Arquivos JB News 10 Anos

Teatro de Fantoches da Guarda Municipal tem foco em atividades educativas

Publicados

em

 

 

O teatro alcança mais de 150 mil alunos de escolas da rede de ensino pública e particular de Várzea Grande

 

Mais de 150 mil alunos da Rede municipal de ensino tanto estadual e particular, como municipal de Várzea Grande já tiveram a oportunidade de assistir e participar do projeto social da Guarda Municipal ‘Arte de Ensinar’ com apresentações do Teatro de Fantoches. O grupo, que neste ano completa 14 anos de atuação, já contam com seis peças adaptadas com temas de alerta como bulling, dengue, violência sexual contra crianças e adolescentes, trânsito, Lei Maria da Penha e preservação do meio ambiente.

Nesta sexta-feira (11), o grupo realizou apresentação no Instituto Várzea-grandense de Educação – IVE – em atividade alusiva ao Dia da Criança, comemorado neste sábado (12).  A diretora da unidade Veralice Weirich disse que todos os anos o grupo de teatro da Guarda Municipal realiza apresentação na escola e que neste ano, coincidiu com a semana dedicada a criança.  “O espetáculo vai ao encontro dos ensinamentos aplicados na escola, porém a abordagem sobre o tema meio ambiente em forma de teatro em linguagem lúdica, fica o tema leve e didático para as diferentes faixas etárias. Essa parceria de serviços tem resultados positivos, principalmente, quando o assunto abordado é a questão do meio ambiente e a responsabilidade social de todos ”, explicou a diretora informando que os alunos matriculados no período da tarde também terão atividades recreativas com encenação de peça teatral da Guarda Municipal.

A Guarda Municipal Inês Guimarães, é uma das manipuladoras dos bonecos, e integra o projeto desde a sua criação. Já Fraulen Elisa Rodrigues de Miranda passou a integrar o grupo em 2018. Para elas o trabalho com os bonecos é gratificante além de ser uma atividade profissional.

Leia Também:  Projeto da Arena Pantanal é premiado em São Paulo

Uma das preocupações do grupo, como explica Inês Guimarães, é quanto aos temas a serem abordados, por isso cada peça deve ser minuciosamente elaborada, com pesquisas aprofundadas e discutidas em sala de aula. “A peça teatral tem em média duração de 1 hora e neste tempo tentamos chamar a atenção das crianças para os cuidados com a sua própria vida e os riscos que a cercam. Temas do cotidiano, são abordados de forma educativa no cumprimento de regras e leis, como exemplo quando a abordagem for trânsito. Já, para riscos, o alerta é feito para temas como bulling, violência sexual contra crianças e adolescentes, drogas ilícitas. O teatro possibilita orientar e conversar com crianças e jovens e passar estas mensagem do cotidiano ”, informou.

Já Fraulen Elisa disse que a criança é um propagador de informações, seja em casa ou no seio familiar, por isso o grupo tem o compromisso em passar de forma lúdica, esclarecimentos sobre determinadas situações e fatos, além de informações acerca de determinados assuntos considerados tabus ou vista de forma polêmica. “O teatro de fantoches é utilizado também como ferramenta pedagógica lúdica, na abordagem de temas complexos, mas que são do cotidiano. O teatro de fantoches, assim como todos os outros jogos de faz-de-conta, contando histórias, ajudam a criança a construir a sua identidade com as mensagens que são passadas, o que contribui e muito com a formação deles. Muitas escolas já adotam esta modalidade para despertar a criatividade das crianças. Os bonecos encantam, e chamam as crianças para interação, o que ajuda a desinibir e no pensar para dar as respostas. Com certeza é uma importante ferramenta para o ensino-aprendizagem”.

Leia Também:  Meio ambiente interdita 250 estabelecimento de lava-jatos e criam mal estar entre vereadores

O secretário de Defesa Social e comandante da Guarda Municipal, Evandro Homero Dias disse que a instituição de segurança municipal, desenvolve ações sociais nos mais diferentes setores, porém o grupo de teatro tem se destacado pela forte atuação na abordagem de assuntos atuais e do cotidiano de crianças e jovens, ajudando no desenvolvimento sócio-cultural. “Mesmo com o avanço de tecnologias, o teatro de fantoche continua causando encantamento nas crianças e jovens em geral, pela maneira única e especial ajudando no aprendizado com a arte de expressão. Somente no mês de agosto, 3.319 alunos participaram de sessões de teatro. O grupo está a disposição de escolas e instituições não governamentais para apresentações especiais. As solicitações devem ser encaminhadas direto a Guarda Municipal, que também desenvolve outros projetos sociais, como Pedal da Guarda, Judô, entre outros”, completou o secretário ressaltando ainda que o Grupo de Teatro de Fantoches da Guarda Municipal já recebeu inúmeras homenagens e reconhecimento pelos relevantes serviços prestados a população da cidade. Em 2015 o grupo foi agraciado com a “Moção de Congratulação”, reconhecimento dado pela Câmara Municipal.  A Ordem dos Advogados do Brasil, Subseção Várzea Grande (OAB/VG) homenageou a Guarda Municipal, como destaque educacional.

Por: Kátia Passos 

COMENTE ABAIXO:

Arquivos JB News 10 Anos

Kalil Baracat cobra melhorias na pavimentação de bairros

Publicados

em

Por

 

O vereador por Várzea Grande, Kalil Sarat Baracat de Arruda apresentou duas indicações que visam melhorias na pavimentação asfáltica de dois bairros da cidade.

Sua primeira indicação solicita do Poder Executivo Municipal junto à Secretaria de Infraestrutura a necessidade de serviços de tapa buracos e reparos na pavimentação asfáltica nas ruas do bairro Jardim Novo Horizonte, em sua totalidade.

Segundo Kalil a proposta é urgente e visa à realização de “tapa buracos” e reparos na pavimentação asfáltica.

“As ruas do bairro em questão encontram-se totalmente esburacadas, quase sem condições de tráfego, provocando pequenas colisões e avarias nos veículos dos que por ali transitam. É tamanha a calamidade em que se encontram as vias que não é possível especificar onde e quão grandes são os buracos. Atender à solicitação daquela comunidade é cumprir com o dever social e zelar pelo bem público e pelos munícipes”, explica o vereador.

Os moradores do bairro Jardim Potiguar também vem passando pelo mesmo problema e dessa forma, Kalil também indicou a necessidade de serviços de tapa buracos e reparos na pavimentação asfáltica em todas as ruas do bairro.

Leia Também:  Três candidatos concorrem à presidência da AMM

“ As ruas Jardim Potiguar estão cheias de buracos com o aumento do fluxo de veículos pela região devido aos desvios das obras da Copa, quase que sem condições de tráfego. Além da falta de conforto e segurança, os buracos deixam o bairro com aspecto feio e mal cuidado desvalorizando os imóveis construídos ali. Dezenas de colisões com prejuízos financeiros e lesões físicas são registradas todos os dias naquele local”, disse Kalil Baracat.

 

Michelle Carla Costa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA