Saúde

Varíola dos macacos: Brasil espera 50 mil doses de vacina da Opas

Publicados

em

As doses da vacina contra a varíola dos macacos podem chegar ainda neste ano
Vitoria Rondon

As doses da vacina contra a varíola dos macacos podem chegar ainda neste ano

O Brasil espera receber 50 mil doses de vacina contra varíola dos macacos, a monkeypox , por meio da compra realizada num consórcio da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), dizem especialistas ligados às negociações. Além do Brasil, de acordo com informações recentes da entidade, outras nove nações buscam doses para imunização em conjunto.

Neste momento, somente uma farmacêutica têm doses para varíola dos macacos. Trata-se da dinamarquesa Bavarian Nordic. Ao GLOBO, a empresa afirmou que os primeiros países a encomendar doses para o surto o fizeram há nove semanas. Apesar da negociação ter ocorrido depois, a Opas acredita que será possível receber doses ainda neste ano.

A vacina, em outros países, tem sido direcionada a profissionais de saúde, pessoas que tiveram contato com a infecção e homens com diversos parceiros sexuais.

Nesta sexta-feira, foi identificada, no Brasil, a morte de um homem com 41 anos em decorrência da infeção . De acordo com a nota do Ministério da Saúde, ele apresentava um quadro de imunidade baixa e comorbidades, incluindo câncer (linfoma), que levaram ao agravamento do quadro”.

A nota diz que ele ficou hospitalizado em hospital público em Belo Horizonte, sendo depois direcionado ao CTI. “A causa de óbito foi choque séptico, agravada pela monkeypox”, conclui o documento.

No Brasil, de acordo com informações do Ministério da Saúde, são 1.066 pessoas contaminadas pela doença, sendo 823 apenas no Estado de São Paulo. Há ainda 124 diagnósticos no Rio de Janeiro. Três crianças coma doença também foram identificadas na capital paulista.

Fonte: IG SAÚDE

COMENTE ABAIXO:

Saúde

Covid-19: Brasil registra 7.198 casos e 57 mortes em 24 horas

Publicados

em

Por

O Brasil registrou 7.198 casos positivos e 57 mortes por covid-19 em 24 horas, segundo o boletim divulgado pelo Ministério da Saúde neste domingo (7). Desde o início da pandemia, foram registrados 34.018.371 casos e 679.996 óbitos pela doença.

No boletim, os dados de casos e mortes de Minas Gerais, do Rio de Janeiro, do Distrito Federal, do Mato Grosso, do Maranhão, de Tocantins e de Roraima não foram atualizados. O número de óbitos do Mato Grosso do Sul também não.

Entre os que contraíram a doença, 96,2% se recuperaram, o que corresponde a 32.731.706 pessoas. Há ainda 606.669 casos em acompanhamento.

Estados

São Paulo é o estado com maior número da casos e de mortes, com 5,95 milhões e 173.338, respectivamente. Em relação aos casos, o estado do Sudeste é seguido por Minas Gerais (3,83 milhões) e Paraná (2,70 milhões). 

O menor número de casos foram registrados no Acre (145.488), Roraima (173.401) e Amapá (177.285). Os três estados também registram os menores números de mortes pela doença: Acre (2.021), Amapá (2.153) e Roraima (2.158).

Boletim epidemiológico covid-19 Boletim epidemiológico covid-19

Leia Também:  Anvisa recebe pedido de registro para teste de varíola dos macacos
Boletim epidemiológico covid-19 – Ministério da Saúde

Vacinação

Segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde, foram aplicadas 496,51 milhões de doses de vacina contra a covid-19 no Brasil, sendo 178,58 milhões de primeira dose, 159,63 milhões de segunda dose e 4,98 milhões de dose única. 

A primeira dose de reforço foi aplicada em 103,56 milhões de pessoas, a segunda dose de reforço em 17,99 milhões e a dose adicional em 4,75 milhões.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA