VÁRZEA GRANDE

Reunião pública discutirá o diagnóstico do Plano de Bacia Hidrográfica do Alto Rio Cuiabá

Publicados

em

Aberto ao público, encontro será dia 16 de novembro, das 14h30 às 17h30, no auditório da nova sede das Promotorias de Justiça de Várzea Grande

Várzea Grande será anfitriã de uma importante discussão que debaterá o Plano de Bacia Hidrográfica do Alto Rio Cuiabá – UPG P4. E, a Prefeitura de Várzea Grande, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável (SEMMADRS), convida a sociedade a participar dessa reunião pública no próximo dia 16 de novembro, das 14h30 às 17h30.

O encontro ocorrerá no auditório da nova sede das Promotorias de Justiça de Várzea Grande, situada na Avenida Chapéu do Sol, S/N, bairro Guarita II, ao lado do Fórum local.

Jean Lucas Teixeira de Carvalho, o Secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável de Várzea Grande, enfatiza a importância desse encontro e a relevância da cidade como anfitriã.

“Em parceria com o Ministério Público do Estado de Mato Grosso, o Comitê de Bacia Hidrográfica dos Afluentes da Margem Esquerda do Rio Cuiabá, o Núcleo Interdisciplinar de Estudos em Saneamento Ambiental (NIESA), a Fundação Uniselva, a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e a própria Prefeitura de Várzea Grande, todos interessados na cidade poderão conhecer e discutir a apresentação dos estudos da Bacia Hidrográfica do Rio Cuiabá”, detalha.

Leia Também:  Educação inicia formaturas de alunos que participaram do PROERD

O gestor explica que o foco da reunião pública é discutir os desafios encontrados no diagnóstico do Plano de Bacia Hidrográfica do Alto Rio Cuiabá – UPG P4. “A ideia é abordar os usos, os conflitos e os desafios relacionados às águas do Rio Cuiabá, que não apenas fluem por essa região, mas também banham Várzea Grande em sua margem direita. A discussão promete ser instigante e esclarecedora, visando a proteção e a sustentabilidade desse recurso precioso”, disse Jean Lucas.

E ainda acrescenta: “É um convite à participação ativa de todos os cidadãos, pois a gestão da água e a preservação de nossos rios afetam a qualidade de vida de todos nós. Não devemos perder a oportunidade de se envolver nessa discussão crucial e contribuir para o futuro sustentável de Várzea Grande e da região circundante”.

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande – MT

COMENTE ABAIXO:

VÁRZEA GRANDE

“Casa de Sarita” completa seis meses e leva até as mulheres do Mapim, serviços e políticas públicas

Publicados

em

Por

O Grande Mapim e região foram palcos da segunda edição do projeto “Casa de Sarita no Seu Bairro”, iniciativa que visa difundir e divulgar os serviços oferecidos pela Casa de Sarita nos diversos bairros da cidade de Várzea Grande, invertendo a lógica, de as pessoas irem ao encontro do Poder Público Municipal, e indo ao encontro dos anseios populares para facilitar a vida dos mesmo e oferecer novas perspectivas.

“A Casa de Sarita, apesar de nova em sua atuação já demonstrou resultados impressionantes, então decidimos levar os serviços a população e não esperar que ela venha até nós enquanto Poder Público Municipal”, disse o prefeito Kalil Baracat enaltecendo a inovadora ideia da primeira-dama e promotora de Justiça, Kika Dorilêo Baracat que concebeu a Casa de Sarita e agora inova para levar a mesma aos bairros e a sua gente.

O evento, que contou com a presença da primeira-dama e promotora de Justiça, Kika Dorilêo Baracat, destacou o compromisso da gestão do prefeito Kalil Baracat, como um todo, pois todas as Secretarias Municipais e Órgãos Públicos participam, em promover políticas públicas especialmente voltadas para a mulher várzea-grandense.

“Além de aproximar as políticas públicas da gestão do prefeito Kalil Baracat da população feminina, é fundamental ressaltar que nesta sexta-feira, 08 de dezembro, no Dia de Nossa Senhora da Conceição, a “Casa de Sarita” celebra seu sexto mês de implantação no município. Nesses seis meses, o projeto já impactou positivamente a vida de mais de 1,5 mil mulheres, oferecendo ações nos pilares da saúde mental e física, educação, profissionalização, social e no combate e prevenção da violência feminina”, disse a primeira-dama, lembrando que para cada mulher auxiliada, a Administração Municipal acaba atendendo indiretamente até 10 pessoas dependendo da família e do envolvimento de outras pessoas.

Na abertura do evento, Kika Dorilêo Baracat compartilhou a inspiração por trás da Casa de Sarita, um projeto nascido de sua visão e do prefeito Kalil Baracat. Ela enfatizou o sucesso dos primeiros seis meses do projeto, ressaltando a demanda crescente por políticas públicas direcionadas às mulheres. Anunciando uma expansão significativa, Kika revelou que a partir de janeiro, a Casa de Sarita, planejará e executará um calendário anual para atender diversos bairros, incluindo a realização das ações aos sábados, atendendo a uma demanda expressiva pelas mulheres, meninas entre outros.

Leia Também:  MP, TCE e Município avançam em acordo para melhorar os serviços em Várzea Grande

“Sempre temos que ter em mente que quando ajudamos uma mulher, seja ela chefe de família ou não indiretamente ajudamos, filhos e demais familiares”, explicou Kika Dorilêo Baracat lembrando que nos seus afazeres profissionais, enquanto promotora de Justiça, passou a compreender as repercussões existentes quando se tem uma pessoa, principalmente mulher, afetada por problemas e suas consequências para outros familiares.

O secretário de Educação, Cultura, Esportes e Lazer de Várzea Grande, Silvio Fidélis, destacou a importância das parcerias, especialmente com as escolas municipais, que fornecem a infraestrutura necessária para os atendimentos. Ele ressaltou a participação ativa das diretoras, coordenadoras e professoras, que conhecem a realidade dos bairros e garantem que os serviços alcancem quem realmente precisa.

A secretária-adjunta de Assistência Social, Daniela Barone, sublinhou a necessidade de manter atualizado o CadÚnico, enfatizando sua importância como ferramenta para a articulação da rede de promoção e proteção social. Ela explicou que a Casa de Sarita exige o NIS, tornando o Cadastro Único um mecanismo fundamental para integrar iniciativas de diversas áreas.

“As famílias e pessoas para acionarem diretamente os programas sociais da Prefeitura de Várzea Grande que se comunicam com os Programas Sociais do Governo Federal e do Governo do Estado, precisam estar sempre com o CadÚnico atualizado”, disse Daniela Barone lembrando que para o processo seletivo das 1.000 casas do Colinas Douradas que ainda se encontra em fase de execução para definir os futuros proprietários, um dos requisitos essenciais, foi ser cadastrado no CadÚnico de Várzea Grande a mais de cinco anos.

A vereadora Professora Eucaris Arruda, presente no evento, reforçou a parceria entre os Poderes Legislativo e Executivo, elogiando a administração por oferecer tratamentos, incluindo terapias caras, de forma gratuita. Ela ressaltou o apoio ao projeto e a importância de dar o devido reconhecimento.

Leia Também:  David Pintor assume a presidência da FCDL/MT

Mulheres participantes do evento – Euni Monteiro, diretora da “EMEB Rita Auxiliadora de Campos Cunha”, expressou sua aprovação ao levar a Casa de Sarita para os bairros, facilitando o acesso das mulheres aos serviços, especialmente em casos de violência.

Moradora há 20 anos no Mapim, Eliana Brandão, ficou maravilhada com os serviços, destacando sua inscrição na acupuntura e participação no Espaço da Beleza, enquanto sua filha assistia a uma peça de teatro infantil.

Clarice Marques, buscando se qualificar, se inscreveu no programa “Elas Empreendem” e expressou ansiedade para começar visando alcançar a independência financeira. Ela elogiou a oportunidade de cuidar de si mesma.

Amanda Cristine, em busca de alívio para dores lombares e de cabeça, optou pela auriculoterapia, expressando confiança após a primeira sessão e ansiedade para as próximas. A terapeuta Célia Coutinho detalhou sobre a auriculoterapia, uma prática milenar chinesa que promove alívio sem efeitos colaterais.

O evento, além de aproximar as políticas públicas da gestão Kalil Baracat da população feminina, revelou o impacto positivo da Casa de Sarita em seis meses, atendendo mais de 1,5 mil mulheres nas áreas de saúde mental e física, educação, profissionalização, social e no combate e prevenção à violência feminina.

O prefeito Kalil Baracat sinalizou que a Administração Municipal cuida de 300.078 habitantes, independente de todos acionarem ou não os serviços públicos, e lembrou que a atuação conjunta reforça a perspectiva das pessoas que necessitam do apoio do Poder Público Municipal. “Agimos em todas as áreas e nossa demanda é sempre maior que nossa capacidade de atendimento, por isto, procuramos de forma criativa encontrar meios e maneiras para que toda a população seja contemplada pelas Políticas Públicas de Saúde, Educação, Segurança, Social, Obras e medidas que valorizem Várzea Grande como um todo”, assinalou o prefeito enaltecendo os esforços dos servidores para que o Executivo Municipal possa atender a todas as demandas.

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande – MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA