Cidades

Várzea Grande assina hoje Termo de Adesão para criação de Centro de Referência Paralímpico

Publicados

em

JB News

 

Projeto prevê capacitação de profissionais e uso dos espaços para iniciação esportiva e treinos de alto rendimento.

 

A Prefeitura de Várzea Grande, por meio da Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Smecel), assina, nesta terça-feira (2), o Termo de Adesão para criação do Centro de Referência Paralímpico no município. O objetivo é capacitar profissionais e criar espaços que possibilitem às pessoas com deficiência (PCD) a prática de diferentes modalidades desportivas, desde a iniciação esportiva até o treinamento de alto rendimento.

A cerimônia está programada para iniciar às 19h, no ginásio Fiotão.
Este é o 2º Centro de Mato Grosso, sendo Mato Grosso uma das poucas unidades da Federação a contar com duas unidades do projeto, em virtude de sua tradição com o esporte paralímpico, principalmente na região de Várzea Grande e Cuiabá.

As primeiras modalidades a serem desenvolvidas a partir da implantação definitiva do projeto serão Goalball, Futebol e Judô para deficientes visuais. Parabadminton e Natação para multideficiências. E bocha para deficiências intelectuais. Na metodologia, as crianças que participarem da iniciação esportiva farão práticas de diferentes modalidades, de maneira sazonal e, conforme seu interesse e aptidão, serão encaminhadas para os treinos de alto rendimento.

Leia Também:  Lucimar entrega novas obras de asfalto e 150 km de novas ruas e avenidas pavimentadas e 70 km de recapeamento

*Serviço*

*O que:* Assinatura de Termo de Adesão;

*Pra quê:* Criação do Centro de Referência Paraolímpico;

*Quando:* Nesta terça-feira, às 19h;

*Onde:* Ginásio Fiotão;

COMENTE ABAIXO:

Cidades

Dupla Nico e Lau leva projeto “Juventude Contra as Drogas” para escola do bairro Pedra 90

Publicados

em

Por

JB News

Por Ana Carla Costa

 

Com o objetivo de conscientizar os jovens sobre os danos causados pelo consumo de drogas lícitas e ilícitas, o Instituto Sociológico de Mato Grosso (Isma) e a dupla humorista Nico e Lau estão percorrendo escolas públicas de Mato Grosso com o projeto “Juventude Contra as Drogas”.

 

De forma lúdica, o projeto, que completou no mês de julho um ano, reúne atividades culturais, como teatro, dança, oficinas e palestras voltadas para o público jovem.

Em julho, o projeto desenvolveu várias atividades presenciais e virtuais, uma delas foi o Arraiá do Castro e Juventude Contra as Drogas realizado na Escola Estadual Dr. Mário de Castro que fica no bairro Pedra 90, em Cuiabá. Com muita música, quadrilha e apresentação de Cururu e Siriri, cerca de 500 jovens participaram das atividades do projeto e vão ser multiplicadores das informações, principalmente dos malefícios das drogas e o impacto negativo que elas causam no organismo e nas relações interpessoais.

 

“Foi um sucesso o nosso arraiá consciente na Escola Estadual Dr. Mário de Castro. Nossa intenção com o projeto é conscientizar os jovens com uma abordagem leve e que possa formar, de fato, lideranças escolares e comunitárias para serem multiplicadores de um conteúdo que é de utilidade pública. Os jovens que participam do nosso projeto serão protagonistas e multiplicadores da importância do pleno exercício da cidadania, em especial na prevenção do uso de drogas, sejam elas lícitas ou ilícitas”, destaca o coordenador do projeto, o sociólogo Hélio Silva.

Leia Também:  Prefeito de Chapada Osmar Froner se manifesta favorável a realização de festas de Réveillon

 

O coordenador do projeto explica que o ambiente escolar é o campo de atuação onde se pode vencer a batalha contra as drogas e a degradação pessoal e social que ela causa na sociedade.

 

“Não se pode pensar na educação com uma visão simplista do ensinar a ler e escrever. É preciso formar cidadãos conscientes de seus direitos e deveres. Essa formação social e cidadã do aluno é transformadora e possui infinitas possibilidades, inclusive na consciência da necessidade de uma formação que previna o uso de drogas”, frisa Silva.

 

Para Nico, que é da dupla Nico Lau e parceiro do projeto, a conscientização sobre as drogas precisa ser constante, uma vez que o uso aumentou no Brasil durante a pandemia do coronavírus.

 

“Temos uma vasta experiência com campanhas educativas e percebemos que as atividades culturais, como o humor, são eficientes no processo de conscientização dos jovens”.

 

O humor também é utilizado pela dupla nos vídeos aulas do projeto. “Nos vídeos aulas que são apresentados de forma virtual ou presencial para os estudantes de escolas públicas e privadas de Mato Grosso vão ser abordados vários temas com especialistas das áreas, mas a abertura da aula sempre é feita pelos humoristas Nico e Lau. A popularidade e o talento da dupla é um grande atrativo para o jovem. O mais gratificante é ver que o projeto vem dando resultados satisfatórios”, comemora Hélio Silva.

Leia Também:  MP afirma que Município de Sorriso extrapolou competência e requer suspensão de lei que amplia as atividades essenciais

 

Os vídeos aulas do projeto possuem oito minutos de duração e poderão ser assistidos pelas plataformas das escolas ou pelo canal do YouTube do Projeto Juventude Contra as Drogas . Nos vídeos, os especialistas abordam temas variados. As escolas interessadas em participar do projeto poderão entrar em contato com o Isma através do email: institutosociologicomt@gmail.com. O arrariá educativo na escola estadual do Pedro 90 pode ser assistido pelo canal Youtube do Projeto Juventude Contra as Drogas.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA