OPINIÃO

Trinta e três anos de história

Por Henrique Alexandre Mazzardo

Publicados

em

A história da criação da Fiagril se funde com a história do desenvolvimento da agricultura em Mato Grosso. Aliada a vocação natural do estado para a produção de grãos e a vinda de pessoas com o desejo de produzir, empresa foi fundamental para construir a potência que se tornou o Centro-Oeste brasileiro.

A empresa teve seu início em Lucas do Rio Verde, há 33 anos, pelo produtor rural Marino José Franz. Nascido como uma empresa familiar para ajudar os produtores a se desenvolverem, se consolidou como uma companhia de fornecimento de insumos agrícolas.

Atualmente, Mato Grosso se consolidou como um estado na vanguarda do agronegócio, sendo o maior produtor nacional de soja, milho, algodão e rebanho bovino. A Fiagril, no mesmo sentido, aumentou, ao longo dos anos, a sua oferta de produtos e serviços com o intuito de proporcionar aos produtores rurais uma maior rentabilidade em suas lavouras.

Além do fornecimento de insumos agrícolas, a empresa passou a armazenar, comercializar e exportar grãos de soja e milho. Em 2008, foi inaugurada também a primeira planta de fabricação de biodiesel. Apesar de ter se consolidado e criado raízes em Mato Grosso, Fiagril também aumentou suas filiais para estados como Tocantins e Amapá.

Leia Também:  A ansiedade baixa a imunidade alerta especialista

A expansão do modelo de negócio foi feita com base em intensas pesquisas sobre o perfil dos produtores desses estados, além da análise de investimento e desenvolvimento do agronegócio nas regiões. Para os próximos anos, a expectativa é que Pará e Rondônia também tenham acesso aos serviços prestados pela companhia.

Como resultado dessas transformações, a Fiagril tem mais de mil e duzentos clientes ativos e outros três mil clientes nas 21 unidades distribuídas em 3 estados. Com faturamento de mais de R$ 3 bilhões e mais de 450 colaboradores, a expectativa é de crescimento para os próximos anos.

Essa trajetória da Fiagril nos traz imenso orgulho, tanto pelo nosso crescimento, como pela nossa origem, no berço do agronegócio, que se consolidou como o campeão em valor de produção agrícola de 2019, com mais de R$ 37 bilhões. E com 22 dos 50 municípios que mais investem na produção agrícola no Brasil.

Todas as ações tomadas levaram em consideração o crescimento do estado e o apoio produtor. Sabemos que tivemos suma importância no caminho traçado pelo agronegócio em Mato Grosso. Que venham mais anos prósperos e que possamos contribuir ainda mais com o desenvolvimento da agricultura no Brasil.

Leia Também:  O futuro é convergente

*Henrique Alexandre Mazzardo é Chief Executive Officer (CEO) da Fiagril

COMENTE ABAIXO:

OPINIÃO

A ansiedade baixa a imunidade alerta especialista

Publicados

em

JB News

⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Nesses tempos de Covid-19 muitas pessoas têm ficado isoladas e isso gera ansiedade. Com isso o  cortisol que é o hormônio do estresse é liberado baixando a imunidade.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Imunidade baixa é um campo fértil para várias doenças de ordem física, mental e emocional.  E vem a pergunta: Como lidar com as emoções que o coronavírus pode trazer?

 

Esse momento que estamos passando é muito sério, onde cada um deve se perceber neste processo para poder mudar seu destino e ressignificá-lo.

 

A Lei da Atração é algo inevitável em nossas vidas, e que quanto mais focamos nosso pensamento em alguma coisa a possibilidade de materialização da mesma é enorme.

 

Devo acrescentar também que se o pensamento vier acompanhado de sentimento, aí a potência de concretização é ainda maior. Entenda que o que muda positivamente ou faz o milagre em nossa vida é você sentir que está completamente imunizado. Desta forma, acionamos a possibilidade de não adoecer.

 

A frase que deve vir com o sentimento de paz e confiança é: “Dou graças por ter a saúde perfeita, total e definitiva”.

Leia Também:  O futuro é convergente

 

Eu sei que é difícil não pensarmos no perigo de se contaminar pelo coronavírus. Mas tente esquecer a ideia do perigo do vírus enquanto ora.

 

Olhando para essas informações, imagino que seja adequado acionar a autorresponsabilidade e apesar desta eminente situação, devemos reconhecer nossos medos para não agir e atrair a partir deles.

 

Se nossas emoções, ações e pensamentos se tornam o nosso campo vibracional, temos responsabilidade grande sobre o que vamos colher neste momento tão desafiador para a humanidade.

 

Busque pegar para você a sua força interior e o seu poder de cura e de se imunizar contra o coronavírus. Seu organismo pode focar em não adoecer ao simples comando do cérebro.

 

Diga não à ansiedade e ao medo de ser contaminado pelo coronavírus e bora para a vida.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA