Policial

Polícia Civil desarticula quadrilha de pistoleiros liderados por um policial militar acusados de diversos assassinatos em MT

Publicados

em

Operação Letífero

JB NEws

Por Nayara Cristina

 

Foi deflagrada pela Polícia Civil (PC-MT), nesta manhã de quarta-feira 26.01, a Operação Letífero que desbaratinou uma quadrilha de pistoleiros liderados por um policial militar, que segundo informações são responsáveis por diversos assassinatos em Mato Grosso.

Ao todo 15 mandados de busca e apreensão estão sendo realizado em cumprimento a ordem judicial. As buscas estão sendo realizadas nas cidades de Rondonópolis, quatro em Pontes e Lacerda e uma em Nova Lacerda.

Conforme Bruna Caroline Laet, delegada responsável pelas prisões os homicídios ocorreram entre dezembro de 2019 e março de 2021.

A delegada ainda não revelou nomes dos assassinados e nem dos pistoleiros responsáveis pelos derramamentos de sangue.

O que se sabe até o momento é que o líder do grupo é um policial militar que trabalhou na região de fronteira.

As investigações dão conta de que vários disparos efetuados em cinco vítimas do bando foram disparados pela mesma arma um 9mm.

Segundo Caroline, o objetivo agora é chegar ao mandantes dos assassinatos, todos os crimes foram cometidos mediante pagamento. A polícia segue as investigações.

Leia Também:  Jovem diz ter matado professor com Mata-leão por que ele teria tentando manter relações sexuais

Ainda pelas investigações o policial Militar principal suspeito seguia um padrão para cometer os crimes. Ele saia de moto da cidade de Rondonópolis em direção a Pontes e Lacerda e chegando na localidade esperava a vítima para efetuar os disparos. A motocicleta utilizada pelo assassino estava em nome de terceiros.

Um dos homicídios ocorreu em dezembro do ano de 2019, Gleidson Paiva de 35 anos foi albvejado por diversas vezes pela 9mm.

UM outro assassinato ocorreu em maio de 2020, Noel Simon Colotoni de 44 anos, estava em uma reforma na residência, onde também era um salão de beleza foi morto pela mesma arma de calibre 9mm. Nesses dois crimes o assino se utilizava de um moto Twister preta da marca Honda.

O Terceiro homicídio aconteceu em julho de 2020, Carlos Antonio de Araújo de 48 anos estava na casa de sua companheira se preparando para se deslocar até sua fazenda, quando foi alvejado por um homem que pilotava uma CB300 cilindrada preta.

Leia Também:  Motorista de aplicativo foi denunciado por tentar forçar beijo de passageira

Em dezembro de 2020 Vanderson de Almeida Castro foi morto por um homem que também pilotava uma CB300 de cor vermelha, quando chegava em uma oficina mecânica localizada na BR 174 em Pontes e Lacerda. Em 2021 o seu irmão Ederson Flávio de Castro de 39 anos foi morto pela mesma arma de calibre 9mm, neste crime três homens se passaram por policiais civis e simulou um mandado de busca para cometer os disparos e assassinar a vítima.

Ainda segundo as investigações três das vítimas tinham envolvimento com o tráfico de drogas, uma estava sendo investigada por homicídio.

A operação tem a participação das policias de Rondonópolis, Primavera do Leste, Policia Rodoviária Federal, Politec, PM, CIOPAER, e da Gerencia de Operações Especiais da PC, além das unidades de da Regional de Pontes e Lacerda. O Nome da operação Letífero significa o que acarreta a morte, letal.

 

COMENTE ABAIXO:

Policial

Mulher de 29 anos é encontrada morta com perfurações de faca no corpo e parte queimada dentro de carro

Publicados

em

Por

JB News

Por Alisson Gonçalves

Uma mulher de 29 anos, foi encontra morta dentro de um veículo na manhã desta quinta-feira 19 de maio, no município de Alta Floresta.

Segundo às informações populares que passavam local, informaram a PM que havia uma Muller deitada em veículo Toyota Corolla como se estivesse morta.

Em posse das informações a PM foi até o local informado, confirmaram o óbito.

A Polícia Civil foi chamada e durante a investigação. vítima foi identificada como Aniely Alves de Souza.

Seu corpo estava com perfurações de faca e com uma parte queimada.

A polícia conseguiu prender o criminoso em flagrante ele teria voltado ao local para jogar um lixo.

Ao ser abordado, o criminoso apresentou nervosismo e depois de uma longa conversa ele confessou o crime.

O rapaz foi preso em flagrante, e agora a Polícia Civil investiga, porque ele matou a jovem.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Chefe de gabinete de Emanuel, Antônio Neto tenta reverter prisão no CCC em prisão domiciliar
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA