POLITICA

Neri Geller assegura apoio na duplicação da Imigrantes a chegada da Ferronorte e destinação de emendas em reunião com Kalil Baracat 

Publicados

em

JB News

Várzea Grande deve ser contemplada nos próximos anos com investimentos considerados fundamentais para a consolidação do seu processo desenvolvimentista, pois ela está localizada em um ponto estratégico para qualquer tipo de investimentos e industrialização do agronegócio de Mato Grosso e do Centro Oeste do Brasil.
Essa foi a visão que o coordenador da Bancada Federal de Mato Grosso e presidente do PP, deputado Neri Geller fez em audiência ao prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat (MDB) que esteve acompanhado pelos vereadores Alessandro Moreira da Silva e Emerson César Magalhães que compõem a base de sustentação da atual gestão na Câmara Municipal da segunda maior cidade de Mato Grosso e sétima mais populosa do Centro Oeste e a 97 mais populosa do Brasil.
“Estou aqui para anunciar a liberação de R$ 2 milhões em emendas parlamentares de minha autoria para Várzea Grande e discutir outras estratégias consideradas essenciais para a cidade como a duplicação da Rodovia dos Imigrantes no trecho Várzea Grande e Cuiabá, a definição de áreas para um novo Polo Industrial, a chegada a Ferronorte vindo de Rondonópolis, o Parque Tecnológico que tem que sair do papel e se transformar em realidade, bem como outras medidas que ajudem Várzea Grande a recuperar sua posição estratégica na economia de Mato Grosso e do Brasil”, disse Neri Geller.


O prefeito Kalil Baracat assinalou que vai destinar a maioria dos recursos de emendas para obras estruturantes de pavimentação asfáltica e para ações nas áreas essenciais como saúde, educação, segurança e social.
“Temos demandas sempre crescentes, portanto, toda ajuda é importante e estarmos sempre em contato com os deputados federais e senadores, permite que Várzea Grande consiga emplacar projetos que consideramos essenciais e vamos buscar novos investimentos em mais escolas, mais CMEIs, mais obras de saneamento e abastecimento de água, pavimentação asfáltica, habitação, regularização fundiária entre outros assuntos pendentes”, disse o prefeito de Várzea Grande.
Ele pontuou como fundamental a discussão de um plano de desenvolvimento de longo prazo, para uma, duas e até três décadas vislumbrando a chegada da Ferronorte ou Ferrovia Vicente Vuolo, o Parque Tecnológico e a abertura de novas indústrias e empresas para gerarem emprego e renda.
“Várzea Grande tem sua vocação de cidade prestadora de serviços, mas estamos ao lado de Cuiabá a Capital de Mato Grosso e somos passagem obrigatória para o Norte do Estado e para o Norte do País, portanto, temos que potencializar os efeitos do agronegócio, nossa maior riqueza para podermos atender a demanda de crescimento e principalmente gerar emprego e renda que é fundamental para a nossa população”, disse Kalil Baracat.
Neri Geller ponderou que Várzea Grande precisa fomentar a profissionalização de mão de obra especializada, citando a possibilidade da Prefeitura de Várzea Grande se unir ao Governo do Estado e a instituições como a Federação das Indústrias – FIEMT, SEBRAE, SENAI entre outros para ofertar mão de obra necessária para enfrentar a grande demanda que passará a existir com a explosão cada vez maior da industrialização, seja por causa do agronegócio, seja por causa do crescimento do Estado como um todo.
“A gestão da prefeita Lucimar Sacre de Campos, com o apoio do senador Jayme Campos e de outros deputados federais senadores e deputados estaduais, devolveu algo de fundamental para Várzea Grande e sua gente que é a alta estima, a crença de uma cidade melhor e uma verdadeira terra de oportunidades para todos”, assinalou Neri Geller apontando, lembrando que agora o prefeito Kalil Baracat, já desponta e será uma grande liderança política com grandes realizações, por pertencer a um grupo que deseja o melhor para a população e para Mato Grosso e seus municípios.
Kalil Baracat sinalizou como fundamental a integração com o governo Mauro Mendes e com o Governo Jair Bolsonaro, sendo que para isto existe uma interlocução com senadores, deputados federais e estaduais. “Temos apoio dos senadores Jayme Campos e Wellington Fagundes, os deputados estaduais liderados pelo presidente da Assembleia Legislativa, José Eduardo Botelho, os deputados federais Carlos Bezerra e agora Neri Geller, enfim todos os parlamentares têm ajudado, tem se colocado a disposição de Várzea Grande e de Mato Grosso”, assinalou o prefeito.
Ele agradeceu e apoio que o Partido Progressista tem dado através dos vereadores Alessandro Moreira da Silva e Emerson Cézar Magalhães a sua gestão e sinalizou que a recompensa não será pessoal, pois eles e todos os vereadores estão trabalhando em prol da população e da cidade de Várzea Grande.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Mato-grossense Feminino 2020: Por falta de estádios, FMF adia início da competição

POLITICA

Fávaro defende estadualização de trecho da BR-158

Publicados

em

Por

JB News

O senador Carlos Fávaro (PSD-MT) propôs ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, a transferência ao Estado do trecho da BR-158 que passa por dentro da Reserva Indígena Marãiwatsédé. A solução foi apresentada pelo parlamentar nesta quarta-feira (3) durante reunião da bancada de Mato Grosso com o ministro.

Ao apresentar a proposta, o senador destacou que ela conta com a anuência do governador Mauro Mendes (DEM), que está disposto a reduzir os muitos problemas enfrentados pela população da região do Araguaia.

“São, ao todo, 126 quilômetros que passam por dentro da reserva e que estão em situação jamais vista em termos de precariedade. Por isso, entendo que o ministro pode repassar o trecho ao Governo de Mato Grosso, que atuaria para, em um primeiro momento, melhorar a trafegabilidade da estrada”, pontuou Fávaro ao ministro.

Desde o início dos trabalhos à frente da pasta, Tarcísio tem alegado que o grande entrave para a pavimentação da rodovia é o licenciamento ambiental. “Nós, em Mato Grosso, já temos o conhecimento para destravar a obra da BR-158, assim como foi feito na MT-235, entre Sapezal e Campo Novo do Parecis, que passa por uma área indigena”.

Leia Também:  Município é notificado a revogar parte de decreto que flexibiliza medidas

Assim, ressaltou Fávaro, o Governo Federal pode se concentrar nas obras do novo traçado da BR-158, que contornará a terra indígena. “O ministro já havia informado que esta obra foi dividida em dois lotes, mas até o momento nada foi feito. Com esta transferência, ele poderá focar o trabalho no contorno enquanto o governo estadual atua para auxiliar a tão sofrida população do Araguaia”.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA