Estadual

Seduc-MT divulga inscrições deferidas e indeferidas do processo seletivo das escolas militares

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) divulgou nesta quinta-feira (09.11) a relação das inscrições deferidas e indeferidas do processo seletivo unificado para o ingresso de novos estudantes nas 26 escolas estaduais militares, no ano letivo de 2024. Mais de 12 mil estudantes se inscreveram para disputar 4.425 vagas para turmas do Ensino Fundamental II e Ensino Médio.

O prazo para recurso contra o indeferimento de inscrição termina nesta sexta-feira (10).

Já a divulgação do resultado do recurso contra o indeferimento de inscrição será no dia 21 deste mês.

“É importante os pais ou responsponsáveis observarem os prazos definidos pelo edital””, orintou a secretária-adjunta de Gestão Regional (SAGR), Mozara Spencer.

A seleção será com base no conhecimento, com provas objetivas de caráter classificatório e eliminatório.

As vagas serão preenchidas pelos candidatos aprovados e os classificados irão para o cadastro reserva.

Das 26 escolas, 22 são Escolas Estaduais Militares Tiradentes, administradas pela Polícia Militar, e quatro Escolas Estaduais Militares Dom Pedro II, geridas pelo Corpo de Bombeiros.

As unidades sob a gestão da Polícia Militar estão localizadas nos municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Água Boa, Cáceres, Barra do Garças, Confresa, Diamantino, Juara, Juína, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Nova Xavantina, Pontes e Lacerda, Rondonópolis, Sinop, Sorriso, Tangará da Serra, Vila Rica, Querência, Primavera do Leste, Canarana e Peixoto de Azevedo.

Já s Escolas Militares gerenciadas pelo Corpo de Bombeiros ficam em Cuiabá, Rondonópolis, Barra do Garças e Alta Floresta.

Leia Também:  Verde Novo distribui mudas e realiza palestra para servidores do plano MT Saúde

A organização e aplicação do Processo Seletivo são de responsabilidade da Secretaria Adjunta de Gestão Regional (SAGR), com participação da Coordenadoria de Escolas Militares (CEM), das Diretorias Regionais de Educação (DREs) e das unidades escolares.

Cronograma

  • Divulgação do local de provas: 21/11/2023
  • Realização da prova: 26/11, das 8h às 10h (horário de Cuiabá) nos locais de prova
  • Divulgação do gabarito preliminar: 27/11/2023
  • Recurso contra as questões e gabarito das provas: entre os dias 28 e 29/11/2023
  • Resultado do recurso contra as questões e gabarito das provas: 12/12/2023
  • Divulgação do resultado final: 20/12/2023
  • Período de matrícula: 8 a 12/01/2024 na unidade escolar
Todas as informações e formulários estão disponíveis no edital. Acesse AQUI.

Confira nos links abaixo a relação das inscrições deferidas e indeferidas, de acordo com a cada unidade escolar:

ÁGUA BOA – EE Militar Tiradentes 3° Sargento PM Justino Pinheiro dos Santos
ALTA FLORESTA – EE Militar Dom Pedro II Vitória Furlanni da Riva
BARRA DO GARÇAS – EE Militar Dom Pedro II Deputado Norberto Schwantes
BARRA DO GARÇAS – EE Militar Tiradentes Cabo PM Vanilson Silva Carvalho
CÁCERES – EE Militar Tiradentes Professor Natalino Ferreira Mendes
CANARANA – EE Militar Tiradentes Cabo PM Sebastião Ferreira Miranda
CONFRESA – EE Militar Tiradentes Cabo PM José Martins de Moura
CUIABÁ – EE Militar Dom Pedro II Presidente Médici
CUIABA – EE Militar Tiradentes
DIAMANTINO – EE Militar Tiradentes Doutor Manoel José Murtinho
JUARA – EE Militar Tiradentes Cabo PM Israel Wesley Prado de Almeida
JUÍNA – EE Militar Tiradentes Padre Ezequiel Ramin
LUCAS DO RIO VERDE – EE Militar Tiradentes Soldado PM Adriana Morais Ramos
NOVA MUTUM – EE Militar Tiradentes Coronel PM Celso Henrique Souza Barbosa
NOVA XAVANTINA – EE Militar Tiradentes Cabo PM Danner Maia Barbosa
PEIXOTO DE AZEVEDO – EE Militar Tiradentes 2° Sargento PM Luciano José de Queiroz
PONTES E LACERDA – EE Militar Tiradentes 1º Ten PM Carlos Henrique Paschoiotto Scheifer
QUERÊNCIA – EE Militar Tiradentes Coronel PM Jorge Luiz de Magalhães
RONDONOPOLIS – EE Militar Dom Pedro II André Maggi
EE Militar Tiradentes Major PM Ernestino Veríssimo da Silva
EE Militar Tiradentes 2º Sargento PM Claudemir França Maciel
SORRISO – EE Militar Tiradentes Cabo PM Antônio Dilceu da Silva Amaral
TANGARÁ DA SERRA – EE Militar Tiradentes 1° Tenente PM Salomão Fernandes Ferreira Piovesan
VÁRZEA GRANDE – EE Militar Tiradentes Tenente Coronel PM Louirson Rodrigues Benevides
VILA RICA – EE Militar Tiradentes Soldado PM Antônio Eustáquio de Paula

Leia Também:  Sema-MT credencia nove áreas de soltura e reintegração de animais resgatados

Fonte: Governo MT – MT

COMENTE ABAIXO:

Estadual

Mais de 1,4 mil pacientes com HIV abandonaram tratamento em MT e SES alerta para importância do cuidado em saúde

Publicados

em

Por

Um levantamento realizado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) apontou que 1.453 pacientes com HIV/Aids deixaram de fazer tratamento há mais de 100 dias nas unidades públicas especializadas de Mato Grosso. A pasta alerta que o abandono do cuidado em saúde pode agravar o quadro clínico e até evoluir para óbito.

“A tecnologia em saúde está avançando cada vez mais e o Sistema Único de Saúde (SUS) não tem ficado para trás. O SUS dispõe dos melhores e mais adequados tratamentos às pessoas que vivem com HIV/Aids, para que eles tenham uma vida longa e com qualidade. Para isso, é necessária a continuidade do tratamento. Os municípios, que são responsáveis pela Atenção Primária, estão estruturados para receber esses pacientes e a SES tem investido na capacitação dos profissionais de saúde para que as unidades básicas ofertem o melhor atendimento possível”, disse o secretário adjunto de Atenção e Vigilância em Saúde da SES, Juliano Melo.

As pessoas que vivem com HIV/Aids são acompanhadas pelos Serviços de Assistência Especializada (SAE), administrados pelos municípios. Em Mato Grosso, há 28 SAEs localizados nos municípios de Alta Floresta, Peixoto de Azevedo, Barra do Garças, Cáceres, Canarana, Confresa, Diamantino, Itiquira, Juara, Juína, Marcelândia, Nova Canaã do Norte, Primavera do Leste, Ribeirão Cascalheira, Rondonópolis, Sinop, Tangará da Serra, Lucas do Rio Verde, Sorriso, Querência, Itaúba, Várzea Grande, Água Boa, Colíder, Nova Xavantina, Nova Mutum e dois em Cuiabá.

Leia Também:  Sem internet, Dom Aquino suspende expediente forense nesta quarta-feira

O Centro Estadual de Referência em Média e Alta Complexidade (Cermac), unidade administrada pela SES, também dispõe de um SAE, cujo local é referência para os casos agravados e também para os municípios em que não possuem um SAE. “Aqui atendemos pacientes de todo o estado que apresentam um quadro mais agudo e precisam de tratamentos mais complexos”, explica a diretora da unidade, Jocineide Santos.

De acordo com o Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), entre os anos de 2022 e 2023, foram notificados 1.927 novos casos da infecção por HIV em Mato Grosso. Em relação à Aids, o sistema aponta 679 novos casos neste mesmo período.

O levantamento da SES apontou ainda 206 óbitos em 2022 e 168 óbitos em 2023 com menção ao HIV ou à Aids como causa base, conforme o Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM).

Prevenção

A responsável técnica pela temática na SES, Valéria Francischini, afirma que, para diminuir esses números no estado, é necessário que a população tenha consciência da importância da prevenção.

Leia Também:  Servidores da Coordenadoria Financeira se capacitam sobre nova retenção de Imposto de Renda

“A prevenção ainda é a melhor conduta para evitar a infecção. A SES trabalha juntamente com os 141 municípios na oferta da testagem rápida e dos insumos de prevenção a toda população, como preservativo interno e externo”, pontua a técnica.

Entre os serviços disponibilizados gratuitamente via SUS, estão: preservativos masculino e feminino; aconselhamento sobre HIV/Aids e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs); testagem rápida, que é segura e sigilosa; autoteste; Profilaxia Pós-Exposição (PEP) nos casos de sexo consentido sem proteção, violência sexual e acidentes com materiais biológicos potencialmente contaminados; Profilaxia Pré-exposição (PrEP) para pessoas que não estão infectadas e que fazem parte das populações-chaves, prioritárias e população em geral expostas a situações de risco ao HIV.

“O Estado de Mato Grosso vem desenvolvendo diversas estratégias em conjunto com as Secretarias Municipais de Saúde no sentido de adequar o sistema responsável pela disponibilização dos testes rápidos e melhorar a oferta desses testes. O trabalho conjunto com as maternidades também é imprescindível para zerar o número de crianças infectadas com HIV por mães durante a gravidez, no parto ou por meio da amamentação, quando não são tomadas as devidas medidas de cuidado e prevenção”, conclui a técnica.

Fonte: Governo MT – MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA