POLITICA

Mauro Mendes diz a Bolsonaro que irá pedir aos 140 prefeitos de MT para apoiá-lo

Publicados

em

JB News

Por Alisson Gonçalves

O governador de MT e pré -candidato a reeleição Mauro Mendes (UB), anunciou o compromisso em apoio a reeleição do Presídente da República Jair Bolsonaro (PL).

O compromisso foi feito em uma reunião que aconteceu na tarde desta quarta-feira 3 de Agosto sem Brasília.

Na ocasião Mendes aproveitou e elogiou a gestão de Bolsonaro, durante a Pandemia da Covid-19.

O governador já havia confirmado aliança com Jair Bolsonaro, porém alguns rumores nos bastidores era de que Mendes poderia abrir um Palanque aberto para candidatos a Presidência, o que não deve acontecer.

Além de manisfestar seu apoio, o governador também anúnciou que deve pedir aos 140 prefeitos do município de MT, para também apoiar a reeleição de Bolsonaro.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Coligação de Flávio Frical pede impugnação do registro de Wiltinho por estar inelegível desde 2015

POLITICA

Juiz determina investigação de autores de disparos de fake news contra Wellington Fagundes

Publicados

em

Por

⁹JB News

O juiz eleitoral Abel Sguarezi acatou o pedido do Partido Liberal e determinou que a Vivo e o Facebook forneçam nomes, dados, endereços e informações cadastrais disponíveis para identificar os proprietários das linhas telefônicas (65) 99645-6390 e (46) 9105-8068, além da quantidade de dados móveis (internet) consumidos por tais linhas no período de 1º de junho a 29 de julho.

Além disso, também que Facebook informe o local/endereço de acesso/utilização do aplicativo WhatsApp pelos números acima citados.

Por meio dessas linhas telefônicas foi disparado vídeo com conteúdo inverídico e difamatório ao senador Wellington Fagundes, candidato à reeleição. Segundo o juiz, o material macula a imagem e a honra do senador filiado ao PL.

A defesa de Wellington argumentou que além de parte das informações veiculadas não serem verdadeiras, a forma utilizada para a sua propagação é vedada.

As mensagens são oriundas de destinatários desconhecidos (a própria foto nos perfis de WhatsApp demonstram isso), impossibilitando formular direito de resposta, aforar representação por propaganda eleitoral negativa antecipada, ou mesmo postular proibição de envio pois não se sabe os autores dos referidos disparos.

Leia Também:  PL oficializa candidatura de vereador Norberto Júnior para deputado estadual

Além disso, há fortes indícios na espécie do uso de robôs ou bots e/ou de perfis falsos para a realização dos referidos envios, sendo aqueles capazes de distribuir, em escala industrial, mensagem pré-programadas, a fim de disseminar Fake News contra o PL e a seus filiados.

Assim que a Vivo e o Facebook esponderem à determinação da Justiça Eleitoral, o juiz vai analisar o pedido do PL de impedimento provisório das linhas (65) 99645-6390 e (46) 9105-8068 de utilizarem o aplicativo WhatsApp.

Decisão Wellington Fagundes

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA