Policial

Policia Civil Cumpre Cinco mandados de busca e apreensão e prende traficante

Apiacás

Publicados

em

Cinco mandados de busca e apreensão com objetivo de combater a criminalidade, em especial o tráfico de drogas em Apiacás (1.010 km ao Norte de Cuiabá), foram cumpridos em uma ação integrada da Polícia Judiciária Civil e Polícia Militar, deflagrada na manhã de sexta-feira (03.01), no município.

A operação resultou na prisão de um homem por tráfico de drogas, além da apreensão de porções de entorpecentes, apetrechos relacionados ao tráfico e dinheiro.

Durante o cumprimento de buscas no bar de propriedade do suspeito, José Rosa da Silva, de 59 anos, os policiais apreenderam uma porção média de pasta base de cocaína, uma porção de maconha e R$ 1.289 em dinheiro trocado, característico da atividade de tráfico.

Diante das evidências, o suspeito foi conduzido a Delegacia de Apiacás e enquanto ele era interrogado, os policiais receberam novas informações de onde o investigado escondia mais entorpecentes, sendo posteriormente apreendida mais uma porção de pasta base e uma balança de precisão.

A ação integrada desencadeada pela Delegacia de Apiacás contou com a participação de policiais civis da Delegacia de Colíder, Nova Monte Verde, e apoio do Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra) e Polícia Militar de Apiacás e Nova Monte Verde, sob coordenação dos delegados Eugênio Rudy Júnior e Pablo Carneiro,

Leia Também:  Padrasto é denunciado por matar menino de dois anos com chutes na cabeça

 

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Mato Grosso registra queda nos índices de criminalidade no período de isolamento social

Publicados

em

Houve redução nos casos de homicídio doloso, roubo, furto, latrocínio, lesão corporal, tráfico e violência contra a mulher

Débora Siqueira

Polícia Civil e Polícia Militar fazem trabalho integrado para redução de crimes – Foto por: Reinaldo Lima/PJC
A | A

Com o isolamento social, medida imposta para controlar a disseminação do coronavírus em Mato Grosso, as ocorrências policiais reduziram no Estado, conforme a análise do Observatório de Violência, da Adjunta de Inteligência da Secretaria de Estado de Segurança Pública. O período analisado é 10 a 29 de março, com base nos boletins de ocorrência registrados pela Polícia Militar e Polícia Civil no Sistema de Registro de Ocorrências Policiais (SROP). Por ser dados preliminares, estão passíveis de alterações após a consolidação pelo Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública (Sinesp).

Comparado com o mesmo período do ano passado, os crimes de latrocínio (roubo seguido de morte) caíram 85,7%. Foi registrado 1 caso este ano contra 7 no ano passado. Da mesma forma os casos de roubos caíram em 30,7%, furto 40,4%, lesão corporal 34,4%, tráfico de drogas 36,3% e 4,3% nos casos de homicídios dolosos (com intenção de matar). No caso dos assassinatos, foram considerados números absolutos de vítimas. Foram 44 mortes em 2020 no período de 10 a 29 de março, enquanto foram 46 no ano passado.

Leia Também:  Empresários e PM de Mato Grosso acertam detalhes da Operação

Em outro estudo do Observatório da Violência, mas no período de 10 de março a 24 de março, apontam que os casos de violência contra a mulher caíram 35% em Mato Grosso. Os dados levam em conta a comparação deste ano (1.402 casos) com o mesmo período do ano passado (2.170).

Nestes números, levantados pela Superintendência do Observatório de Violência da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), estão incluídas as 23 principais naturezas criminais praticadas contra mulheres, como ameaça, homicídio doloso e assédio sexual, por exemplo.

A Secretaria de Estado de Segurança Pública destaca que as razões para a redução não significam necessariamente que o crime contra a mulher caiu, mas pode ser caso de subnotificações dos casos. Dentre os motivos pode ser que o agressor está em casa inibindo a vítima, ou caiu porque os bares estão fechados, já que o álcool é um potencializador da violência doméstica.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA