COVID-19

Ministério da Saúde anuncia que vacinas da Pfizer para crianças chega ao Brasil na madrugada de quinta-feira

Publicados

em

JB NEWS

POR ALISSON GONÇALVES

Foto: Liam McBurney/Pool via Reuters

Ministério da Saúde (MS),  anúnciou antecipação da imunizantes da Pifzer para crianças de 5 a 11 anos.

O anúncio foi feito pelo Ministro da Saúde Marcelo Queiroga, nesta segunda-feira 10/1, de acordo com Queiroga cerca de um milhão de doses foram antecipadas, a estimativa que ainda neste mês de janeiro seja entregue cerca de 4,3 milhões de doses.

Ao todo de acordo com o documento cerca de 20 milhões de doses foram encomendadas para o primeiro trimestre deste ano.

A obrigatóriedade de prescrição médica para vacinar crianças de 5 a 11 anos foram descartadas, porém a Anvisa emitiu uma nota de orientação para que não hora vacinar as crianças os pais ou responsáveis fiquem atentos a dosagem de 10 microgramas, além de que seja separado a imunização infantil,de adolescentes e adultos,para que nenhum profissional de saúde confunda as doses que serão aplicadas.

Para crianças de 5 a 11 anos, a vacinação deve começar na segunda quinzena de janeiro,porém não é obrigatória para os pais que desejam vacinar seus filhos a recomendação é que procure uma orientação prévia de um médico.

Leia Também:  Cuiabá e Várzea Grande adotam decreto único com regras mais rígidas que sugerem novos horários de funcionamento do comércio

Com está antecipação a entrega ficará da seguinte forma, Fevereiro a estimativa é que seja entregue 7.272 milhões de doses,e Março cerca de 8.418 milhões de doses.

 

COMENTE ABAIXO:

COVID-19

Secretária estadual de saúde diz que flexibilização pode fazer aumentar contaminados pela Covid-19 e orienta as pessoas a se vacinarem

Publicados

em

Por

JB News

Por Alisson Gonçalves

A Secretária Estadual de saúde Kelluby de Oliveira, disse em entrevista a imprensa, que MT pode aumentar o número de contaminados pela Covid-19 e por isso ainda segue os protocolos de Biossegurança.

Segundo secretária a flexibilização é a pior preocupação, já que em muito lugares não estão mais exigindo o uso de máscaras, fazendo com que as pessoas pensem que o vírus acabou, e fazendo várias aglomerações.

“Estamos fazendo o monitoramento, mesmo que as pessoas deixaram de usar às máscaras,  o número de contaminados não aumentou, mas é claro que isso acontecer vamos voltar a cobrar o uso de máscara e adotar outras medidas”.disse a Secretária.

Kelluby também disse que devido, a não obrigação de uso de máscaras o número de pessoas que procuram se vacinar diminuiu, informou ainda  que a Secretaria Estadual  de Saúde vai continuar com os mesmo protocolos de vacinação, e orienta que as pessoas procuram se vacinar, em especial a classe que precisa da terceira dose de reforço.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Carlos Fávaro suspende atendimento presencial nos gabinetes de Cuiabá e Brasília
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA