VÁRZEA GRANDE

Prefeitura de Várzea Grande é investigada por fraude em licitação na compra de cadeira de rodas, de banho e andadores

Publicados

em

Prefeitura de Várzea Grande é investigada pelo MPE por fraude em licitação na compra de cadeira de rodas, de banho e andadores

JB News

O promotor de justiça, Jorge Paulo Damante Pereira Inquérito Civil para dar prosseguimento aos atos de investigação sobre a legalidade ou não da referida ata de registro de preços para aquisição de cadeira de rodas, cadeira de banho, muleta e andador.
Conforme o promotor, existem vários documentos a serem examinados. “Trata-se de Notícia de Fato SIMP 004281-006/2020, derivada dos autos de IC do SIMP 003025-006/2018, encaminhado pela 6ª Promotoria Cível de Várzea Grande a esta unidade ministerial para análise e investigação, no âmbito do Patrimônio Público, de suposta fraude na ata de registro de preços para aquisição de cadeira de rodas e derivados pelo Município de Várzea Grande”, consta do documento.
Vamos aguardar os próximos capítulos desta investigação.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Pesquisa aponta Flávio Frical e Kalil em empate técnico na espontânea para prefeito de VG
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eleições 2020

Flávio Frical quer linha de ônibus com Tarifa Zero

Publicados

em

 

_A ideia é inicialmente implantar algumas linhas com ônibus gratuitos pra facilitar o transporte das pessoas de alguns bairros populosos até os centros comerciais_

Candidato a prefeito de Várzea Grande, o empresário Flávio Frical (PSB) disse que vai implantar algumas linha de ônibus com tarifa zero em Várzea Grande. A proposta foi apresentada durante o debate promovido pelo site VG Notícias nesta quinta-feira (22.10).

Conforme Frical, a ideia é inicialmente implantar algumas linhas com ônibus gratuitos pra facilitar o transporte das pessoas de alguns bairros populosos até os centros comerciais do Cristo Rei, Couto de Magalhães e São Mateus.

“Isso vai melhorar para o comércio local e aumentar a arrecadação da prefeitura. A cada ano vamos aumentar o valor subsidiado e ampliar a frota. O objetivo final é chegar na tarifa zero no médio prazo”, explicou.

Segundo ele, não é justo a tarifa em Várzea Grande ser a mesma de Cuiabá e tbm do intermunicipal se a massa salarial do município é menor que a de Cuiabá.

“Além disso os ônibus daqui são de qualidade inferior. Vou combater essa máfia que domina o transporte coletivo de Várzea Grande há 20 anos e só pensa em altos lucros sem prestar serviço decente ao nosso povo”, afirmou.

Leia Também:  Lucimar Campos entrega nova UBS do Jardim Eldorado

Ele ressaltou que a proposta é possível, já existe sistema gratuito em vários outros municípios do país. “Basta querer, basta pensar mais no povo e menos no bolso dos tubarões. Nossos adversários estão comprometidos politicamente com os donos do sistema e não vão fazer esse enfrentamento. Nós temos coragem e compromisso com a mudança”, ressaltou.

Flávio citou como exemplo a cidade de Volta Redonda, no Rio de Janeiro. Desde 2017 o município que tem cerca de 260 mil habitantes implantou uma linha especial ligando os centros comerciais. Hoje são três veículos operando e cada um transporta cerca de mil passageiros por dia.

“Isso vai trazer um impacto muito positivo na mobilidade urbana da nossa cidade. Vai estimular o nosso comércio e aquecer a nossa economia interna. São apenas algumas rotas, mas é um serviço que vai ajudar muito nossa população. Melhorar o transporte público como um todo é um compromisso que eu tenho e vou fazer como prefeito”, disse Flávio.

*Nova licitação de ônibus*

Leia Também:  Roberto França faz carreata no CPA e promete ‘limpeza’ no Alencastro

Flávio Frical já também já afirmou que irá realizar uma nova licitação para a melhorar a qualidade do serviço oferecido aos várzea-grandenses. Segundo ele, a cidade a cidade é refém de um monopólio e não há concorrência para “nivelar por cima” o serviço.

Em Várzea Grande, a União Transporte é a empresa concessionária do serviço de transporte coletivo de passageiros há quase 20 anos. Além disso, também opera a linha intermunicipal, que liga o município a Cuiabá.

“Além da falta de água, outra grande reclamação é com relação aos ônibus. Ônibus velhos, quantidade da frota insuficiente para atender a demanda e falha na rota das linhas, que obriga os usuários a andarem quilômetros para chegarem ao ponto”.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA