Geral

PM lança Operação Visibilidade nesta sexta- feira em Várzea Grande

Publicados

em

PM lança Operação Visibilidade nesta sexta- feira (13) em Várzea Grande

A ação policial empregará um reforço policial de 50 militares e 25 viaturas e terá como objetivo potencializar o policiamento na cidade

Greyce Lima

Com informações Secom-MT

Imagem ilustrativa
Foto: Christiano Antonucci – Secom/MT

Nesta sexta-feira (12.02) a Polícia Militar, por meio do 2º Comando Regional, lançará a operação Visibilidade, em Várzea Grande. O lançamento ocorrerá às 8h30, no Complexo de Esporte e Lazer Ary Freitas de Campos, no bairro São Mateus.

A operação empregará um reforço policial de 50 militares e 25 viaturas. A medida tem como objetivo potencializar as ações de segurança pública com policiamento ostensivo em regiões consideradas vulneráveis.

O novo comandante do 2º CR da Polícia Militar, coronel Wankley Correa Rodrigues ressalta que a operação seguirá até sábado (13). “Estaremos nas ruas, vamos realizar abordagens, checagens de veículos, reforçar o patrulhamento. O objetivo é potencializar a presença da PM nas ruas”, explica o militar.

A ação contou com o apoio da Secretaria de Estado de Segurança Pública, de equipes da Guarda Municipal de Várzea Grande e de outras unidades da PM, como Batalhão Rotam, Força Tática 4º e 25 º Batalhão.

Leia Também:  Enem 2020 Estudante do MT garante nota 980 na redação

Serviço 

Polícia Militar lança “Operação Visibilidade” em Várzea Grande

Data e horário:12.02.2021 às 8h30

Local :Complexo de Esporte e Lazer Ary Freitas de Campos, no bairro São Mateus, em Várzea Grande.

COMENTE ABAIXO:

Geral

STF mantém liminar que obriga municípios seguirem decreto estadual

Publicados

em

Por

JB News

Da Redação

O Supremo Tribunal Federal (STF) indeferiu pedido realizado pelo município de Pontes e Lacerda (distante 443 Km de Cuiabá), que pretendia suspender a liminar que obriga os municípios de Mato Grosso a seguirem o Decreto Estadual 874/2021 que estabelece as medidas de combate à Covid-19 . A decisão judicial questionada no STF foi proferida nos autos de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade proposta pela Procuradoria-Geral de Justiça contra o município de Cuiabá.


Posteriormente, a Procuradoria-Geral de Justiça requereu a extensão dos efeitos da liminar a todos os municípios do estado, que por sua vez foi deferido pela desembargadora presidente do Tribunal de Justiça, Maria Helena Póvoas. O município de Pontes e Lacerda alegou que “a aderência compulsória de todos os municípios do Estado de Mato Grosso às regras do decreto estadual não poderia ocorrer sem a análise das peculiaridades de cada ente municipal e das medidas que cada um já vem adotando para o enfrentamento da pandemia”.


O Ministro Luiz Fux, presidente do STF, esclareceu em sua decisão que a liminar concedida ao Ministério Público fundamentou-se essencialmente em aspectos fáticos relativos ao sistema de saúde estadual e no entendimento de que as medidas previstas no decreto estadual seriam adequadas, ante à necessidade de coordenação regional do combate à pandemia.


Enfatizou, ainda, que eventual suspensão da decisão atacada poderia representar potencial risco de violação à ordem públicoadministrativa, bem como à saúde pública, dada a real possibilidade que venha a desestruturar as medidas adotadas pelo Estado do Mato Grosso no combate à pandemia em seu território.


“Os efeitos deletérios da Covid-19 extrapolam as fronteiras dos municípios, de modo a se revelarem mais adequadas ao enfrentamento da pandemia medidas que levem em consideração aspectos regionais, relacionados, por exemplo, ao número de leitos disponíveis em nível estadual”, concluiu Fux.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Sistema Fecomércio-MT cede unidade do Sesc em Cuiabá para ser ponto de vacinação
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA