em todas as ruas do bairro.

Leia Também:  Mais de 6,5 toneladas de pescado irregular foram presos

“ As ruas Jardim Potiguar estão cheias de buracos com o aumento do fluxo de veículos pela região devido aos desvios das obras da Copa, quase que sem condições de tráfego. Além da falta de conforto e segurança, os buracos deixam o bairro com aspecto feio e mal cuidado desvalorizando os imóveis construídos ali. Dezenas de colisões com prejuízos financeiros e lesões físicas são registradas todos os dias naquele local”, disse Kalil Baracat.

 

Michelle Carla Costa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA