Arquivos JB News 10 Anos

Mato Grosso registra 59 mortes de mulheres vitimas de assassinato

Publicados

em

 

Levantamento engloba todos os homicídios que envolvem vítimas femininas, e não só feminicídios

Nara Assis

Entre janeiro e agosto de 2019, foram cometidos 59 homicídios envolvendo vítimas femininas em Mato Grosso. No mesmo período de 2018, foram 53 casos e no ano retrasado, 52 casos, que englobam todas as motivações, pois os dados sobre feminicídio (morte pela condição de ser mulher) são compilados trimestralmente. Uma atualização será publicada em outubro.

O levantamento, feito pela Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEAC) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), apontou que das 59 mortes de mulheres, 37% tiveram motivação passional, 27% ainda estão sendo apuradas, 15% por envolvimento com drogas, 10% por rixa, 4% dos casos ocorreram por vingança, 3% por ambição, 2% por álcool e 2% por pedofilia.

Já em relação ao meio empregado, em 34% dos casos foi utilizada arma de fogo, em 31% arma cortante ou perfurante, em 17% foram empregados outros meios, 8% dos autores utilizaram força muscular e 8% arma contundente e 2% veneno.

Leia Também:  Ritmo Reduzido

Os dados ainda apontam quee quinta-feira foi o dia da semana com maior número de registros até agora: 12. Em seguida, está sexta-feira, com 11 mortes; sábado com 9; quarta-feira com 8; domingo e segunda-feira tiveram 7 casos, cada; e na terça-feira, foram 5.

O local do fato chama a atenção nos casos de mortes que envolvem mulheres. Do total de vítimas, 36 foram assassinadas em residência particular, 12 em via pública, 6 em outros lugares, 4 em propriedades agrícolas e 1 em hotel.

A violência doméstica e familiar está entre os focos de atuação da Câmara Temática de Defesa da Mulher da Sesp-MT, que está formatando o planejamento estratégico com o objetivo de nortear as políticas públicas estaduais neste sentido.

COMENTE ABAIXO:

Arquivos JB News 10 Anos

Kalil Baracat cobra melhorias na pavimentação de bairros

Publicados

em

Por

 

O vereador por Várzea Grande, Kalil Sarat Baracat de Arruda apresentou duas indicações que visam melhorias na pavimentação asfáltica de dois bairros da cidade.

Sua primeira indicação solicita do Poder Executivo Municipal junto à Secretaria de Infraestrutura a necessidade de serviços de tapa buracos e reparos na pavimentação asfáltica nas ruas do bairro Jardim Novo Horizonte, em sua totalidade.

Segundo Kalil a proposta é urgente e visa à realização de “tapa buracos” e reparos na pavimentação asfáltica.

“As ruas do bairro em questão encontram-se totalmente esburacadas, quase sem condições de tráfego, provocando pequenas colisões e avarias nos veículos dos que por ali transitam. É tamanha a calamidade em que se encontram as vias que não é possível especificar onde e quão grandes são os buracos. Atender à solicitação daquela comunidade é cumprir com o dever social e zelar pelo bem público e pelos munícipes”, explica o vereador.

Os moradores do bairro Jardim Potiguar também vem passando pelo mesmo problema e dessa forma, Kalil também indicou a necessidade de serviços de tapa buracos e reparos na pavimentação asfáltica em todas as ruas do bairro.

Leia Também:  Cepromat se transforma em MTI no projeto de Governo Digital

“ As ruas Jardim Potiguar estão cheias de buracos com o aumento do fluxo de veículos pela região devido aos desvios das obras da Copa, quase que sem condições de tráfego. Além da falta de conforto e segurança, os buracos deixam o bairro com aspecto feio e mal cuidado desvalorizando os imóveis construídos ali. Dezenas de colisões com prejuízos financeiros e lesões físicas são registradas todos os dias naquele local”, disse Kalil Baracat.

 

Michelle Carla Costa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA