Economia

Prefeitura paga salários dos servidores municipais de Cuiabá nesta sexta-feira

Publicados

em

Salários dos servidores municipais estarão na conta nesta sexta-feira (29)

Por Carolina Miranda

A Prefeitura de Cuiabá informa que, devido à falha ocorrida no sistema, o pagamento dos salários referentes ao mês de novembro será creditado em conta até o final desta sexta-feira (29). Esse é um dos compromissos do prefeito Emanuel Pinheiro em pagar os proventos até o último dia do mês trabalhado. Para o período, o valor líquido da folha de pagamento alcançou a marca de R$ 64 milhões.

A regularidade salarial do funcionalismo público tem como objetivo a valorização do trabalhador pelos serviços prestados ao cidadão. “Valorizar esse comprometimento fortalece não apenas a qualidade do serviço, mas incentiva o desenvolvimento da nossa Capital, uma vez que todos passam a se sentir ainda mais inspirados a dar o seu melhor”, disse o prefeito Emanuel Pinheiro.

Além do salário dos funcionários públicos em atividade, a Prefeitura de Cuiabá também mantém em dia, há dois anos, o pagamento dos aposentados e pensionistas pela Cuiabá-Prev sempre no dia 25 de cada mês.

Leia Também:  Previsão de crescimento da economia sobe levemente

“Esta é parte da missão de cuidar bem da Capital, sendo esse um dever imprescindível que temos com a população e com os servidores públicos, que se dedicam incansavelmente a atender a sociedade cuiabana”, completou Pinheiro.
Veja a matéria no site: http://www.cuiaba.mt.gov.br/governo/salarios-dos-servidores-municipais-estarao-na-conta-nesta-sexta-feira-29/20956

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Projeto que altera valores de taxas de R$ 120 para R$ 900 reais é retirado de pauta na AL

Publicados

em

JB News

Após uma grande movimentação contra o projeto do governo que eleva alguns valores no Pagamento de taxas no Departamento de Trânsito de Mato Grosso (DETRAN-MT), a Assembléia Legislativa retirou de pauta, uma vez que já estaria para apreciação  dos parlamentares.

Pelo projeto alguns serviços que hoje custa cerca de R$ 120,00 paasariam a custar R$ 900,00.

As alegações do governo são de que algumas  taxas não sofrem reajustes há vários anos, passaram por governos anteriores e mesmo assim não sofreram alteração alguma.

A medida chegou como bomba no legislativo estadual, alguns deputados inclusive da base do governo reclamaram, por que o projeto não foi discutido antes com a AL, para depois ser encaminhado a minuta.

Ainda ontem alguns deputados fizeram uma comissão e foram até a Casa Civil pedir explicações do secretário Mauro Carvalho para que o governo retirasse o projeto de pauta.

E na tarde desta quinta-feita 12, o projeto saiu de pauta para ser readequado e retornar para ser debatido na AL-MT.

Leia Também:  Petrobras vende sua participação na Belem Bioenergia Brasil

Ainda não foi divulgado quando o projeto retornará a ser debatido pelo parlamento, e nem quais mudanças serão  feitas.

Alguns deputados alegaram também que o projeto nesse momento além de ser uma medida impopular, expõe como negativo, num momento ruim economicamente.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA