Arquivos JB News 10 Anos

TMG tem lançamento e nova biotecnologia no 12º Congresso do Algodão

Publicados

em

 

Durante coquetel nesta terça-feira, a empresa conversou com convidados sobre as novidades

Até esta quinta-feira (29) a Tropical Melhoramento e Genética (TMG) participa do 12º Congresso Brasileiro do Algodão (CBA), em Goiânia (GO). Como uma das patrocinadoras do CBA 2019, a empresa difunde entre os participantes as principais novidades que inclui lançamento de uma nova cultivar e biotecnologia para o algodão.

O lançamento desta safra é a TMG 61RF, cultivar que se diferencia por apresentar em torno de 48% de rendimento de fibra, enquanto que no mercado brasileiro o rendimento da maior parte das cultivares chega a no máximo 42%.

A nova geração da biotecnologia WideStrike3, da Corteva Agriscience, traz proteção superior contra lepidopteros-praga durante todo o ciclo da cultura do algodão, e maior facilidade de manejo. Ao longo da safra de algodão 2019/20, a TMG irá apresentar ao mercado cotonicultor as cultivares em lançamento com esse novo evento tecnológico. E neste primeiro dia do Congresso, TMG e Corteva realizaram no estande da TMG um coquetel para imprensa e convidados para apresentar mais detalhes da novidade.

Leia Também:  Paralização

Outro destaque do evento é a TMG 44 B2RF, que em mais uma safra é destaque de alta produtividade e de excelência de fibra em todo o cerrado, com resultados que superam 400 arrobas por hectare (@/ha) em algumas regiões. Projeções do mercado algodoeiro (produtores, consultores, multiplicadores de sementes) indicam que a TMG 44B2RF será a cultivar mais plantada na próxima safra.

                Representando mais de 1/3 do mercado nacional do algodão, a TMG participa do CBA desde a 9ª edição e, segundo Francisco Soares Neto, presidente da empresa, a parceria traz benefícios para a companhia e reconhecimento ao trabalho da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), organizadora do Congresso. “Respeitamos e admiramos o trabalho da entidade, que une os elos da cadeia do algodão e mostra a importância da fibra brasileira para o Brasil e exterior”, destaca.           

Números

Há várias safras o algodão TMG protagoniza um cenário de evolução e consolidação, em razão dos resultados a campo que mostram o alto potencial produtivo e a excelente qualidade de fibra das variedades. De acordo com a pesquisa Kleffmann AMIS 2019, o algodão TMG continua presente em mais de 1/3 de toda a área com a cultura no Brasil e duas entre as três cultivares mais plantadas na safra de algodão 2018/19 são TMG – TMG 44B2RF e TMG 81WS. Ainda, dados internos mostram crescimento nesta safra de 48% em volume comercializado das sementes de algodão da marca, com relação à safra 2017/18.

Leia Também:  A Peleia Mistifórica entre a República, a Dialética e Hegel (ou o Pari gato da Estória)
COMENTE ABAIXO:

Arquivos JB News 10 Anos

Kalil Baracat cobra melhorias na pavimentação de bairros

Publicados

em

Por

 

O vereador por Várzea Grande, Kalil Sarat Baracat de Arruda apresentou duas indicações que visam melhorias na pavimentação asfáltica de dois bairros da cidade.

Sua primeira indicação solicita do Poder Executivo Municipal junto à Secretaria de Infraestrutura a necessidade de serviços de tapa buracos e reparos na pavimentação asfáltica nas ruas do bairro Jardim Novo Horizonte, em sua totalidade.

Segundo Kalil a proposta é urgente e visa à realização de “tapa buracos” e reparos na pavimentação asfáltica.

“As ruas do bairro em questão encontram-se totalmente esburacadas, quase sem condições de tráfego, provocando pequenas colisões e avarias nos veículos dos que por ali transitam. É tamanha a calamidade em que se encontram as vias que não é possível especificar onde e quão grandes são os buracos. Atender à solicitação daquela comunidade é cumprir com o dever social e zelar pelo bem público e pelos munícipes”, explica o vereador.

Os moradores do bairro Jardim Potiguar também vem passando pelo mesmo problema e dessa forma, Kalil também indicou a necessidade de serviços de tapa buracos e reparos na pavimentação asfáltica em todas as ruas do bairro.

Leia Também:  Solidificação de parcerias com a iniciativa privada marca atuação da Secretaria dos 300 Anos

“ As ruas Jardim Potiguar estão cheias de buracos com o aumento do fluxo de veículos pela região devido aos desvios das obras da Copa, quase que sem condições de tráfego. Além da falta de conforto e segurança, os buracos deixam o bairro com aspecto feio e mal cuidado desvalorizando os imóveis construídos ali. Dezenas de colisões com prejuízos financeiros e lesões físicas são registradas todos os dias naquele local”, disse Kalil Baracat.

 

Michelle Carla Costa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA