COVID-19

Várzea Grande cria sistema que atualiza dados da Covid-19 de hora em hora

Com a Menor Taxa de Contaminação

Publicados

em

 

Novidades surgiram no combate a COVID 19 em Várzea Grande. Uma é o sistema com os dados atualizados da doença de hora a hora, uma das menores taxas de contaminação entre as cidades, o 5º Informativo Epidemiológico de Várzea Grande realizado pela Secretaria Municipal de Saúde e a Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT.
“Nossa intenção é que as pessoas saibam os principais números da pandemia e o que Várzea Grande está fazendo para debelar a doença e ampliar de forma considerável o número de curados que chegaram a 80%”, disse a prefeita Lucimar Sacre de Campos, para quem um dos maiores aliados contra a doença é o papel da imprensa ao prestar informações corretas que evitem que a pandemia se torne de informações truncadas e sem necessidade.
Ela lembrou que estudo da Secretaria Municipal de Saúde e da UFMT, aponta que as medidas adotadas pela administração municipal estão surtindo os efeitos esperados e sinaliza que no mês de julho passado deve ter acontecido o pico da propagação da COVID 19.
“Essas informações que são técnicas e estão disponibilizadas a população, através do site www.varzeagrande.mt.gov.br/boletim-corona-virus nos permite saber que estamos no caminho certo, mas não são motivo para se relaxar no isolamento social e nas medidas constantes e severas de distanciamento de 1,5 metros, uso de máscaras e de meios de higienização”, disse a Lucimar Sacre de Campos.
Os dados apresentados, no estudo, segundo o secretário de Saúde de Várzea Grande, Diógenes Marcondes, demonstram que na última semana, houve queda no número de casos novos da COVID 19 e crescimento expressivo no número de recuperados chegando 80%.
“Os números bons estão crescendo e os ruins caindo e isto estimula a todos a trabalharem mais e a efetivamente buscar a cura da COVID 19. Na semana de 26 de julho a 1 de agosto, houve uma redução dos novos casos e de óbitos quando comparados com a semana anterior. Isto é muito significativo porque estamos falando do período em que adotamos medidas mais firmes no combate”, disse Diógenes Marcondes.
Segundo ele, desde o último domingo, 02 de agosto, por ordem da prefeita Lucimar Sacre de Campos, as Secretarias Municipais de Saúde e de Comunicação Social, colocaram em prática o Boletim de Monitoramento da COVID 19 em Várzea Grande atualizado de hora em hora e que pode ser consultado no site oficial da Prefeitura Municipal pelo endereço www.varzeagrande.mt.gov.br bem como todas as demais informações inerentes a COVID 19 na página especial.
Segundo o secretário de Saúde de Várzea Grande, provavelmente, a cidade é pioneira no atual modelo em ofertar informações precisas quanto ao número de casos confirmados, os recuperados, os óbitos, internados e em isolamento domiciliar.
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), para se chegar aos casos ativos, subtraia do total de casos confirmados, os recuperados e os que foram a óbito.
O resultado da subtração será dividido pelo número total de confirmados para se obter o percentual de recuperados e de óbitos. Já com os Casos Ativos definidos, se divide eles com os internados e em isolamento domiciliar para então se obter os devidos percentuais.
“É fundamental se saber os casos ativos porque eles são os que podem propagar a doença para outras pessoas, já que os curados e os em óbitos supostamente não contaminam mais novas pessoas, enquanto os ativos, internados ou em isolamento domiciliar, se não se cuidarem podem piorar seu quadro e contaminar pessoas sadias”, acrescentou.
Diógenes Marcondes sinalizou ainda que no Boletim do Governo do Estado divulgado na noite de segunda-feira passada, quando Várzea Grande em comparação com as outras 140 cidades de Mato Grosso que apareceram classificadas como moderada ou baixa, o município ficou com o 18º menor índice com 4,17%, o que demonstra os efeitos das medidas adotadas ao longo dos últimos dois meses.
NOVO DECRETO
A prefeita Lucimar Sacre de Campos, baixou novo decreto prevento a retomada de alguns programas sociais executados pela municipalidade, vinculou o retorno das atividades escolares a uma decisão conjunta com o Governo do Estado, portanto, ainda sem previsão de retomada das aulas nas escolas públicas municipais particulares de Várzea Grande, autorizou ainda o funcionamento de cursos de idiomaas particulares com limitações no atendimento as pessoas, além de flexibilizar o horário de funcionamento das conveniências em postos de combustíveis desde que mantidos os serviços delivery e drive thru sem a venda para consumo no local.
“Estamos de forma paulatina adotando novas medidas para que haja o funcionamento de setores sem riscos de novas contaminações e que a vida volte ao normal para todos”, disse o presidente do Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus (COVID 19), Silvio Fidélis.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Governador:“Pessoas que praticaram incêndios criminosos sofrerão graves consequências na vida econômica”
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COVID-19

Comissão Nacional defende retomada das aulas presenciais

Publicados

em

JB News

A Comissão Permanente de Educação (Copeduc) que integra o Grupo Nacional de Direitos Humanos(GNDH), órgão do Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais de Justiça (CNPG), aprovou dois enunciados que tratam da retomada das aulas presenciais em todo o país, naquinta-feira (17).Membros dos Ministérios Públicos de todos os Estados e da Uniãodefenderam quea retomada das aulas presenciais –de maneiraregrada, gradual, híbrida e progressiva –éimprescindível porestarrelacionada à garantia de direito humano fundamental.

Mato Grosso foi representado pelopromotor de Justiça Miguel Slhessarenko Júnior,da8ª Promotoria de Justiça Cível de Cuiabá e coordenador do Centro de Apoio Operacional (CAO)doMPMT.Trabalharemos numprimeiro momento para fiscalizar se os protocolos de biossegurança serão devidamente cumpridos e implementados em cada unidade escolar, bem comopara garantir oacesso à educaçãotambémpara aqueles que se sentirem inseguros ou forem do grupo de risco, por meio do ensino híbrido.Esperamosque seja um processo transparente dos municípios e do estado”,defendeuo integrante do MPMT.

Os enunciadosserão apresentados no dia 22 de setembro, em uma reunião conjunta com a Comissão Permanente de Defesa da Saúde (COPEDS) e a Comissão Permanente de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência e do Idoso (COPEDPDI). Nesse encontro serão discutidasquestões transversais como parâmetros mínimos para os protocolos sanitários para o retorno e para a proteção dos interesses de alunos com deficiências.Depois, eles serãosubmetidosà aprovação do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais de Justiça.

Confira os enunciadosna íntegra:

1)Ao Ministério Público compete a fiscalização da retomada das aulas presenciais considerando os critérios sanitários aprovados pelo poder público, submetendo-os, na hipótese de insuficiência, às providências legais. Definidos os protocolos sanitários e pedagógicos próprios para a política educacional, a retomada das aulas presenciais, embora regrada, gradual, híbrida e progressiva, faz-se imprescindível porquanto relacionada à garantia de direito humano fundamental.

2)O Ministério Público deve, enquanto vigente o Decreto de Calamidade ou de Emergência devido à pandemia Covid-19, adotar as medidas necessárias visando à assegurar aos pais ou responsáveis a opção pelas aulas não presenciais. Nesse contexto, compete, ainda, ao Ministério Público o dever de fiscalizar o poder público, em especial a escola e os órgãos públicos de assistência social, saúde e proteção à infância, quanto à efetiva escolha das famílias e a concreta participação nas atividades não presenciais, havendo obrigação de realizar busca ativa desses estudantes, a fim de garantir o seu direito à educação, bem como a verificação de situação de vulnerabilidade.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Bonsucesso completará 72 anos de criação de Distrito nesta quarta-feira
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA