Policial

Polícia Civil realiza prisão de 3 pessoas envolvidas em tráfico no município de Nortelândia

Ação Integrada

Publicados

em

Nesta quarta (13) Polícia Civil e militar de Nortelândia, Arenápolis e Nova Mutum em ação integrada realizaram a apreensão de 3 pessoas envolvidos em tráfico de drogas.

A apreensão foi realizada na em um fazenda localizada na Barreirão em Nortelândia.

A operação foi deflagrada no assentamento Raimunfo da Rocha, antiga Barreirão em Nortelândia.

Na fazenda foram encontrado vários objetos de furtos .

Existe ainda a informação que a distribuição de drogas vem ocorrendo em um certo tempo na região.

*SUSPEITOS*

– R. S. D. S.;
– A. D. S. M. D. S.;
– J. F. S. D. S.;
– R. S. M. D. S. (menor 17 anos).

*APREENSÕES*
– 03 pistolas, sendo 02 cal 380 e outra 9mm;
– 07 carregadores de pistola;
– 300 munições de diversos calibres;
– 01 camioneta HILUX ;
– 01 trailer para transportar cavalos;
– 01 motocicleta R1 1000cc;
– 02 balanças de precisão ;
– 03 quilos de maconha/pasta base;
– R$ 4.430,00 de dinheiro em espécie ;
– 04 moto serras, 07 furadeira, 03 parafusadeira, 01 compreensor e 01 soprador de ar;
– 01 bicicleta profissional, avaliada em torno de R$ 40.000,00;
– 02 cx de inseticida (galeão);
– 06 galões de agrotóxicos (famoso/danado).

Leia Também:  PCPR deflagra operação que apura fraude contra Prefeitura de Imbituva

Os suspeitos foram autuados por:
Organização criminosa; tráfico de drogas; associação para o tráfico; receptação; roubos/furto de agrotóxicos.

Polícia Civil em ação integrada realiza prisão de 3 pessoas envolvidas em tráfico no município de Nortelândia Polícia Civil em ação integrada realiza prisão de 3 pessoas envolvidas em tráfico no município de Nortelândia Polícia Civil em ação integrada realiza prisão de 3 pessoas envolvidas em tráfico no município de Nortelândia Polícia Civil em ação integrada realiza prisão de 3 pessoas envolvidas em tráfico no município de Nortelândia Polícia Civil em ação integrada realiza prisão de 3 pessoas envolvidas em tráfico no município de Nortelândia Polícia Civil em ação integrada realiza prisão de 3 pessoas envolvidas em tráfico no município de Nortelândia Polícia Civil em ação integrada realiza prisão de 3 pessoas envolvidas em tráfico no município de Nortelândia Polícia Civil em ação integrada realiza prisão de 3 pessoas envolvidas em tráfico no município de Nortelândia
COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Justiça realiza operação em 10 estados contra comércio ilegal de lubrificantes

Publicados

em

MP deflagra ação em 10 estados contra comércio ilegal de lubrificante

Foi deflagrada nesta última sexta-feira (6 de dezembro), a Operação Nacional Petrolato, ação do Ministério Público em 10 estados, coordenada pelo Ministério Público do Paraná e voltada a coibir ilegalidades no setor de logística reversa de óleo lubrificante usado e contaminado. No âmbito do MPPR o trabalho é conduzido pelas Regionais de Curitiba e Cascavel do Grupo de Atuação Especializada em Meio Ambiente, Habitação e Urbanismo (Gaema) e pela 13ª Promotoria de Justiça de Maringá. Estão sendo cumpridos no Paraná sete mandados de busca e apreensão nas cidades de Curitiba, São José dos Pinhais, Maringá e Cascavel.

O óleo lubrificante usado e contaminado é um componente químico classificado como resíduo perigoso pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT – Norma Brasileira 10004). Trata-se de produto muito poluente – apenas um litro é capaz de contaminar um milhão de litros de água – e nocivo ao meio ambiente e à saúde humana (a queima do resíduo causa câncer e outras doenças). Por isso, o reaproveitamento desse composto deve observar critérios técnicos específicos, sendo toda logística, da coleta ao refino, realizada apenas por empresas habilitadas pela Agência Nacional de Petróleo (ANP) e licenciadas pelo órgão público ambiental competente.

Leia Também:  PCPR apreende 240 quilos de maconha e prende suspeito de tráfico em Foz do Iguaçu

Parte desse material, porém, acaba sendo coletada, transportada, armazenada e destinada por empresas clandestinas, alvos principais da operação. O Ministério Público apura a prática de crimes ambientais (poluição, armazenamento/coleta/transporte/descarte de resíduo perigoso, funcionamento de serviço poluidor sem licença).

Articulação conjunta – Participam da operação os Ministérios Públicos de Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraíba, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo, além do Paraná. O cumprimento dos mandados é feito com a participação de órgãos policiais e de fiscalização ambiental e de fiscais da ANP. Além de mandados de busca e apreensão, estão sendo executadas diversas fiscalizações administrativas pelos órgãos ambientais locais e pela ANP.

No Paraná, além das ordens judiciais de busca e apreensão, outros três locais serão submetidos a fiscalização administrativa, com a participação do Batalhão Força Verde da Polícia Ambiental, Instituto Ambiental do Paraná (IAP), ANP e representantes da equipe técnica do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Proteção ao Meio Ambiente e de Habitação e Urbanismo, do MPPR. Os mandados foram expedidos, respectivamente, pelos Juízos da 6ª, 2ª e 3ª Varas Criminais de Curitiba, de Maringá e de Cascavel.

Leia Também:  PCPR prende suspeita de fraudar o INSS na RMC

Em Mato Grosso, não foram expedidos mandados de busca e apreensão. A operação será apenas administrativa, por enquanto.

Abrampa – O coordenador nacional da Operação, promotor de Justiça Alexandre Gaio, do MPPR, destaca que a ação “decorre de esforço desenvolvido pela Associação Brasileira dos Membros do Ministério Público Ambiental (Abrampa) de promover a articulação conjunta dos Ministérios Públicos Estaduais em ações para a defesa mais efetiva do meio ambiente e cessação de ilícitos ambientais em todo o território nacional”.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA