Política Nacional

Mudança em nome do PC do B causa grande debate nacional em torno das “influências sociais”, partido nega

” A Nova República”

Publicados

em

JB News

Da Redação

 

A notícia de que o Partido Comunista Brasileiro (PC do B) vai trocar de nome, está circulando nas redes sociais desde o final desta sexta-feira 27, e tem colocado em discussão o futuro dos partidos e suas  essências, até mesmo o debate ideológico, filosófico que protagonizaram grandes eleições numa recente criada democracia  no Brasil.

O PC do B é um partido com 100 anos de fundação.

Fato é que vários partidos já perceberam os desgastes dos “antigos” lideres que continuam na direção de varias Siglas, e já levantaram grandes bandeiras em outros tempos, e agora  com a “nova república”, misturadas a interesses econômicos de grandes corporações e  grupos, que exploram a grande massa, influenciados pela rede mundial e pelo e-commerce, inclusive na criação e proliferação de fake news, observados pela inoperância e controle do judiciário brasileiro em combater as notícias falsas de grupos adversos e interesses antagônicos que se misturam, e de olhos na administração pública que em alguns casos é um filão financeiro,  devido o direcionamento do  bolo do orçamento público, e em outros casos  as concessões, que hora pertencem a grandes grupos políticos e econômicos. No caso do Brasil onde o solo e outras riquezas per tecem a união, sendo a menina dos olhos do capital internacional e suas influencias, já trocaram seus nomes para agradar o eleitor.

Leia Também:  Plenário do STF vai decidir sobre equiparação do pantanal e mata atlântica

Um exemplo é o Podemos (Antigo PTN fundado em 1995),o PPS -Cidadania- março de 1992 , o PR, antigo PL criando em 1935  ,MDB era PMDB- em 1986 e o PFL hoje o DEM,ambos já  teve seus nomes mudados devido o apelo popular.

As rusgas e histórias desses partidos acima citados é uma outra matéria a ser escrita  devido ao conteúdo histórico protagonizados  que  cada um carrega desde o imperialismo no Brasil,  e o porque de suas fundações até os dias atuais com a  mudanças  nas nomenclaturas.

Agora chegou a vez dos partidos de maior influência nos debates tidos como de  “esquerda” onde foram construídos num dado momento social de debates mais acalorados pela divisão de classes, e pelas influências na colonização do Brasil que hora era alarmantes, repensar a mudança de seus nomes.

Após a chegada da internet, com a forte influência da tecnologia na vida social, alterando os costumes, criando novas regras e leis para o convívio, e sobre uma forte e maciça ótica dos interesses do capital em todos os níveis, com muito mais força sob uma sociedade com pouquíssima informação e ainda “dersoganizada”,são mais influenciadas facilmente pelas noticias falsas, como é o caso do Brasil, um pais de uma educação abaixo da média devida o desinteresse pela leitura ao qual foi assim colonizado e assim mantido.

Leia Também:  Imitáveis lança trailer de filme sobre Jacildo e Seus Rapazes

Segundo a direção nacional do PC do B, irá divulgar uma nota o mais breve possível sobre as possibilidades de  mudanças e novos comportamentos, até mesmo pela entrada de novos líderes e suas crescentes nos debates internos país a fora.

A ativista Carina Vitral, ex-presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), negou que o PCdoB mudará de nome.

Uma  informação que vem de dentro da  @carinavitral explicou ao JB News que o Movimento 65 vai ser uma campanha de filiação  que esta sendo organizada, e não uma mudança na identidade visual do Partido. Os materiais vão trazer, inclusive, logo e nome da legenda para um novo tempo de debates sociais.

Deixe sua opinião os partido precisam mudar de nome ?

COMENTE ABAIXO:

POLITICA

Após eleição de Arthur Lira presidente da câmara, Dr. Leonardo é escolhido líder da bancada de MT em Brasília no lugar de Neri Geller

Publicados

em

Por

Após eleição de Arthur Lira presidente da câmara Dr Leonardo se torna líder de bancada

JB News

Da Redação

Uma reunião que está acontecendo já na manhã desta terça feira 02, nas dependências da do gabinete do senador Jayme Campos (DEM), escolheu o deputado Dr. Leonardo do Solidariedade de Cáceres como o novo líder da bancada de Mato Grosso Em Brasília.
Essa função era ocupada pelo deputado Neri Geller (PP).


Ainda ontem 01 de fevereiro, aconteceu a eleição para presidente da mesa diretora do congresso, onde Lira foi o vencedor. Neri foi um dos grandes articuladores da campanha do deputado a presidência, que passa agora o cargo a Dr Leonardo. Até o momento não tem a informação de qual cargo o deputado Neri vai ocupar no congresso nacional, uma vez que foi da linha de frente na composição.
Participam da reunião os senadores Jayme Campos (DEM), Welington Fagundes (PL) Carlos Fávaro (PSD), os deputados federais Dr Leonardo (DS), Nelson Barbudo (PSL) e Juarez Costa (MDB).
Mais Informações em Instantes.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Caminhoneiros aderem à greve nacional dos petroleiros
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA