Cidades

Município de Sorriso e concessionária são acionados pelo MP para instalar hidrantes públicos

Publicados

em

JB NEWS

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da 3º Promotoria de Justiça Cível de Sorriso (a 420km de Cuiabá), propôs na última sexta-feira (10) ação civil pública com pedido de liminar contra o Município e a concessionária dos serviços públicos de abastecimento de água potável e de esgotamento sanitário Águas de Sorriso S/A. Conforme a inicial, o MPMT requer que a concessionária requerida instale 143 hidrantes públicos nos locais indicados pelo Corpo de Bombeiros, no prazo de 180 dias, bem como elabore o plano de manobra de águas, no prazo de 90 dias, e o plano de instalação de hidrantes públicos com metas de instalação, em 30 dias.

O MPMT postula ainda que o Município de Sorriso cumpra a obrigação de, no prazo de 15 dias, instaurar processo administrativo para apurar a responsabilidade da concessionária Águas de Sorriso quanto à não instalação de hidrantes públicos no perímetro urbano do município, descumprindo as solicitações exaradas anteriormente pelo Corpo de Bombeiros e pela prefeitura. Em caso de descumprimento, o promotor de Justiça Márcio Florestan Berestinas pede que seja aplicada multa diária em desfavor dos dois requeridos.

De acordo com a ACP, em novembro de 2017 foi instaurado inquérito civil visando “apurar a existência e funcionamento do sistema de hidrantes e mangotinhos, para uso exclusivo de combate a incêndio em edificações no Município de Sorriso”, após documentação encaminhada pelo comando do Corpo de Bombeiros local.

Mesmo após o comandante do Corpo de Bombeiros reiterar a sua preocupação em relação à inexistência de hidrantes em Sorriso por ocasião da ocorrência de um incêndio de grandes proporções, a concessionária não adotou nenhuma providência e sequer se dignou a prestar as informações solicitadas, o que revela total descaso com a resolução dos problemas apontados e com os usuários do serviço público prestado pela requerida, além de denotar o claro descumprimento da legislação de regência, conduta omissiva essa que já está há muito tempo a merecer a necessária apuração formal pelo concedente (Município de Sorriso)”, considerou o promotor de Justiça na ACP.

No decorrer das investigações, em 2018, o procurador-geral do Município informou que a Secretaria Municipal da Cidade havia encaminhado à concessionária ofício solicitando a instalação de hidrantes públicos no perímetro urbano. Além disso, o Conselho Municipal de Saneamento Básico debateu o tema em reuniões. Contudo, transcorridos mais de dois anos após a instauração do inquérito civil, a concessionária Águas de Sorriso não viabilizou o cumprimento de nenhuma das solicitações.

Além disso, a aludida concessionária não providenciou a instalação de nenhum dos 143 hidrantes solicitados pelo Corpo de Bombeiros, omissão que dificulta sobremaneira o trabalho de combate a incêndios nesta urbe e que expõe a risco à vida e à integridade física dos cidadãos locais, uma vez que a instalação dos hidrantes nos locais reivindicados pelo Corpo de Bombeiros é essencial para que os incêndios possam ser combatidos com eficiência e agilidade, levando em consideração que os caminhões do Corpo de Bombeiros possuem capacidade para apenas 5.000 litros e que a reposição rápida da água dos caminhões depende da existência de hidrantes em local próximo ao da ocorrência do incêndio”, destacou o promotor de Justiça.

2020 – No dia 10 de janeiro (sexta-feira), o capitão do Corpo de Bombeiros Militar Anderson Rodrigo da Silva compareceu à Promotoria e informou que, dos 143 hidrantes que o Corpo de Bombeiros solicitou que fossem instalados pela Águas de Sorriso em junho de 2018, nenhum foi instalado. Relatou que em 2019 ocorreram 320 incêndios e que existem em Sorriso apenas 15 hidrantes instalados nas calçadas para uso em caso de incêndio.

“Percebe-se, portanto, que o serviço público prestado pela referida concessionária está sendo ofertado de forma falha, a revelar a necessidade de urgente prestação de tutela jurisdicional para que os problemas acima apontados sejam sanados. Já o Município de Sorriso deverá ser instado judicialmente a exercer o poder-dever de fiscalizar, em sede de processo administrativo, o descumprimento do contrato de concessão pela referida concessionária”, argumentou Márcio Florestan Berestinas.

Confira aqui a ACP na íntegra.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Mauro Mendes e Lucimar Campos inauguram Residencial Santa Bárbara nesta terça-feira
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Associação Comercial de Cuiabá emite Certificado Digital por videoconferência

Publicados

em

Para facilitar a aquisição do Certificado Digital, a Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá (ACC) passou a emitir o documento por videoconferência para pessoas físicas e jurídicas. Dessa forma, os associados não precisam se deslocar presencialmente até a sede da entidade, evitando aglomerações.

Em conjunto com a certificadora Certisign, a Associação presta o serviço a distância e permite a realização da renovação de documentos, dentre outros serviços. De acordo com a gerente da ACC, Samanta Fernandes, o cliente deve fazer a sua compra normalmente através do link http://acecertifica.com.br/rev/ar-cuiaba disponibilizado no site da Associação e enviar a documentação solicitada por email.

“O atendimento por videoconferência é realizado seguindo todos os procedimentos legais, assim como o presencial, sendo feito por um agente de registro autorizado, treinado e apto para realizar as análises e validações dos documentos”, explica a gerente.

Para o atendimento a distância, o solicitante também precisa ter a biometria cadastrada no sistema, além de acesso a internet com uma câmera e microfone ou smartphone com câmera. Para isso, será enviado ao e-mail um link de acesso à sala particular de videoconferência do Cisco Web, assim como uma senha para acesso, junto com a confirmação da data e horário do atendimento.

Leia Também:  Associação Comercial de Cuiabá emite Certificado Digital por videoconferência

“O associado consegue fazer toda a compra do certificado pelo link no site da Associação, de forma digital. O pagamento é feito pelo cartão de crédito, inclusive com parcelamento se desejar. Lá também é possível realizar o agendamento, tudo de forma prática. Lembrando que os associados da ACC têm desconto na Certificação” reitera Samanta.

Serviço
Os interessados em utilizar a Certificação Digital devem entrar em contato pelo e-mail: secretaria@accuiaba.org.br ou pelos telefones: (65) 98459-2491 e (65) 98404-1626.

Foto: divulgação
Luciane Mildenberger 
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA