POLITICA

PSB reúne cerca de 3.000 mil pessoas, não fecha apoio a governo, lança Natasha ao senado e exige palanque aberto para presidente em MT

Publicados

em

.JB News

Por Alisson Gonçalves

 

O Partido Socialista Brasileiro (PSB), realizou neste sábado 30 de Julho ,sua convenção para definir candidatos que devem disputar às eleições em outubro.

A convenção que reuniu cerca de 3.000 mil pessoas no Hotel Fazenda Mato Grosso em Cuiabá.

O Partido ainda não finalizou o fechamento de cabeca de chapa obra governo, mas  alançou o nome da médica Natasha Slhessarenko, para  disputar a vaga de Senado.

No total foram definidos 25 Candidatos que devem disputar, uma cadeira na ALMT, além dos deputados Max Russi, e DR. Eugênio estão também o vereador de VG Fábio Tardin, e o ex-secretário de Cultura e esporte Beto dois a um.

Já para a disputa como Federal o partido definiu 9 candidatos, a única vaga que vai seguir sem nome para disputar é o cargo de governador de MT, já que partido deve caminhar junto o governador de MT e pré -candidato a reeleição Mauro União Brasil.

Alem disso, o partido também declarou nacionalmente, apoio ao Ex-presidente Lula que segue com seu nome para disputar a presidência da República ao lado de seu vice ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin.

Leia Também:  PF deflagra 2ª fase de operação contra fraudes no auxílio emergencial e prende dois em ação em MT

Segundo às informações de bastidores  o fechamento para governo do Estado, com Mendes, dependerá do governador aceitar ou não  palanque aberto para os presidentes da República.

Apesar de uma grande maioria o partido apoiar o governador Mauro Mendes em sua reeleição, a atada convenção segue em aberto.

COMENTE ABAIXO:

POLITICA

Coronel Assis destaca que colocou seu nome à disposição na política por entender que seu trabalho à frente da Segurança Pública não acabou

Publicados

em

Por

JB News

O coronel da Polícia Militar, Jonildo José de Assis, foi confirmado candidato a deputado federal durante a Convenção Partidária do União Brasil, na noite dessa sexta-feira (5). A convenção, que foi realizada no ginásio Dom Aquino, em Cuiabá, também confirmou a candidatura do governador Mauro Mendes à reeleição.

Coronel Assis chegou à convenção ao som da música Tropa de Elite, que se popularizou no filme de mesmo nome e que tem o trabalho policial como protagonista.  “Sou coronel da Polícia Militar e sirvo a população de Mato Grosso desde 1995. Há mais de 27 anos eu defendo este Estado e o cidadão e cidadã de bem, com muita honra”,
O coronel destacou que colocou seu nome à disposição na política por entender que seu trabalho à frente da Segurança Pública não acabou. “Precisamos acabar com o sentimento de impunidade que o criminoso sente. A polícia não pode mais prender e a lei soltar. Por isso quero ir para o Congresso. Vou trabalhar por leis penais mais duras para termos um Brasil e um Mato Grosso mais seguros”.

Leia Também:  CNMP arquiva reclamação de prefeito afastado Emanuel Pinheiro contra procurador da NACO Domingos Sávio

Entre as propostas do coronel Assis está a ampliação do número de Escolas Militares, que hoje têm a melhor média da rede pública no IDEB; agilizar a Reforma Tributária; e mais recursos para as creches. “Defendi Mato Grosso como Comandante do Bope, Comandante do Gefron, Secretário-Adjunto de Segurança Pública, Comandante-Geral da Polícia Militar e agora vou seguir a minha missão rumo à Câmara Federal”.

Coronel Assis ficou três anos no Comando Geral da Polícia Militar e ajudou a entregar uma Polícia Militar capacitada, equipada com armamentos modernos, mais próxima da população e adotou estratégias que resultaram na redução dos índices de criminalidade em Mato Grosso.

Com 46 anos, casado e pai de uma filha, coronel Assis é apoiador do presidente Jair Bolsonaro e defende pautas da direita como o armamento civil, o fortalecimento dos CACs e clubes de tiro e o liberalismo econômico.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA