Abastecimento

Mercado do Porto tem atividades suspensas para medidas de biossegurança

Publicados

em

 

Mercado do Porto tem atividades suspensas até quarta-feira (29)

Medidas de biossegurança devem ser adotadas para prevenção a disseminação do novo coronavírus

 

CAROLINA MIRANDA

 

A Secretaria Municipal de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, da Prefeitura de Cuiabá, informa que as atividades no Mercado do Porto estão suspensas nesta terça e quarta-feira (28 e 29) para reforço das ações previstas no Protocolo de Biossegurança implementado pela gestão municipal para evitar à disseminação do novo coronavírus.

De acordo com a secretária municipal de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Débora Marques, a decisão foi tomada após várias denúncias quanto ao desrespeito das medidas de prevenção e controle no enfrentamento ao novo Coronavírus. “O prefeito Emanuel Pinheiro desde o primeiro decreto está sendo claro e objetivo sobre a importância do isolamento social. Os estabelecimentos só poderão permanecer em atendimento se respeitarem todas as normas estabelecidas pela Prefeitura de Cuiabá. O que ocorreu foi o contrário, por isso a decisão de suspender as atividades”, disse a secretária.

Reuniões com os permissionários dos segmentos de frutas e verduras, açougues e peixarias já foram iniciadas (a fim de fortalecer os procedimentos, principalmente no que diz respeito a higienização do local, disponibilização de álcool gel, uso de máscaras e manter o distanciamento de pelo menos um metro entre as pessoas. “Queremos com essas reuniões sensibilizar ainda mais esses trabalhadores que estão levando com seriedade os trabalhos, para evitar a proliferação do Covid-19 aqui na Capital”, pontuou.

Leia Também:  Governador Mauro Mendes entrega 103 motocicletas para reforçar atuação da PM

Portanto, os atendimentos nos bares e restaurantes estão suspensos por tempo indeterminado. Os demais setores a previsão de retomada dos atendimentos está previstos para esta quarta-feira (30).

“A situação é grave. Todo cuidado é pouco. Precisamos da colaboração e conscientização de toda população nesse momento”, concluiu Débora Marques.

 

COMENTE ABAIXO:

Abastecimento

Deputado discute energia e leva torre de telefonia a Agrovila das Palmeiras

Publicados

em

Por

JB News

 

Expansão do fornecimento da eletricidade foi discutido em audiência pública; moradores contarão com sinal de telefonia celular

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) liderou na quinta-feira (25) uma audiência pública na comunidade Agrovila das Palmeiras, localizada no município de Santo Antônio de Leverger, para discutir a expansão do fornecimento de energia elétrica na região e ainda temas vinculados à agricultura familiar.

Com a participação de populares no Centro Comunitário José Piccini na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, a audiência pública seguiu os protocolos da OMS (Organização Mundial de Saúde) com a obrigatoriedade de utilização de máscaras faciais e constante uso de álcool em gel nas mãos para prevenção ao coronavírus (Covid-19).

O presidente da concessionária Energisa, Riberto José Barbanera, recebeu a demanda de moradores e destacou que o fornecimento de energia elétrica depende de critérios técnicos que serão criteriosamente avaliados para atender a população.

“Nós estamos dispostos a atender a população. Mas isto depende de uma análise técnica feita pelos engenheiros que serão analisadas”, disse.

Leia Também:  Relator da Comissão da Covid-19 cobra decisão do Governo sobre produção de vacinas

O presidente da Associação de Santo Antônio do Taquaral, Gesubet Rodrigues Ferreira, revelou que o fornecimento de energia elétrica precisa ser expandido para garantir qualidade de vida aos moradores.

“Nós temos uma área para formar um núcleo urbano. São 30 moradores já com mercadinho, Igreja fábrica de pré-moldado e precisamos de energia elétrica. A gente quer atuar na legalidade e não ficar com ligações ilegais”, disse.

Já a presidente da Associação Rural “Seis Marias”, Miguelina Marques da Silva,  declarou que a necessidade de energia elétrica é constante na região, ainda mais porque a economia é movida pelos pequenos agricultores.

“Nós produzimos queijo e leite e a falta de energia constante tem levado à perda de equipamentos. Espero que a nossa necessidade seja atendida. São muitas famílias que precisam. É uma questão de sobrevivência. Não podemos ter uma rede precária de abastecimento”, destacou.

Sinal de telefonia e escritório da Empaer

Na audiência pública, o chefe de gabinete da Metamat (Companhia Mato Grossense de Mineração), confirmou que será atendida uma reivindicação do deputado Wilson Santos (PSDB) para instalar uma torre de telefonia na comunidade Agrovila das Palmeiras.

Leia Também:  Mato Grosso registra 323.191 casos e 112 mortes de covid em 24 horas

“Até 60 dias a torre de telefonia já estará instalada e fornecerá sinal aos aparelhos dos moradores. Nossa equipe técnica passou os últimos dias avaliando qual seria o melhor ponto de localização para já concluir este projeto”.

A Metamat, também já deu início, com dinheiro de emenda parlamentar do deputado Wilson Santos liberado pelo governo do Estado, a perfuração de três poços artesianos para ampliar o abastecimento de água.

O presidente da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Renaldo Loffi, o “Alemão”, comunicou ainda que a autarquia vai disponibilizar um escritório na comunidade Agrovila das Palmeiras para atender a demanda de pequenos produtores.

“A agricultura familiar encontra no deputado Wilson Santos um parceiro de longa data. E é com muito orgulho que iremos abrir este escritório para ajudar no desenvolvimento da comunidade”, destacou.

Por RAFAEL COSTA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA