Saúde

Mato Grosso registra 5.086 casos e 163 óbitos por Covid-19

Publicados

em

Quinta-feira (11): Mato Grosso registra 5.086 casos e 163 óbitos por Covid-19

Há 174 internações em UTI e 148 em enfermaria; taxa de ocupação é de 74,7% para UTIs e de 18,1% para enfermarias

Ana Lazarini

Um total de 10.601 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) – Foto por: Tchélo Figueiredo | Secom-MT
A | A

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quinta-feira (11.06), 5.086 casos confirmados por Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 163 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. As 10 mortes mais recentes envolveram residentes de Rosário Oeste, Sorriso, Barra do Bugres, Várzea Grande, Porto Esperidião, Cuiabá e Tangará da Serra.

Dentre os 20 municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (1.463), Várzea Grande (436), Rondonópolis (391), Primavera do Leste (212), Tangará da Serra (194), Confresa (187), Sorriso (153), Lucas do Rio Verde (153), Sinop (131), Campo Verde (114), Barra do Garças (99), Nova Mutum (97), Pontes e Lacerda (81), Alta Floresta (68), Campo Novo do Parecis (56), Querência (55), Jaciara (54), Cáceres (54), Rosário Oeste (50), Sapezal (47) e Guarantã do Norte (47).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado ao final desta matéria.

Nas últimas 24 horas, surgiram 326 novas confirmações em Alta Floresta (25), Alto Araguaia (1), Alto Garças (4), Arenápolis (1), Cáceres (4), Campo Novo do Parecis (21), Campo Verde (10), Chapada dos Guimarães (1), Cotriguaçu (1), Cuiabá (96), Curvelândia (1), Diamantino (1), Guiratinga (2), Itiquira (2), Lambari D’Oeste (3), Lucas do Rio Verde (13), Nossa Senhora do Livramento (7), Nova Maringá (2), Nova Mutum (12), Paranatinga (1), Poconé (7), Porto Esperidião (18), Primavera do Leste (10), Querência (5), Ribeirão Cascalheira (1), Rondonópolis (31), Rosário Oeste (3), São José do Rio Claro (1), São José dos Quatro Marcos (1),  Sapezal (1), Sinop (9), Sorriso (3), Tangará da Serra (3), Terra Nova do Norte (6) e Várzea Grande (19).

Leia Também:  Seis cirurgias de média complexidade e 66 atendimentos de urgência e emergência marcam funcionamento do novo HMC

A área técnica da SES ainda esclareceu que foram corrigidas duas ocorrências de duplicidade no sistema. Além disso, uma notificação anteriormente contabilizada em Sorriso foi reposicionada para a categoria “municípios de outros Estados”, considerando a cidade de residência do paciente.

Dos 5.086 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 2.887 estão em isolamento domiciliar e 1.792 estão recuperados. Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 174 internações em UTI e 148 em enfermaria. Isto é, a taxa de ocupação é de 74,7% para UTIs e de 18,1% para enfermarias

Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 50,5% dos diagnosticados são do sexo feminino e 49,5% masculino; além disso, 1.406 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos. O documento ainda aponta que um total de 10.601 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 950 amostras em análise laboratorial.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h.

Leia Também:  Governo informa que média móvel de casos de coronavírus em MT diminui pela primeira vez na última semana

Cenário nacional

Até a última quarta-feira (10), o Governo Federal confirmou 772.416 casos da Covid-19 no Brasil e 39.680 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, divulgado pelo Ministério da Saúde, o país contabilizava 38.406 mortes e 739.503 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus. Até o fechamento deste material, não foram atualizados os dados desta quinta-feira (11).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

DOWNLOAD 

  • Boletim Informativo nº 95

 

COMENTE ABAIXO:

Saúde

Governador assina ordem de serviço para construção do Hospital Regional de Alta Floresta

Publicados

em

Por

JB News

Ana Lazarini | SES-MT

 

O governador Mauro Mendes assina, nesta terça-feira (28.06), a ordem de serviço para o início das obras do Hospital Regional de Alta Floresta (a 790 km de Cuiabá). O investimento será de R$ 112,3 milhões.

“Esse é o maior pacote de obra de construção e ampliação de leitos na saúde pública de Mato Grosso. Hoje, nenhum estado brasileiro está construindo, ao mesmo tempo, tantos hospitais como nós estamos. Nosso grande objetivo é ter uma saúde pública eficiente e de qualidade, que funcione para o cidadão mato-grossense””, destacou o governador Mauro Mendes.

Projetado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), o Hospital Regional de Alta Floresta contará com 151 leitos, sendo 111 leitos de enfermaria e 40 leitos de UTI, entre adulto, pediátrico, neonatal e unidade semi-intensiva neonatal, para atendimentos de média e alta complexidade.

A unidade também terá 10 consultórios médicos, dois consultórios para atendimento às gestantes, seis salas de centro cirúrgico e espaços para banco de sangue, banco de leite materno e para a realização de exames como tomografia e colonoscopia.

Leia Também:  Prefeitura de Cuiabá cria comitê de enfrentamento ao Coronavírus e formata decreto com medidas preventivas

“A atual gestão não apenas inicia a construção do novo Hospital Regional de Alta Floresta, mas beneficia a população dos seis municípios da região Alto Tapajós de Saúde. Um novo e moderno hospital servirá de referência para toda a região”, concluiu a secretária estadual de Saúde, Kelluby de Oliveira.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA