Saúde

Sociedade Brasileira de Cardiologia promove Live para público cardiologista

Publicados

em

 

A Sociedade Brasileira de Cardiologia de Mato Grosso (SBC-MT) realiza no dia 27 de julho,  a Live “Antiagregação Plaquetária na Doença Coronária em Diferentes Cenários” voltado para o profissionais da saúde e estudantes como parte da série SBC AO VIVO desenvolvido pela instituição nesse tempo de pandemia.

“Com a necessidade de se diminuir eventos presenciais decidimos criar uma maneira de nos manter atualizados e discutir assuntos e metodologias importantes para a área médica com temos que envolvem a cardiologia. E desde então com o projeto SBC AO VIVO estamos tendo bastante participação”, afirma o presidente da SBC MT Dr Marcos Tenuta.

Nesse mês de julho O SBC AO VIVO será realizado na terça-feira(27) das 20h às 21h (horário de Brasília) pela plataforma makadu.live/sbcmt.

Na Live a palestra será do Doutor em Medicina pela Unifesp Dr. Marcelo Cantarelli que é Fellow do American College Cardiology(ACC), Fellow da The Society of Cardiovascular Angiography and Interventons(SCAI), Fellow da European Society of Cardiology(ESC) e Ex-presidente SBHCI Gestão 2016-2017.

Leia Também:  Mais um casal de brasileiros são diagnosticados com a variante Ômicron

A Live será coordenada pelo Dr. Danilo Arruda Júnior que é Especialista  em Cardiologia pela SBC e em Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista pela SBHCI, Professor do Curso de Medicina da Univag, Responsável Técnico do Serviço de Hemodinâmica da Sonicardio, Responsável pelo Ambulatório de Coronariopatias da Univag e do Hospital Geral.

Mais informações : sbcmt@uol.com.br .

 

EVENTO

 

O QUE: Live “Antiagregação Plaquetária na Doença Coronária em Diferentes Cenários”

QUANDO: terça-feira (27) das  20H às 21H

ONDE: PLATAFORMA MAKADU.LIVE/SBCMT

CONTATO: sbcmt@uol.com.br

 

COMENTE ABAIXO:

Saúde

Mais um casal de brasileiros são diagnosticados com a variante Ômicron

Publicados

em

Por

JB NEWS

Por Alisson Gonçalves

Foto: Exame

Mais um casal de brasileiros foram diagnosticados com a variante Ômicron do coronavírus , informou  a prefeitura de São Paulo  (SP), nesta quarta-feira, 01.12, o fato só foi divulgado hoje quinta-feira 02.12. As informações são de que os mesmos já haviam tomado as doses única da vacina da Janssen, quando ainda estavam na África do Sul, país onde residem.

O casal chegou ao Brasil a passeio em 23 de novembro. Dois dias depois, quando retornariam para a Cidade do Cabo, testaram positivo para covid-19.

A nova variante ,apresenta sintomas como cansaço, dores musculares, coceira na garganta, febre baixa e em poucos casos
tosse seca.

Os sintomas da Ômicron são mais parecidos com a variante Beta.

Até agora, os pacientes infectados pela Ômicron apresentaram apenas sintomas leves. No entanto, a nova variante preocupa a OMS e os países por causa das 50 mutações que a nova cepa apresenta, sendo 32 apenas na proteína S, principal alvo das vacinas desenvolvidas até o momento.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Virgínia Mendes defende que todos abracem as causas sociais
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA