Abastecimento

Ministro Onyx Lorenzoni destaca que produção de alimentos em MT é a mais ecológica do mundo

Publicados

em

Onyx Lorenzoni afirmou que Mato Grosso tem dado exemplo em produção sustentável

Lucas Rodrigues

Com informações Secom-MT

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni – Foto por: Mayke Toscano/Secom-MT

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, afirmou que a produção de alimentos de Mato Grosso é muito mais ecológica e sustentável se comparada com a produção desenvolvida em outros países.

A afirmação foi dada na manhã desta segunda-feira (28.09), durante o evento que oficializou a adesão de Mato Grosso ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) do Governo Federal.

“Nosso país tem a maior cobertura vegetal do mundo. Nosso país tem a maior cobertura florestal do mundo. A produção de Mato Grosso é a produção que, comparada com os nossos competidores internacionais, usa o menor volume de substâncias químicas”, destacou Lorenzoni.

Mato Grosso é um dos principais produtores de alimentos do mundo e, apesar disso, mantém pelo menos 62% de seu território totalmente preservado. No Brasil, é o Estado com a maior produção de soja, milho, algodão e também de carne bovina, contando com o maior rebanho bovino do país.

Leia Também:  Pesquisa da CNC e IPF-MT de fevereiro mostra segundo recuo consecutivo da confiança do comerciante em Cuiabá

O estado também despontou no ranking dos principais exportadores do país. Subiu da 6ª posição em 2019 para a 4ª em 2020 (janeiro a maio), com U$$ 7,7 bilhões exportados, atrás apenas de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. A exportação mato-grossense representa no momento 9,1% das exportações totais do Brasil.

“Nós temos o boi mais ‘verde’ do mundo. O boi criado em outras áreas do mundo compete com a alimentação humana. Aqui o boi se alimenta de pasto, ele é completamente ecológico”, ressaltou o ministro.

Lorenzoni ainda destacou que o Governo Federal tem auxiliado o Governo de Mato Grosso a combater os incêndios florestais no Pantanal. O fato foi reforçado pelo governador Mauro Mendes.

“Começamos as operações no Pantanal em julho. Desde o primeiro momento que entramos, a Marinha e o Exército sempre estiveram presentes ao nosso lado. Em março, quando lançamos o Plano de Ação Contra o Desmatamento Ilegal e Incêndios Florestais, as forças armadas estiveram juntas na Operação Verde Brasil 2”, disse o governador, pontuando que a união de esforços ajudou o Governo do Estado a manter 80% do pantanal preservado.

Leia Também:  Governo de Mato Grosso debate novas medidas contra a covid-19 com Poderes e prefeitos
COMENTE ABAIXO:

Abastecimento

Deputado discute energia e leva torre de telefonia a Agrovila das Palmeiras

Publicados

em

Por

JB News

 

Expansão do fornecimento da eletricidade foi discutido em audiência pública; moradores contarão com sinal de telefonia celular

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) liderou na quinta-feira (25) uma audiência pública na comunidade Agrovila das Palmeiras, localizada no município de Santo Antônio de Leverger, para discutir a expansão do fornecimento de energia elétrica na região e ainda temas vinculados à agricultura familiar.

Com a participação de populares no Centro Comunitário José Piccini na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, a audiência pública seguiu os protocolos da OMS (Organização Mundial de Saúde) com a obrigatoriedade de utilização de máscaras faciais e constante uso de álcool em gel nas mãos para prevenção ao coronavírus (Covid-19).

O presidente da concessionária Energisa, Riberto José Barbanera, recebeu a demanda de moradores e destacou que o fornecimento de energia elétrica depende de critérios técnicos que serão criteriosamente avaliados para atender a população.

“Nós estamos dispostos a atender a população. Mas isto depende de uma análise técnica feita pelos engenheiros que serão analisadas”, disse.

Leia Também:  Brasil registra o dia mais letal com 1.582 mortes em 24h

O presidente da Associação de Santo Antônio do Taquaral, Gesubet Rodrigues Ferreira, revelou que o fornecimento de energia elétrica precisa ser expandido para garantir qualidade de vida aos moradores.

“Nós temos uma área para formar um núcleo urbano. São 30 moradores já com mercadinho, Igreja fábrica de pré-moldado e precisamos de energia elétrica. A gente quer atuar na legalidade e não ficar com ligações ilegais”, disse.

Já a presidente da Associação Rural “Seis Marias”, Miguelina Marques da Silva,  declarou que a necessidade de energia elétrica é constante na região, ainda mais porque a economia é movida pelos pequenos agricultores.

“Nós produzimos queijo e leite e a falta de energia constante tem levado à perda de equipamentos. Espero que a nossa necessidade seja atendida. São muitas famílias que precisam. É uma questão de sobrevivência. Não podemos ter uma rede precária de abastecimento”, destacou.

Sinal de telefonia e escritório da Empaer

Na audiência pública, o chefe de gabinete da Metamat (Companhia Mato Grossense de Mineração), confirmou que será atendida uma reivindicação do deputado Wilson Santos (PSDB) para instalar uma torre de telefonia na comunidade Agrovila das Palmeiras.

Leia Também:  Programa vai investir R$ 265 milhões na regularização e permanência do agricultor no campo

“Até 60 dias a torre de telefonia já estará instalada e fornecerá sinal aos aparelhos dos moradores. Nossa equipe técnica passou os últimos dias avaliando qual seria o melhor ponto de localização para já concluir este projeto”.

A Metamat, também já deu início, com dinheiro de emenda parlamentar do deputado Wilson Santos liberado pelo governo do Estado, a perfuração de três poços artesianos para ampliar o abastecimento de água.

O presidente da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Renaldo Loffi, o “Alemão”, comunicou ainda que a autarquia vai disponibilizar um escritório na comunidade Agrovila das Palmeiras para atender a demanda de pequenos produtores.

“A agricultura familiar encontra no deputado Wilson Santos um parceiro de longa data. E é com muito orgulho que iremos abrir este escritório para ajudar no desenvolvimento da comunidade”, destacou.

Por RAFAEL COSTA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA