Política Estadual

Prefeitos e vices são lançados como apostas do PSB nas pré-candidaturas para o pleito de 2020

Publicados

em

  1. JBN

 

Sigla quer atingir mais de 80 cidades na disputa pela majoritária e mais de 100 devem ter chapas para vereador

Com informações Assessoria de Comunicação do PSB/MT

 

O Partido Socialista Brasileiro em Mato Grosso – PSB/MT, sob a presidência do deputado estadual Max Russi, já contabiliza dezenas de pré-candidaturas a prefeito no Estado para as próximas eleições municipais. A sigla, que está se organizando para lançar pelo menos 80 candidatos à majoritária e chapa de vereadores em mais de 100 municípios, tem realizado filiações e agregado importantes nomes, aprovados pela opinião pública em suas regiões.
Entre os nomes definidos, cinco vão disputar a reeleição. É o caso do prefeito Gustavo Melo, de Alto Araguaia e Valdir Pereira, de Nova Bandeirantes. Ambos foram eleitos em 2016 pelo partido socialista e continuam defendendo a sigla.
Já os prefeitos de Araguaiana, Getúlio Dutra, e de Curvelândia, Sidinei Custódio, migraram para o PSB e também vão lançar os nomes na disputa para um segundo mandato. Getúlio, inclusive, já desponta como favorito para o pleito deste ano no município, marcando mais de 76% das intenções de voto, conforme pesquisa publicada no fim do ano passado.
Marcelo Aquino, prefeito de General Carneiro, que também aderiu ao projeto socialista depois das eleições de 2016, completa a lista dos pré-candidatos à reeleição.
Além dos prefeitos, três vice-prefeitos já têm os nomes costurados para a disputa à majoritária. Em Cáceres, Eliene Liberato, migrou para o PSB em outubro do ano passado, em ato que contou com a presença do presidente do PSB Nacional, Carlos Siqueira. Em Bom Jesus do Araguaia e Planalto da Serra, o PSB, deve ser representado no pleito eleitoral pelos vice-prefeitos Marcilei Alves, popular “Mansão” e Zilda Hipólito, respectivamente.

Leia Também:  Em sete dias, Cuiabá arrecada em tributos 23,4% do montante acumulado em Mato Grosso

Para o presidente da sigla no Estado, deputado Max Russi, esses nomes fortalecem o PSB, pois já carregam a experiência de gestão e têm suas ações aprovadas pela sociedade. “São nomes que foram eleitos pelo PSB ou migraram posteriormente por entenderem a filosofia e o perfil do partido socialista, além de já trazerem consigo a experiência do poder executivo e as necessidades de cada município. Com certeza, o PSB sairá ainda mais fortalecido nessas eleições”, finalizou.

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política Estadual

Governador apresenta ações ao movimento comunitário: “Terão cada vez mais voz no Governo”

Publicados

em

Mauro Mendes ouviu demandas das lideranças e fez apresentação do que já foi feito e do que ainda há por vir no Governo

Lucas Rodrigues | Secom-MT

Governador Mauro Mendes apresenta balanço da gestão para lideranças comunitárias – Foto por: Tchélo Figueiredo – SECOM/MT

 

A | A

O governador Mauro Mendes se reuniu com centenas de lideranças de movimentos comunitários de Mato Grosso e garantiu que, daqui para frente, eles terão ainda mais “espaço, vez e voz” dentro da atual gestão.

O encontro ocorreu na manhã desta terça-feira (18.02), no Palácio Paiaguás, em Cuiabá. Além de mais de 400 lideranças dos segmentos sociais, a reunião contou com a presença do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho; do secretário-chefe do Gabinete de Governo, Alberto Machado; da secretária de Assistência Social e Cidadania, Rosamaria Carvalho, e de seus adjuntos; e dos deputados Max Russi, Carlos Avalone, Paulo Araújo e Ondanir Bortolini, o Nininho.

“O movimento comunitário foi o primeiro a ser escolhido para essa conversa. Porque quando nós fizemos isso, sinalizamos que o Governo está trabalhando para a maioria da população. Nesse ano de 2020 e nos próximos anos, eu quero que as ações da secretaria na área comunitária envolvam o movimento comunitário. Vamos envolver esses homens e mulheres. Porque eles vivem a realidade nos bairros. Essas pessoas podem nos ajudar a ajudar tantas e tantas pessoas que mais precisam do Estado”, garantiu Mendes.

O secretário adjunto de Assuntos Comunitários, Edio Souza, lembrou que o governador cumpriu a promessa feita na campanha eleitoral de recriar a Secretaria Adjunta de Assuntos Comunitários.

“Com essa secretaria, conseguimos nosso espaço e estamos trabalhando cursos de gestor aos líderes comunitários, além de atender muitas associações e segmentos sociais. Também é importante agradecer por todas as ações feitas pela primeira-dama Virginia Mendes em prol do social”, afirmou.

Leia Também:  Procurador Antonio Borges e secretario Gilberto discutem medidas para impedir superfaturamentos na contração de serviços na área da saúde

O cumprimento de outra promessa – regulamentação dos Conselhos de Segurança – também foi mencionada pelo líder Danilo Moraes, presidente da Federação dos Conselhos Comunitários de Segurança Pública do Estado (Feconseg-MT).

“Temos que lhe agradecer. A promessa junto à federação o senhor honrou. Essa lei foi sancionada, que regulamenta os Consegs. Apesar de o senhor ter se deparado com um estado de calamidade, muito foi feito”, salientou.

De acordo com o deputado Max Russi, a recriação da Secretaria Adjunta de Assuntos Comunitários foi de suma importância para a ampliação dos programas sociais do Estado.

“Infelizmente, ainda existe grande desigualdade. Mas tenho certeza que este Governo vai deixar um grande legado no social. Um social que vai oferecer mais oportunidade para a população e que vai diminuir as desigualdades”, declarou.

Ações para o social

Em sua apresentação, o governador Mauro Mendes reforçou o grande respeito e carinho que possui pela área social, sentimento que é compartilhado pela sua esposa Virginia.

“Nós respeitamos e temos consideração por esse trabalho voluntário, feito com muita paciência, muito trabalho, mas com amor. Tudo o que a gente faz com amor é muito prazeroso e hoje é muito prazeroso receber vocês”, disse.

O chefe do Executivo relatou que teve que tomar medidas “amargas” para consertar o Estado, mas que foram necessárias, de modo a beneficiar os que mais necessitam do apoio do Governo.

“Eu não vim para governar para a minoria dos ricos desse Estado, mas para a população que mais precisa. O agronegócio teve que contribuir com o Fethab, a indústria teve que contribuir, o comércio e os servidores também tiveram que contribuir. Porque pegamos um Estado que não consumia mais de 84% dos recursos com a própria folha. E o que o cidadão quer é que esse imposto volte para ele em segurança, saúde e em uma escola melhor”, explicou.

Leia Também:  Flavio Vargas reúne mais de 10 partidos e diz estar preparado para ajudar fazer VG crescer economicamente.

Durante o encontro, o governador elencou os principais avanços para a área social do Estado em 2019.

Infraestrutura: 64 obras concluídas, com investimento de R$ 496 milhões, e outras 119 em andamento em mais de 100 municípios. 26 pontes concluídas e 21 em andamento. Parte dos investimentos com dinheiro do Fethab.

Educação: 82 obras em andamento. 13 novas escolas construídas, 11 construções ou reformas de quadras, 18 reformas gerais e previsão de climatização de 40 unidades.

Saúde: Repasses em dia para os 141 municípios. Somente em 2019 foram repassados R$ 305 milhões relativos ao mesmo ano e outros R$ 120 milhões oriundos de dívidas de anos anteriores. Também foi feita a inauguração do Hospital Estadual Santa Casa e obras em cinco hospitais regionais (Sorriso, Sinop, Alta Floresta, Rondonópolis e Metropolitano), além do lançamento do edital de licitação do Hospital Júlio Muller.

Assistência Social: projeto SER Criança levou lazer e recreação para crianças em vulnerabilidade; programa Aconchego distribuiu mais de 100 mil cobertores; o SER Mulher trouxe conscientização contra a violência doméstica; SER Cidadão Indígena levou mais de 10 mil atendimentos de cidadania ao povo indígena; o SER Inclusivo trouxe ações voltadas às pessoas com deficiência e a Arena Encantada arrecadou mais de 83 toneladas de alimentos, tendo público superior a 230 mil pessoas.

Além disso, o governador adiantou os principais projetos para o social em 2020, como: fila zero para cirurgias; projeto Tolerância Zero na Segurança Pública; retomada das obras do Hospital Central; continuidade das reformas e estruturação dos hospitais regionais; criação do maior programa de pontes de Mato Grosso; asfaltamento nos bairros em todo o Estado, em parceria com os municípios e aquisição de equipamentos aos municípios e consórcios.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA