Geral

Nas academias dá para estabelecer um controle, que nos parques não é possível, explica Pinheiro

Publicados

em

Segundo o chefe do Executivo, a não reabertura dos espaços públicos de lazer visam coibir a aglomeração de pessoas

BRUNO VICENTE

Luiz Alves

Clique para ampliar 

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, explicou o motivo de ter liberado o funcionamento das academias academias de musculação, ginástica, natação e congêneres, ao mesmo tempo em que manteve suspensas as atividades em parques e outros equipamentos públicos municipais. Os atos constam no decreto nº 8.020 e estão em vigor na Capital desde o dia 27 de julho.

Em entrevista concedida a rádio Mega FM, na quarta-feira (05), o chefe do Executivo destacou que as medidas seguem as recomendações das entidades de saúde, que determinam a coibição da aglomeração de pessoas. Segundo Pinheiro, diferentes dos parques e outros espaços públicos de lazer, nas academias é possível manter um maior controle sobre isso.

“Nas academias dá para estabelecer um controle, que nos parques não é possível. O distanciamento, limite no acesso de pessoas e higienização constante dos equipamentos. Nas áreas públicas, não é possível por conta do grande fluxo de pessoas. Tanto é que, mesmo com a suspensão, a população continua indo e não quer saber se está ou não proibido. Com isso, os espaços acabam tornando-se focos de propagação do vírus”, explicou.

Leia Também:  Avante PROS e PDT lançam Euclides Ribeiro ao Senado Federal

O gestor argumentou ainda que as atividades de lazer provocam um relaxamento natural nas pessoas, fazendo com que a atenção com as medidas de biossegurança diminua. “Muitas vezes acontece o contato entre as pessoas de forma mais próxima. É nesse contato que corremos o risco de transformar um momento de lazer em um ato de proliferação da Covid-19”, ressaltou.

O Município é responsável por quatro parques, sendo eles o Parque das Águas, Parque Tia Nair, Parque da Família e Parque da Nascente — Yone de Azevedo Campos. Em todos eles, junto com a colocação de faixas informando a suspensão das atividades, foi adotada a desativação de todos os equipamentos que compõem os espaços como banheiros, quadra de esportes, academia ao ar livre, playground, fonte luminosa, splash zone, show das águas e ParCão.

A norma abrange ainda outros equipamentos públicos como, por exemplo, quadras poliesportivas, mini estádios, ginásios de esportes e congêneres. “Mantemos esse proibição com dor no coração, pois somos uma gestão que tem investido muito no lazer à população. Todavia, isso é feito por um bem maior, que é a saúde pública. Temos a certeza que, com cada um fazendo sua parte, vamos voltar a normalidade”, disse.

Leia Também:  Ouvidoria promove live solidária com 10 atrações artísticas para atender famílias carentes
COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

MP Eleitoral manifesta-se a favor da cassação do deputado Avalone

Publicados

em

MP Eleitoral manifesta-se a favor de cassação de suplente de deputado estadual em Mato Grosso
O suplente ao cargo de deputado, Carlos Avalone Júnior, é processado pela prática de gastos irregulares de campanha

O Ministério Público Eleitoral (MP Eleitoral) manifestou-se pela procedência quanto à cassação do diploma de suplente de deputado estadual de Carlos Avalone Júnior. Nas eleições de 2018, o então candidato ao cargo de deputado estadual do Estado Mato grosso (MT), incorreu em arrecadação e gastos ilícitos de recursos, prática vedada conforme o artigo 30-A, da Lei nº 9.504/97 (Lei Eleitoral).

Veja mais por meio do link http://www.mpf.mp.br/mt/sala-de-imprensa/noticias-mt/mp-eleitoral-manifesta-se-a-favor-de-cassacao-de-suplente-de-deputado-estadual.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Avante realiza convenção próximo dia 16 e deve acompanhar Flávio Frical
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA