Cidades

Seminário Novos Gestores destaca conquistas e desafios para os municípios

Publicados

em

JB News

         A união e a atuação dos prefeitos serão fundamentais para garantir o atendimento da pauta municipalista e assegurar novas conquistas para os municípios. Essa foi uma das mensagens repassadas durante o Seminário Novos Gestores,  encerrado  nesta sexta-feira (22), com a participação de prefeitos de Mato Grosso. O evento foi realizado pela Confederação Nacional dos Municípios – CNM de forma on-line e contou com a parceria das associações estaduais. Esta etapa, que teve a duração de dois dias,  foi destinada às regiões Centro-Oeste e Norte, com ampla programação sobre temas relacionados `a administração pública, como finanças, educação, saúde, meio ambiente, saneamento, turismo, previdência, governança municipal, iniciativas sociais, orientações jurídicas, comunicação, entre outros.

         O presidente da CNM, Glademir Aroldi, destacou que a atuação do movimento municipalista nos últimos anos garantiu o reforço do caixa das prefeituras e ampliou o diálogo com o Congresso Nacional e Governo Federal. Essa evolução pode ser medida em números. De 1996 para cá, o movimento conquistou o montante de R$ 898 bilhões para os municípios brasileiros. A cifra é resultado de vários avanços, como o repasse extra do Fundo de Participação dos Municípios  -FPM de julho e dezembro, arrecadação com o Imposto sobre Serviços – ISS, além do encontro de contas e dívida previdenciária.

Leia Também:  Medidas restritivas são ampliadas para combate à Covid-19 em Primavera do Leste

         Desse montante, R$ 66,8 bilhões foram assegurados em 2020, em recomposição de perdas de arrecadação e auxílio emergencial aos municípios devido à crise sanitária e econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus. “Os prefeitos que assumiram em janeiro receberam a prefeitura em melhores condições devido a esses apoios financeiros. Caso contrário, muitas prefeituras teriam fechado as portas”, frisou Aroldi.

         O presidente da AMM, Neurilan Fraga, reiterou que a atuação do movimento municipalista é fundamental para apoiar os municípios e em momentos de dificuldade, torna-se ainda mais importante. “A crise provocada pela pandemia prejudicou a maioria dos municípios brasileiros e sentimos o reflexo nas cidades mato-grossenses. As conquistas asseguradas no ano passado minimizaram os impactos financeiros e ajudaram os gestores a encerrar os mandatos e honrar muitos compromissos”, assinalou Fraga, que integra o conselho político da CNM e participa do planejamento das diretrizes e ações do movimento municipalista nacional.

         Apesar dos avanços, este ano deve ser de grandes desafios,  como o enfrentamento da pandemia, que ainda deve causar reflexo na arrecadação dos entes federados. Existe uma previsão de crescimento do Produto Interno Bruto – PIB de 3,5%, que não serão suficientes para garantir a recuperação da arrecadação de União, estados e municípios.

Leia Também:  MPF pede na justiça derrubada do decreto do Governo de Mato Grosso

         Para minimizar os impactos da crise econômica nos cofres municipais, a CNM encaminhou ao Governo Federal um pedido de ampliação do auxílio financeiro emergencial por mais alguns meses, beneficiando mais de 60 milhões de brasileiros mais carentes e assegurando o aquecimento da economia.

         A pauta municipalista para este ano contempla outros temas importantes, como a Reforma Tributária e a aprovação do repasse extra do FPM todo mês de setembro, que garantiria maior fôlego aos municípios em um período que se verifica maior instabilidade na arrecadação. Para garantir os avanços, será necessária uma ampla  articulação com o Congresso Nacional, visando buscar apoio dos deputados e senadores para agilizar a tramitação dos projetos em Brasília.

COMENTE ABAIXO:

Cidades

Rota do Oeste abre 25 vagas exclusivas para PCD

Publicados

em

Por

As oportunidades estão disponíveis em 14 cidades de Mato Grosso

 

Pessoas Com Deficiência (PCD) que estão em busca de emprego devem ficar atentas às vagas exclusivas para PCD da Rota do Oeste. A Concessionária abriu 25 vagas, que estão disponíveis em 14 cidades lindeiras à BR-163/364, em Mato Grosso. As oportunidades são para atuação em três cargos distintos: Assistente Administrativo(a); Operador(a) de Tráfego; e Operador(a) de Pedágio.

 

Os interessados devem cadastrar os currículos na plataforma de seleção do site da Rota do Oeste, na aba ‘trabalhe conosco’. Todas as oportunidades do processo seletivo exclusivo exigem ensino médio completo; e laudo de comprovação para enquadramento como PCD. Além destes requisitos, a vaga de Operador(a) de Tráfego exige que o candidato disponha de Carteira Nacional de Habilitação (CNH), categoria D.

Confira abaixo as cidades de atuação para cada oportunidade:

 

Assistente Administrativo(a)

Disponível nas cidades de:

Cuiabá e Várzea Grande

Operador(a) de Tráfego

Disponível nas cidades de:

Leia Também:  Medidas restritivas são ampliadas para combate à Covid-19 em Primavera do Leste

Rondonópolis, Itiquira, Juscimeira, Jaciara, São Vicente, Cuiabá, Várzea Grande, Jangada, Rosário Oeste, Nobres, Nova Mutum, Lucas do Rio Verde, Sorriso e Sinop.

Operador(a) de Pedágio

Disponível nas cidades de:

Itiquira, Rondonópolis, Jaciara, Cuiabá, Jangada, Nobres, Nova Mutum, Lucas do Rio Verde e Sorriso.

 

A vagas contemplam os seguintes benefícios:

  • Plano de saúde;
  • Serviço corporativo de atividades físicas;
  • Plano de assistência odontológica;
  • Seguro de vida;
  • Cartão alimentação;
  • Plano de previdência privada;
  • Participação nos lucros e resultados;
  • Vale transporte;
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA