Tecnologia

Nokia 8210 4G, um ‘tijolão’ nostálgico, começa a ser vendido

Publicados

em

Nokia 8210 começa a ser vendido
Divulgação/HDM Global

Nokia 8210 começa a ser vendido

A HMD Global, atual controladora da marca Nokia, anunciou três celulares em julho : Nokia 8210 4G, 2660 Flip e 5710 XpressAudio. Agora, menos de um mês após o lançamento, os dois primeiros modelos começaram a ser vendidos em alguns países da Europa. Ambos trazem especificações modestas, mas apostam em um design clássico nostálgico que deve atrair muitos fãs da fabricante finlandesa.

O Nokia 8210 4G, que é uma releitura da primeira versão lançada há 23 anos durante a Paris Fashion Week, entrega uma construção robusta e bateria de longa duração. Já o Nokia 2660 Flip, como o próprio nome sugere, traz o formato “abre e fecha” e chega ao mercado com um design simples (porém elegante) na cor vermelha.

Nokia 2660 Flip
Divulgação/HMD Global

Nokia 2660 Flip

Por enquanto, ambos estão disponíveis na Itália, Alemanha e França por 79 euros (R$ 423 em conversão direta). No Reino Unido, os interessados precisam desembolsar 64,99 libras (R$ 416 em conversão direta) caso queira levá-los para casa. Ainda não há previsão de lançamento para o mercado brasileiro.

Leia Também:  Petrobras reduz preço do diesel vendido às distribuidoras

Nokia 8210 4G e 2660 Flip apostam no clássico

Em especificações, ambos os modelos são bem simples. Na verdade, segundo a Nokia, a proposta é atingir o público que deseja “escapar do cansaço da tecnologia e da cultura de estar sempre conectado”.

A edição mais recente do 8210 traz uma construção robusta e bateria removível de 1.450 mAh, que promete uma autonomia de várias semanas. A tela soma 2,8 polegadas com resolução QVGA, enquanto na parte inferior estão os botões físicos de navegação/numeração. A marca ainda inseriu uma câmera simples de resolução VGA.

Por dentro, há um processador Unisoc T107 com 48 MB de RAM e 128 MB de armazenamento, expansível via microSD de até 32 GB. O software embarcado é o S30+.

O Nokia 2660 Flip compartilha as mesmas especificações do 8210 4G. As diferenças ficam por conta da tela externa de 1,77 polegada e do botão de emergência na lateral, que permite entrar em contato com outras pessoas em casos de urgência.

Leia Também:  Quer se tornar um streamer? Veja 5 dicas para transmitir jogos ao vivo


Fonte: IG TECNOLOGIA

COMENTE ABAIXO:

Tecnologia

Como transferir suas playlists do Spotify para o Amazon Music

Publicados

em

Por

Veja como transferir as playlists
Tecnoblog

Veja como transferir as playlists

Migrar para outro serviço de streaming não precisa ser tão trabalhoso quanto se pensa. Com ajuda de alguns sites e aplicativos, você pode fazer isso sem ter que criar todas as suas listas de novo. Veja a seguir como transferir suas playlists do Spotify para o Amazon Music sem muito esforço.

Antes de começar, é válido destacar que em qualquer um dos serviços usados para a migração, as músicas de uma plataforma podem não fazer parte do catálogo da outra. Neste caso, estas faixas serão ignoradas e não serão listadas no novo streaming.

Não é possível realizar a migração de playlists entre serviços de streaming de forma nativa, mas com a ajuda de alguns sites, como o TuneMyMusic, você conseguirá fazer de maneira fácil a mudança de plataforma, sem a necessidade de criar manualmente todas as suas listas de novo. Veja como usar:

  1. Acesse o site TuneMyMusic e crie uma conta: Faça seu registro ao clicar no botão de login, no canto superior direito;

  2. Na tela inicial, clique em “vamos começar”;

  3. Selecione a plataforma de origem de suas listas: Aqui, você escolhe a plataforma que usa atualmente, no nosso caso, o Spotify;

  4. Será necessário fazer o login;

  5. Selecione a forma de escolher a playlist: É possível abrir e selecionar diretamente ou copiar a URL da playlist;

  6. Escolha quais músicas serão migradas: Você pode escolher a playlist inteira ou apenas algumas faixas;

  7. Selecione a plataforma de destino: Escolha o serviço para o qual você irá migrar, neste caso, o Amazon Music;

  8. Também será necessário confirmar o login na nova plataforma;

  9. Clique em começar: As músicas serão transferidas e o tempo do processo depende da quantidade de músicas selecionadas.

Leia Também:  Governo aproxima de startup brasileira com objetivo de atrair novos investidores para o parque tecnológico de MT

O plano gratuito permite que você transfira 500 músicas por vez. No plano Premium, que custa US$ 2 por mês no pagamento anual, é possível fazer toda a transferência de uma vez. De qualquer forma, é uma bela ajuda não precisar criar e configurar todas as listas manualmente.

Soundiiz

O Soundiiz é um site com plano gratuito para transferir suas playlists do Spotify para o Amazon Music, assim como no Tune My Music. Neste caso, a modalidade free permite que seja migrada uma lista por vez. Após fazer o login no Spotify através do site, basta selecionar uma para começar e escolher a plataforma de destino. Repita o processo para todas as suas playlists. Este serviço ainda conta com aplicativo para Android.

SongShift

O SongShift é um aplicativo para iOS que permite a migração de playlists do Spotify para o Amazon Music entre outros serviços de streaming. Para usar, basta fazer o login no serviço de origem, escolher aquela que deseja converter (assim como nos casos anteriores, o plano gratuito permite uma lista por vez), fazer o login na plataforma de destino e iniciar a transferência.

Leia Também:  Twitter admite que falha expôs dados de 5,4 milhões de usuários

Como revogar as permissões de acesso na sua conta

Se você desistiu da ideia de transferir playlists do Spotify para o Amazon Music ou simplesmente não quer mais manter os serviços conectados, há como revogar o acesso.

Para o Tune My Music, ao entrar na sua conta, clique no canto superior direito, e então selecione “Configurações de conta”. Basta escolher os serviços conectados e clicar em “Desconectar”. Para os aplicativos, é necessário cancelar as permissões na área de permissão do aplicativo dentro do sistema operacional.

Fonte: IG TECNOLOGIA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA