COVID-19

Vacinação contra Covid-19 retorna nesta terça-feira no Centro de Eventos do Pantanal

Publicados

em

Vacinação contra Covid-19 retorna nesta terça-feira (02) no Centro de Eventos do Pantanal; campanha acontece de segunda a sábado, das 8h às 18h

Primeiros dois dias serão exclusivos para aplicação da segunda dose dos trabalhadores da saúde que já tomaram a primeira dose da Coronavac

por CELLY SILVA E ROBERTA PENHA

Foto Luiz Alves

A campanha “Vacina Cuiabá – sua vida em primeiro lugar”, de imunização contra a Covid-19 retorna as atividades no polo central, que funciona no Centro de Eventos do Pantanal, nesta terça-feira (02), com a aplicação da segunda dose dos trabalhadores da saúde que já tomaram a primeira dose da Coronavac. Na terça e na quarta-feira (03), somente este grupo será atendido, para evitar aglomerações e reordenar o fluxo de atendimento no local. Nesta segunda-feira (1º), a partir das 18 horas, o site de agendamento estará disponível para esse grupo.

 

A novidade na vacinação será em relação aos dias e horários. “Nesta fase da campanha estaremos com o polo de vacinação aberto de segunda a sábado, das 8h às 18h, sempre com agendamento”, revelou Valéria de Oliveira, coordenadora de Vigilância Epidemiológica e da campanha de vacinação.

 

A partir de quinta-feira (4), o Município de Cuiabá começa a imunizar idosos acima de 80 anos de idade. Na primeira fase de vacinação dos idosos acima de 85 anos, cerca de 2.460 foram imunizados com a Coronavac no polo central de vacinação, além de cerca de 300 acamados.

Leia Também:  Mato Grosso registra 107 mortes de covid em 24 horas

 

A definição foi apresentada durante reunião do comitê organizador da campanha de imunização, na tarde da última sexta-feira (26), que ocorreu concomitantemente à entrega das doses (4.350 da AstraZeneca e 2.060 da Coronavac) à Secretaria Municipal de Saúde.

 

Hoje pela manhã foi realizada uma capacitação de todos os profissionais envolvidos na campanha para que sejam adotadas as práticas previstas nas bulas das vacinas e no Plano Nacional de Imunização, além das recomendações do Ministério Público Estadual (MPE), como a orientação para que os aplicadores da vacina mostrem a seringa antes e depois da aplicação, que os frascos vazios das vacinas continuem sendo armazenados para possível checagem posterior, entre outros. “Quanto mais correto a gente trabalhar, mais respaldo a gente vai ter”, reforçou Valéria.

 

 

Reunião com Secretaria de Estado

 

Conforme divulgado anteriormente, a secretária Municipal de Saúde, Ozenira Félix reuniu-se com o secretário Estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo para solicitar as 3.030 doses do imunizante Coronavac destinadas para a segunda dose dos trabalhadores da saúde.

 

Durante a reunião ficou decidido que as doses serão entregues ao Município conforme novas remessas forem sendo entregues pelo Ministério da Saúde. A segunda dose dos trabalhadores da saúde será aplicada com o lote de Coronavac recebido na última sexta-feira (26), com a garantia por parte do Estado de que estas doses serão repostas, sem prejuízo para nenhum grupo contemplado com a vacinação.

Leia Também:  Vereadora Michelly quer a criação de auxílio emergencial em Cuiabá

 

 

“A partir de amanhã nós voltamos com a vacinação. Nós vamos utilizar para primeira dose a AstraZeneca e a Coronavac para segunda dose dos profissionais de saúde. Se Deus quiser, vai chegar um novo lote em breve e o que nós combinamos é que nós vamos ajustando”, comentou a secretária.

 

 

PASSO A PASSO DO AGENDAMENTO DA SEGUNDA DOSE

-Entre no endereço eletrônico www.cuiaba.mt.gov.br e clique no banner “Vacina Cuiabá”;

-Clique em pré-cadastro;

-Clique em agendar 2ª dose; vai para outra tela onde é solicitado o número do CPF depois clicar em consultar meu cadastro sendo redirecionado automaticamente para tela de horários;

-Na tela “Agendar sua triagem”, selecione o dia e o horário;

-Imprima o QR Code da 2ª dose;

– No dia agendado, a pessoa precisa levar o QR Code e o cartão de vacinação entregue a ele quando tomou a primeira dose. É imprescindível que a pessoa apresente o cartão de vacinação.

Importante: As pessoas que não fizeram o cadastro de agendamento para a primeira dose, deverão realizar o cadastro completo, sendo encaminhados para o agendamento da segunda dose.

COMENTE ABAIXO:

COVID-19

Senadores farão diligências em laboratórios do agro para produção de vacinas anticovid

Publicados

em

Por

A ideia da visita ‘in loco’ é acelerar os procedimentos para inclusão dos laboratórios na produção de vacinas.

A Comissão Temporária do Senado, que acompanha as ações de enfrentamento à Covid-19, deverá realizar diligência externa nas três fábricas de produtos veterinários classificados com nível de segurança NB3+, potencialmente utilizáveis para a produção de vacinas humanas anticovid. O requerimento foi apresentado pelo senador Wellington Fagundes (PL-MT), relator da CT e que tem conduzido as tratativas com os laboratórios do agro.

Além de senadores, deverão ser convidados para a diligência os representantes do Ministério da Saúde, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), do Ministério da Agricultura, e do Instituto Butantan. A Anvisa já notificou os laboratórios que fabricam produtos para saúde animal interessados em produzir o Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) para produção de vacinas.

O objetivo, segundo o senador do PL de Mato Grosso, é conhecer as instalações e seu potencial de aproveitamento para a produção de vacinas. A ideia da visita ‘in loco’ é acelerar os procedimentos para inclusão dos laboratórios na produção de vacinas. Os senadores acreditam que a inserção de mais indústrias somariam ao trabalho já realizado pelo Instituto Butantã e a Fiocruz.

Leia Também:  302 anos de Cuiabá: Prefeitura é parceira da Romaria das Águas e Carreata da Fé

As três fábricas capazes de produzirem o IFA a partir da transferência tecnológica pertencem a Merck & Co. ou Merck Sharp & Dohme, empresa farmacêutica, química e de ciências biológicas global presente em 67 países; Ceva Brasil, que dispõe de quatro centros internacionais principais, com 19 centros regionais de produção pelo mundo, e a Ouro Fino, que exporta produtos para vários países.

“Não há dúvida de que estamos muito atrasados na vacinação, especialmente em comparação com outros países. Estamos hoje na casa dos 21 milhões de pessoas vacinadas com a primeira dose e 6 milhões que receberam as duas doses, o que representa cerca de 10% dos brasileiros, com a primeira dose, e 2,8%, com a segunda” – frisou Fagundes.

Além de enfatizar o crescimento do número de mortos pela Covid-19, Fagundes ressaltou que o Brasil é atualmente o epicentro mundial da doença e motivo de preocupação para todos os países. “Certamente, a falta de vacinas é o principal fator para o cenário de atraso na vacinação, que nos conduziu ao colapso do sistema de saúde que hoje estamos vivendo, com falta de leitos de terapia intensiva e carência de oxigênio medicinal, de medicamentos e de insumos essenciais” – acrescentou.

Leia Também:  Dr. Luiz Fernando solicita que município trate pacientes com sequelas da covid

Em documento enviado a mim, datado de 22 de março, o Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (SINDAN), informou que as plantas industriais indicadas reúnem condições de atender a toda a demanda por vacina do País, com produção completamente interna e sem depender de importação de insumos. Afirma, ainda, que a indústria de saúde animal detém a tecnologia necessária para o cultivo de inativação e o preparo de vacinas de vírus inativados, como é o caso de algumas das vacinas contra o novo coronavírus.

O requerimento do senador Wellington deve ser votado na reunião de segunda-feira, com definição da data da diligência.


Foto: Reprodução TV Senado

imagem

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA