CUIABÁ

PF deve investigar Ralf Leite e Emanuel por vídeo com falso padrasto de Abílio

Publicados

em

JB News 0

A Polícia Federal deve investigar o envolvimento do vereador cassado e assessor do prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro, Ralf Leite, por disseminação de fake news. A denúncia é de que o emedebista teria usado um ator para se passar pelo padrasto de Abílio Jr.. Além de tentar subornar a família do candidato do Podemos.

Conforme a denúncia, após a disseminação da fake news com um ator, Ralf Leite foi quem fez contato, por telefone, com o padrasto de Abílio Jr, o senhor João Batista, tentando suborná-lo para gravar um depoimento mentindo e dizendo que teria sido vítima de agressão por parte do enteado.

A armação foi desmascarada pelo próprio candidato Abílio Jr, que mostrou, em sua rede social, depoimento de seu verdadeiro padrasto desmentindo a fake news espalhada por Emanuel. “A turma do paletó está desesperada e não tem limites”, afirmou Abílio.

Ainda neste sábado (28/11), a defesa de Abílio Jr. patrocinada pelos advogados Alexandre César Lucas, Gustavo Antonelli, Amir Amiden e Flavio Azevedo, protocolou pedido de instauração de inquérito, com urgência, na PF.

Leia Também:  “Manutenção do superávit permite ao Governo fazer o maior investimento da história de MT”

Essa não é a primeira vez que Emanuel Pinheiro é denunciado por envolvimento em fake news. Só nas eleições deste ano, o emedebista já responde a mais de 70 ações por pdisseminação dê notícias falsas.

Veja a denúncia 👇

 

 

COMENTE ABAIXO:

CUIABÁ

Prefeito Emanuel Pinheiro lamenta morte de jornalista Elisângela Neponuceno pela Covid-19

Publicados

em

Por

Elisângela Neponuceno faleceu na madrugada deste domingo (07), no Hospital de Referência contra a Covid-19

SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, manifesta o seu profundo pesar pela morte da jornalista Elisângela Neponuceno, aos 47 anos. A comunicadora faleceu na madrugada deste domingo (07), após ser reinfectada pelo novo coronavírus (Covid-19).

Em 2020, quando foi infectada pela primeira vez, Elisângela chegou a ter 75% dos pulmões comprometidos pelo vírus, mas conseguiu se recuperar. No entanto, desta vez, apesar de todos os esforços da equipe médica do Hospital de Referência contra a Covid-19 de Cuiabá, a jornalista não resistiu.

Elisângela Neponuceno deixa seu legado no jornalismo de Mato Grosso, onde estabeleceu sua carreira profissional como repórter, assessora de imprensa e também fundadora de veículos de comunicação.

“Aos três filhos, esposo e todos os familiares da Elisângela estendo minhas condolências e o desejo que o conforto do nosso Senhor alcance o coração de cada um nesse momento de muita dor e tristeza. Perdemos não só uma excelente profissional como também uma pessoa honrada que, com toda certeza, era a maior inspiração para os filhos e muito amigos”, lamenta o prefeito.

Leia Também:  Único médico da Câmara Municipal defende medidas duras, mas é contra lockdown
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA