Arquivos JB News 10 Anos

Ministro prorroga investigações contra os conselheiros do tribunal de Contas de MT.

Publicados

em

 

JBNEws

Da Redação

As investigações contra os conselheiros do tribunal de Contas de MT afastado dos seus respectivos cargos por corrupção e extorsão na ordem de 70 milhões de reais, pelo então ex-governador de Silval Barbosa (MDB). Desse montante foi concedido um desconto que caiu para o valor de 53 milhões, que segundo Silval Barbosa em seu depoimento essa propina seria para que os conselheiros

Sérgio Ricardo, José Carlos Novelli, Valter Albano, Antônio Joaquim e Waldir Teis aprovassem e não rejeitassem as contas do ex-governador, e ao mesmo tempo não tivesse as obras da copa do mundo de 2014 paralisadas pela corte.

A decisão de prorrogar as investigações é do ministro Raul Araújo do Superior Tribunal de Justiça (STJ), após um pedido de dilação do Ministério público (MP).

Na decisão o Raul Araújo pontua sobre vários itens e pedidos, sendo que do Conselheiro Antônio Joaquim foi deferido quando a juntada de procuração e indeferido quanto o acesso da delação que o atinge não podendo ter acesso aos documentos por enquanto.

Leia Também:  Bandas clássicas do rock nacional animam o Showrrasco no Tênis Clube

O ministro também cita que os conselheiros sofrem investigação fiscal através da Receita Federal e outros órgãos administrativos investigativos, além do compartilhamento de provas.

Ademais ficam até o momento os conselheiros afastados dos cargos e consequentemente aguardando o cumprimento da decisão do ilustre Ministro. Sendo assim os conselheiros afastados por corrupção continuam sendo investigados.

Existem também ouras investigações que envolvem os conselheiros no escandaloso caso de superfaturamento na ordem de 137 milhões de reais em contratos suspeitos na área de tecnologia de informação (TI) do Tribunal de Contas de MT.

Uma outra denuncia que em breve pode virar caso de policia é o fato de que o atual presidente da corte, os conselheiros Campos Neto, teve seu nome envolvido em um dos maiores escândalos da formação da mesa diretora da Assembleia Legislativa de MT, que segundo o delator, ex-deputado Jose Riva, Campos neto recebia propina no valor de R$250.000,00 em propina nos anos de 2007, par ao biênio que encerrava em 2009.

Leia Também:  Pedro Taques apresentará estratégia de MT durante Conferência Mundial do Clima em Paris

 

Nessa ocasião, o Colaborador participou da chapa que teve como candidato a Presidente o Sr. Sergio Ricardo e para cuja eleição foram gastos R$4.000.000,00. Cada deputado recebeu R$250.000,00 de propina, e o Colaborador atesta que os seguintes parlamentares receberam: Dilceu Dal’Bosco, Walter Rabelo, João Malheiros, Chica Nunes, Ademir Brunetto, Guilherme Maluf, Adalto de Freitas, Humberto Bosaipo, José Domingos Fraga, Wallace Guimarães, Mauro Savi, Sebastião Rezende, Airton Português, Campos Neto, Maksuês Leite e Chico Galindo.

 

Segundo Riva os valores foram financiados por Valdir Piran por meio de sua factoring e pagos com recursos desviados da ALMT.

COMENTE ABAIXO:

Arquivos JB News 10 Anos

Kalil Baracat cobra melhorias na pavimentação de bairros

Publicados

em

Por

 

O vereador por Várzea Grande, Kalil Sarat Baracat de Arruda apresentou duas indicações que visam melhorias na pavimentação asfáltica de dois bairros da cidade.

Sua primeira indicação solicita do Poder Executivo Municipal junto à Secretaria de Infraestrutura a necessidade de serviços de tapa buracos e reparos na pavimentação asfáltica nas ruas do bairro Jardim Novo Horizonte, em sua totalidade.

Segundo Kalil a proposta é urgente e visa à realização de “tapa buracos” e reparos na pavimentação asfáltica.

“As ruas do bairro em questão encontram-se totalmente esburacadas, quase sem condições de tráfego, provocando pequenas colisões e avarias nos veículos dos que por ali transitam. É tamanha a calamidade em que se encontram as vias que não é possível especificar onde e quão grandes são os buracos. Atender à solicitação daquela comunidade é cumprir com o dever social e zelar pelo bem público e pelos munícipes”, explica o vereador.

Os moradores do bairro Jardim Potiguar também vem passando pelo mesmo problema e dessa forma, Kalil também indicou a necessidade de serviços de tapa buracos e reparos na pavimentação asfáltica em todas as ruas do bairro.

Leia Também:  Cuiabá venceu fácil e somou 5 x 0 nas duas partidas

“ As ruas Jardim Potiguar estão cheias de buracos com o aumento do fluxo de veículos pela região devido aos desvios das obras da Copa, quase que sem condições de tráfego. Além da falta de conforto e segurança, os buracos deixam o bairro com aspecto feio e mal cuidado desvalorizando os imóveis construídos ali. Dezenas de colisões com prejuízos financeiros e lesões físicas são registradas todos os dias naquele local”, disse Kalil Baracat.

 

Michelle Carla Costa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA