Policial

PMs acusados de atirar contra mulher e namorado no ponto de ônibus em sorriso são denunciados na esfera cível e criminal

Publicados

em

ACUSADOS DE ATIRAR CONTRA MULHER

Ministério Público aciona PMs  na esfera cível e criminal de Sorriso

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio das Promotorias de Justiça de Sorriso, ingressou com ação civil pública por ato de improbidade administrativa e denúncia criminal contra os policiais militares Weberth Batista Ribeiro e Ezio Souza Dias. Na noite do dia 17 de janeiro, os dois PMs foram flagrados por câmera de monitoramento de segurança, na Avenida Tangará, no município de Sorriso, efetuando disparos de arma de fogo contra uma mulher que estava com o namorado em um ponto de ônibus.

No âmbito criminal, os policiais vão responder pelos crimes de tentativa de homicídio praticado por motivo fútil, mediante recurso que dificultou a defesa da vítima e com a utilização de meio cruel. Já na esfera cível, o MPMT requer, em caráter liminar, o afastamento dos dois da função de policial militar e, ao final da ação, a condenação por ato de improbidade administrativa.

Consta na denúncia criminal, que na data dos fatos, a Polícia Militar local recebeu diversas ligações anônimas relatando que os denunciados estariam no estabelecimento comercial denominado “Bar do Careca”, agredindo pessoas e efetivando disparos de arma de fogo. De acordo com relatos dos policiais ouvidos durante o inquérito, as denúncias anônimas afirmavam também que os dois haviam atirado contra uma mulher.

“As imagens do circuito interno de segurança obtidas pela Polícia Civil indicam que os increpados se aproximaram das vítimas, que estavam sentadas, bem como encostadas numa parede, literalmente encurraladas, dificultando suas defesas, quando desfecharam o primeiro disparo de arma de fogo em direção a elas, simplesmente por que estavam em seu caminho”, diz um trecho da denúncia do MPMT.

Após efetuarem o primeiro disparo, conforme o MPMT, os denunciados passaram a agredir fisicamente as vítimas com tapas e socos. Segundos depois, o policial Ezio Souza Dias retorna empunhando a arma de fogo e mirando em direção às vítimas, enquanto o outro dá sequência à sessão de tapas e soco, quando é possível perceber a ocorrência de mais um disparo contra o casal.

“Posteriormente, para concluir o intento homicida, Ézio se aproxima ainda mais das vítimas com o instrumento bélico apontado para elas, visando abatê-las, quando então Elizangela suplica, dizendo: “Pelo amor de Deus, não dispara”. Contudo, o increpado desfecha mais um tiro na direção de ambos, logrando êxito em atingir o rosto de Elizangela, que cai ferida ao solo, sangrando muito”, diz a denúncia.

De acordo com os laudos anexados ao processo, o tiro atingiu a face da vítima, causando ferimentos gravíssimos.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Polícia Civil faz busca e apreensão e apura crimes de falsidade ideológica cometidos por advogado em Cuiabá a pedido da PGE
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

153 Milhões de Prejuízo ao Crime

Gefron apreende mais de 8 toneladas de drogas entre janeiro e agosto de 2020

Publicados

em

O Grupo registrou 100% de aumento de produtividade em apreensões de drogas e de 40% no número de veículos recuperados

Letícia Corrêa

Com informações Sesp-MT

– Foto por: Cristiano Antonucci
A | A

O Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) apreendeu mais de oito toneladas de entorpecentes no período de janeiro a agosto de 2020. O número é mais que o dobro em comparação aos primeiros oito meses de 2019, em que foram apreendidos 3.888,463 kg de drogas. O prejuízo estimado às organizações criminosas até o momento é de mais de R$ 153 milhões, R$ 100 milhões a mais que o mesmo período do ano passado, que contabilizou cerca de R$ 50 milhões.

Foram recuperados 224 veículos nesses oito meses, enquanto no mesmo período 2019 foram contabilizados 159. Ao todo, foram realizadas 26 prisões, três a mais que ano passado. As apreensões em moeda estrangeira somam mais de U$ 32 mil (em dólares) e em moeda nacional quase R$ 153 mil.

Também foram apreendidos neste ano 900 kg de madeira contrabandeada, 40 armas de fogo, mais que o dobro que no último ano, que totalizaram 15, além de 11 aeronaves.

Leia Também:  Quatro homens são presos enquanto negociavam diamantes sem nota fiscal no bairro Aeroporto

Apreensão de drogas

Neste ano, o Gefron tem obtido um aumento expressivo de produtividade em relação a 2019. Em relação às apreensões de drogas, por exemplo, o volume soma mais de 100% em comparação ao montante do ano passado. Obteve aumento também em relação ao número de veículos recuperados, que estavam em deslocamento para a Bolívia, registrando acréscimo de 40%.

Segundo o comandante do Gefron, tenente-coronel PM Fábio Ricas, o aumento da produtividade se deve a vários fatores, como o fortalecimento das ações integradas entre as instituições de segurança. Neste caso, a Polícia Federal (PF), Delegacia de Fronteira da Polícia Civil (Defron), Polícia Militar (PM-MT) e Polícia Rodoviária Federal (PRF) atuam permanentemente na segurança pública de fronteira. A maioria das grandes apreensões decorre de ações integradas entre as instituições.

O comandante destaca a participação do Estado dentro do programa VIGIA e na Operação Hórus, organizada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, que está em andamento em quase todos os estados em região de fronteira. “A participação do Gefron, Polícia Militar e Polícia Civil na operação possibilita a disponibilização de recursos financeiros para o aumento de efetivo policial, além do compartilhamento de informações de inteligência e capacitações”.

Leia Também:  Botelho defende a criação de Estatuto do Pantanal para proteger meio ambiente de catástrofe como as queimadas

Ele também frisa o apoio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) às ações do Gefron. “Temos o empenho e dedicação de todos os operadores, possibilitando o êxito diversas ações contra as organizações criminosas. Estamos trabalhando para avançar cada vez mais contra a criminalidade da região de fronteira, alinhados com a política de Segurança Pública do Governo do Estado, com objetivo de melhor servir e proteger a sociedade”. (Supervisão da jornalista Nara Assis)

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA