AGRONEGÓCIOS

Recriada, Câmara Setorial de Agrotóxicos debaterá aplicação de produtos em MT

Publicados

em

Órgão foi recriado pelo Conselho de Desenvolvimento Agrícola Empresarial do Governo do Estado e será coordenado pelo Indea-MT

Thielli Bairros

– Foto por: Thielli Bairros
A | A

O Conselho de Desenvolvimento Agrícola Empresarial (CDAE) aprovou nesta quarta-feira (24.06) a recriação da Câmara Setorial de Agrotóxicos para debater a utilização de defensivos agrícolas em Mato Grosso. A câmara é composta por dezenove representantes de várias entidades como Governo do Estado, empresas privadas e universidades.

“Esta discussão é muito importante para desenvolvermos a agricultura em Mato Grosso, mas com todos os critérios para a preservação da saúde humana, tanto das pessoas que trabalham diretamente com os produtos como os cidadãos que consomem os alimentos que utilizam defensivos”, explica César Miranda, secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico e presidente do CDAE.

A coordenação da câmara setorial será do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT), órgão técnico competente para o tema. “Aí serão discutidas ações e, em caso de necessidade, fazer propostas para que o CDAE possa deliberar sobre a forma de utilização destes defensivos agrícolas”, afirma Miranda.

Leia Também:  Governo de Mato Grosso compra lotes de “kit-covid” para distribuir aos 141 municípios

Ainda durante a reunião do CDAE, foram aprovadas 84 cartas-consultas do FCO Rural, que são empréstimos via Fundo Constitucional do Centro Oeste, totalizando mais de R$ 190 milhões e geração de cerca de 270 empregos diretos e 570 empregos indiretos.

“Neste momento é importante que estes recursos sejam disponibilizados para movimentar a economia do Estado, alavancando negócios, e a grande maioria deste recurso vai para pequenos e médios produtores rurais. São ações do governo do Estado trabalhando junto com o setor produtivo para que possamos manter o nível de investimentos em Mato Grosso mesmo com a pandemia e não paralisar este setor que é tão importante”, finaliza o secretário César Miranda.

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abastecimento

Fundação MT realiza hoje de noite live sobre destruição de soqueira de algodão

Publicados

em

 

Mais uma vez produtores rurais e equipe poderão receber informação com qualidade em tempo real de resultados de pesquisas desenvolvidas pela Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso, Fundação MT. A apresentação será hoje, a partir das 19h00 (horário de Mato Grosso) pelo aplicativo instagram do perfil @fundacaomt. O assunto dessa vez será a importância e as técnicas recomendadas para a destruição de soqueira de algodão.

O objetivo da live, de acordo com o pesquisador Autieres Faria é falar sobre os principais herbicidas que podem ser usados para eliminar rebrotas da cultura do algodão, evitar a proliferação de pragas, como o bicudo, e de doenças, como a ramulária e a ramulose. Além disso será feito recomendação das técnicas que garantem mais eficácia nesse procedimento.

“Vamos apresentar as diferenças de modalidade de destruição de soqueira e quais os melhores resultados de manejo. Pretendemos falar sobre o conceito de controle cultural para a destruição de soqueira de algodão. Como o controle cultural auxilia na destruição da soqueira de algodão”, explicou o pesquisador.

Leia Também:  Vazio sanitário da soja começa nesta segunda-feira em Mato Grosso

Toda a classe produtora é convidada para participar dessa live, que também irá debater sobre o manejo de plantas daninhas, ou seja, as pessoas que trabalham com a cultura de algodão e de soja são convidados para assistir a live, bem como enviar dúvidas.

Segundo Autieres será repassado também sobre cuidados para esse período de seca: “Um bom planejamento para conseguir colher o quanto antes a área, iniciar a destruição mais cedo possível, respeitar as doses de herbicidas, fazer uma boa aplicação são algumas das recomendações que irei detalhar durante a live.”

Julianne Caju

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA