EDUCAÇÃO

Myrian Serra renúncia mandato de reitora da UFMT

Publicados

em

JB News

A Reitora da Universidade Federal do de Mato Grosso (UFMT) Myrian Thereza Serra postou no Facebook na tarde desta sexta-feira 21,sua renuncia do cargo na Reitoria da instituição a partir de 02 de março.

Segundo a publicação, a renúncia é de cunho pessoal.

Veja o que diz reitora:👇

 

“Desde 14 de outubro de 2016, assumi com orgulho, a reitoria da UFMT. Aqui, vivi a maior parte de minha vida. Tive a oportunidade em ser Estudante, Professora, Gestora e, agora, Reitora. Uma vez UFMT, Sempre UFMT.
Minha gratidão aos estudantes, servidores e colaboradores que, mesmo em campos distintos, sempre lutaram e defenderam a UFMT. Com especial carinho, agradeço à toda a equipe que convivi ao longo da gestão. Mesmo em momentos difíceis, sempre me ajudaram e me deram forças para superar os desafios diários.
Por razões de cunho pessoal, comunico a minha renúncia ao Cargo de Reitora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), a partir de 02 de março de 2020. À não permanência no Cargo de Reitora significa respeito à gestão e a toda a comunidade universitária, bem como a minha história de coragem, compromisso e seriedade com a educação.
A UFMT Completará 50 anos. Somos um coletivo, e, seremos tão fortes quanto for a nossa união.
Cito o poeta Mato-grossense Manoel de Barros:
A maior riqueza do homem é a sua incompletude.
Nesse ponto sou abastado.
Palavras que me aceitam como sou
– eu não aceito.
Não aguento ser apenas um sujeito que abre portas,
Que puxa válvulas,
Que olha o relógio,
Que compra pão às 6 da tarde,
Que vai lá fora,
Que aponta o lápis,
Que vê uva ETC. ETC.
Perdoai. Mas eu preciso ser Outros.
A partir de agora estarei em outras frentes, sempre em defesa da Educação Superior Autônoma, Pública, Gratuita, Democrática, Laica e Inclusiva”.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Seminário discutiu ensino étnico-racial nas escolas de Cuiabá
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EDUCAÇÃO

Governo mantém suspensão das aulas até o dia 30 de abril

Publicados

em

Medida segue orientação do Ministério da Saúde no sentido de evitar todo tipo de aglomeração

Lucas Rodrigues

– Foto por: $fld.get(“image_credits”).getValue().trim()
A | A

O Governo do Estado manteve até o dia 30 de abril a suspensão das aulas na rede estadual e municipal de ensino, tanto nas escolas públicas quanto nas particulares. Também ficam suspensas as aulas das universidades.

A decisão foi tomada pelo governador Mauro Mendes e deverá ser publicada em edição extra do Diário Oficial desta terça-feira (31).

As aulas já estavam suspensas até o dia 5 de abril por força de decreto editado anteriormente.

“Manter as aulas, nesse momento, aumentaria a possibilidade de transmissão entre as crianças, que poderiam levar o vírus para dentro de casa e causar complicações para as pessoas que estão nos grupos de risco”, pontuou o governador.

Mendes ressaltou que, assim como as demais medidas que o Governo vem adotando, a manutenção da suspensão das aulas segue as orientações do Ministério da Saúde.

Para não haver prejuízo de ensino, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) “deverão analisar a possibilidade técnica, operacional e orçamentária de retomada das aulas por meio de ferramenta que viabilize o ensino à distância, ficando autorizada a adoção de medidas necessárias para este fim”.

Leia Também:  Dias Toffoli: Cinco anos de audiência de custódia, mitos e verdades

Todos os eventos, cursos e formações, que contariam com aglomeração de pessoas e que estavam ocorrendo na rede estadual, também continuam cancelados.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA