Policial

Polícia Civil prende homem e 17 quilos de maconha em Várzea Grande

Publicados

em

DRE

 Polícia Civil apreende 17 quilos de maconha e prende um suspeito em Várzea Grande

25/01/2020 – 17:03

Assessoria/PJC-MT

Durante diligências na manhã deste sábado, equipes da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE) apreenderam 17 quilos de maconha tipo skank e prendeu uma pessoa em flagrante suspeita pelo comércio de entorpecentes . A apreensão foi realizada em uma casa no Jardim Eldorado, em Várzea Grande.

Além da maconha, os policiais apreenderam substâncias utilizadas para mistura ao entorpecente, embalagens e apetrechos para a distribuição de drogas, celulares e uma motocicleta.

A equipe da delegacia localizou a residência após investigações que apontavam a casa como um provável ponto utilizado para o tráfico de entorpecentes. Durante a ação foi constatado que a residência é um ponto de armazenagem, empacotamento e distribuição de entorpecentes.

A droga e os materiais apreendidos foram encaminhados à DRE. O delegado Vitor Hugo Bruzulato Teixeira autuou o suspeito em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. O suspeito confessou que estava sendo pago para cuidar da droga. Ele foi encaminhado para audiência de custódia na justiça.

Leia Também:  MP Eleitoral manifesta-se a favor da cassação do deputado Avalone

As diligências continuam para apurar se há envolvimento de outras pessoas com o comércio de drogas na região.

Denúncia

A Polícia Civil tem o serviço de denúncia pelo número 197 e também um canal exclusivo via WhatsApp para recebimento de informações referentes ao tráfico de drogas: (65) 9 9989-0071. O sigilo é absoluto.

A PJC também está no Facebook, Flickr
COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

153 Milhões de Prejuízo ao Crime

Gefron apreende mais de 8 toneladas de drogas entre janeiro e agosto de 2020

Publicados

em

O Grupo registrou 100% de aumento de produtividade em apreensões de drogas e de 40% no número de veículos recuperados

Letícia Corrêa

Com informações Sesp-MT

– Foto por: Cristiano Antonucci
A | A

O Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) apreendeu mais de oito toneladas de entorpecentes no período de janeiro a agosto de 2020. O número é mais que o dobro em comparação aos primeiros oito meses de 2019, em que foram apreendidos 3.888,463 kg de drogas. O prejuízo estimado às organizações criminosas até o momento é de mais de R$ 153 milhões, R$ 100 milhões a mais que o mesmo período do ano passado, que contabilizou cerca de R$ 50 milhões.

Foram recuperados 224 veículos nesses oito meses, enquanto no mesmo período 2019 foram contabilizados 159. Ao todo, foram realizadas 26 prisões, três a mais que ano passado. As apreensões em moeda estrangeira somam mais de U$ 32 mil (em dólares) e em moeda nacional quase R$ 153 mil.

Também foram apreendidos neste ano 900 kg de madeira contrabandeada, 40 armas de fogo, mais que o dobro que no último ano, que totalizaram 15, além de 11 aeronaves.

Leia Também:  Forças de Segurança Nacional virão a MT ajudar a combater incêndios florestais

Apreensão de drogas

Neste ano, o Gefron tem obtido um aumento expressivo de produtividade em relação a 2019. Em relação às apreensões de drogas, por exemplo, o volume soma mais de 100% em comparação ao montante do ano passado. Obteve aumento também em relação ao número de veículos recuperados, que estavam em deslocamento para a Bolívia, registrando acréscimo de 40%.

Segundo o comandante do Gefron, tenente-coronel PM Fábio Ricas, o aumento da produtividade se deve a vários fatores, como o fortalecimento das ações integradas entre as instituições de segurança. Neste caso, a Polícia Federal (PF), Delegacia de Fronteira da Polícia Civil (Defron), Polícia Militar (PM-MT) e Polícia Rodoviária Federal (PRF) atuam permanentemente na segurança pública de fronteira. A maioria das grandes apreensões decorre de ações integradas entre as instituições.

O comandante destaca a participação do Estado dentro do programa VIGIA e na Operação Hórus, organizada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, que está em andamento em quase todos os estados em região de fronteira. “A participação do Gefron, Polícia Militar e Polícia Civil na operação possibilita a disponibilização de recursos financeiros para o aumento de efetivo policial, além do compartilhamento de informações de inteligência e capacitações”.

Leia Também:  Pedetistas definem apoio unânime a advogado Euclides Ribeiro

Ele também frisa o apoio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) às ações do Gefron. “Temos o empenho e dedicação de todos os operadores, possibilitando o êxito diversas ações contra as organizações criminosas. Estamos trabalhando para avançar cada vez mais contra a criminalidade da região de fronteira, alinhados com a política de Segurança Pública do Governo do Estado, com objetivo de melhor servir e proteger a sociedade”. (Supervisão da jornalista Nara Assis)

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA