Arquivos JB News 10 Anos

Mato Grosso realiza o primeiro evento sobre a tecnologia blockchain

Publicados

em

 

 

Tecnologia Blockchain vai mudar a realidade de setores como o direito, o agronegócio e a indústria.

Karine Miranda

A Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) está dando apoio naa realização do primeiro evento sobre a tecnologia blockchain de Mato Grosso: o Blockmeet MT. O evento será realizado em 22 de agosto, no Centro de Convenções da Fatec/Senai, e contará com palestras, painéis, cases  de empresas que já estão adotando esta tecnologia.

As inscrições podem ser feitas no site do evento e podem participar todos os interessados em entender como essa tecnologia é capaz de revolucionar o campo da economia, entre outros.

De acordo com o assessor executivo da MTI, Sandro Brandão, o blockchain já é uma realidade que causa uma revolução na maneira com que as informações se movimentam e se relacionam na internet – e pode muito bem ser utilizado pela administração pública.

“Por suas características de autenticidade, integridade e rastreabilidade, o blockchain pode ser usado em diversos áreas, especialmente no Governo, como em cuidados de saúde, verificação de identidade, históricos escolares e diplomas, registros de automóveis e imóveis. Por exemplo, temos um dos sistemas financeiro e contábil mais completo do Brasil, que é o Fiplan, e essa plataforma de blockchain será fundamental para a evolução desta nossa solução”, disse.

Leia Também:  Cuiabá Arsenal enfrenta Sorriso Hornets neste sábado

O blockchain é uma forma de salvar e armazenar dados e sua principal característica é a segurança. Isto porque as informações que são inseridas nele são criptografadas, distribuídas para vários servidores ao redor do mundo e seria preciso um esforço computacional gigante para alterar algum dado.

Parece algo simples, segundo Rafael Martins, CEO do Blockmeet MT. No entanto, esse super banco de dados vai provocar mudanças em setores como o agronegócio, quando o assunto é rastreabilidade de alimentos; no campo do direito, quando se fala em contratos inteligentes e ambiente regulatório tecnológico; e na indústria, promovendo a inteligência artificial.

“No caso da segurança alimentar, por exemplo, o consumidor quer saber onde aquele frango foi produzido, o dia do abate, como foi feito o processamento, como aconteceu a logística. Essas informações só chegarão à mão de quem está comprando se toda a cadeia produtiva fizer o uso do blockchain”, explica Rafael Martins.

Ainda segundo o CEO, já existe uma demanda desses mercados para o uso dessas tecnologias. O próximo passo é a implementação, que só será possível se toda a cadeia fizer parte do processo.  

Leia Também:  OAB emite Nota sobre veto à criminalização da violação das prerrogativas da advocacia

“A ideia do Blockmeet MT é justamente trazer informação, discutir essas novas tecnologias na nossa realidade, para que as empresas, os líderes, os empreendedores e os estudantes de Mato Grosso estejam preparados para as novidades do mercado”, conclui Rafael.

Além da MTI, o evento conta com o apoio institucional do Senai, Sebrae, Senar, Embrapa e Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secitec). Para saber mais sobre o evento acesse aqui.

(Com informações da assessoria do evento)

COMENTE ABAIXO:

Arquivos JB News 10 Anos

Kalil Baracat cobra melhorias na pavimentação de bairros

Publicados

em

Por

 

O vereador por Várzea Grande, Kalil Sarat Baracat de Arruda apresentou duas indicações que visam melhorias na pavimentação asfáltica de dois bairros da cidade.

Sua primeira indicação solicita do Poder Executivo Municipal junto à Secretaria de Infraestrutura a necessidade de serviços de tapa buracos e reparos na pavimentação asfáltica nas ruas do bairro Jardim Novo Horizonte, em sua totalidade.

Segundo Kalil a proposta é urgente e visa à realização de “tapa buracos” e reparos na pavimentação asfáltica.

“As ruas do bairro em questão encontram-se totalmente esburacadas, quase sem condições de tráfego, provocando pequenas colisões e avarias nos veículos dos que por ali transitam. É tamanha a calamidade em que se encontram as vias que não é possível especificar onde e quão grandes são os buracos. Atender à solicitação daquela comunidade é cumprir com o dever social e zelar pelo bem público e pelos munícipes”, explica o vereador.

Os moradores do bairro Jardim Potiguar também vem passando pelo mesmo problema e dessa forma, Kalil também indicou a necessidade de serviços de tapa buracos e reparos na pavimentação asfáltica em todas as ruas do bairro.

Leia Também:  Confira os confrontos de ida das semifinais do Mato-grossense

“ As ruas Jardim Potiguar estão cheias de buracos com o aumento do fluxo de veículos pela região devido aos desvios das obras da Copa, quase que sem condições de tráfego. Além da falta de conforto e segurança, os buracos deixam o bairro com aspecto feio e mal cuidado desvalorizando os imóveis construídos ali. Dezenas de colisões com prejuízos financeiros e lesões físicas são registradas todos os dias naquele local”, disse Kalil Baracat.

 

Michelle Carla Costa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA