VÁRZEA GRANDE

Kalil e Jayme anunciam R$ 20 milhões em investimentos e esforço pela solução para a falta de água

Publicados

em

 

­­­­MAIS R$ 20 MILHÕES EM EMENDAS

O trabalho de Jayme Campos já representou emendas que somam R$ 31 milhões para Várzea Grande em 2021. Ele garantiu dedicação em busca de mais recursos para enfrentar o problema da falta de água

Sinalizando que vai continuar redobrando os esforços no sentido de ajudar a administração municipal de todas as 141 cidades de Mato Grosso, mas principalmente de Várzea Grande, o senador Jayme Campos anunciou a liberação de novas emendas para obras e ações, bem como, entendimentos junto ao Governo Federal para ampliar repasses de recursos para obras de abastecimento de água e esgoto sanitário, hoje um dos maiores problemas da segunda maior cidade do Estado.

Várzea Grande recebeu duas emendas no valor de R$ 20 milhões do senador Jayme Campos. Os recursos serão aplicados na saúde pública e em obras de infraestrutura, principalmente na pavimentação asfáltica de vários bairros.

“É sempre bom contar com o apoio dos parlamentares da bancada federal e novamente o senador Jayme Campos demonstra seu apreço a cidade de Várzea Grande aonde ele foi prefeito por três mandatos, lembrando que no início de nossa gestão já foi repassado valores de R$ 10 milhões para a saúde pública de outra emenda do senador”, disse o prefeito Kalil Baracat, sinalizando que vai colocar recursos próprios de Várzea Grande para ampliar a capacidade e atender mais bairros do município com obras, pois recursos federais e estaduais são essenciais, mas também precisam de contrapartida de recursos do Tesouro Municipal.

Kalil Baracat sinalizou que estes recursos se somam com o empréstimo da ordem de R$ 90 milhões contratados junto a Caixa Econômica Federal – CEF, sendo R$ 70 milhões para pavimentação asfáltica e R$ 20 milhões para ampliar os R$ 100 milhões que estão sendo investidos em obras de abastecimento de água e esgoto sanitário.

Leia Também:  Sindicatos recorrem a Botelho pela reestruturação de carreira

“Quero deixar meu testemunho do apoio que temos recebido dos senadores, deputados federais, dos deputados estaduais da Assembleia Legislativa e do próprio Governo de Mato Grosso e isto tem que ser declarado para que as pessoas saibam o quanto eles têm nos ajudado a vencer as dificuldades e obstáculos que são comuns em uma gestão pública”, assinalou o prefeito.

Ele aproveitou a presença dos vereadores no evento, para agradecer o apoio do Poder Legislativo Municipal que também não tem medido esforços no sentido de ajudar o Executivo a vencer os obstáculos impostos como a questão do abastecimento de água.

Já o senador Jayme Campos assinalou que sua meta é concluir ano que vem a primeira parte de seu mandato com 141 cidades contempladas com recursos de emendas parlamentares de sua autoria. “Já liberei próximo de R$ 200 milhões em emendas para 134 cidades e queremos dentro da possibilidade e da realidade, pois estes recursos são federais, atender a todas as cidades, atender a Mato Grosso”, disse Jayme Campos frisando ainda que vai reforçar os pedidos em cima da questão do abastecimento de água e de obras de esgoto.

O senador reconheceu a necessidade de reforçar os investimentos no abastecimento de água de Várzea Grande e lembrou que o prefeito Kalil Baracat está investindo R$ 100 milhões nestas obras e vai lançar outras duas obras que em definitivo irão permitir que Várzea Grande melhore de forma significativa o abastecimento de água para toda a sua população.

Jayme Campos ressaltou que o bom trânsito do prefeito Kalil Baracat, junto à Bancada Federal, graças ao trabalho que vem fazendo em Várzea Grande, facilita a busca por emendas parlamentares, defendendo uma emenda de bancada com recursos mais volumosos para ser aplicado em obras de abastecimento de água e esgoto sanitário. “A deficiência que existe hoje é decorrente do crescimento populacional aliado à falta de investimentos, até porque os R$ 215 milhões de um total de R$ 500 milhões previstos do PAC resgatado em 2015 pela prefeita Lucimar Sacre de Campos, nem R$ 5 milhões para água foram liberados, então o problema se demonstra mais severo e mais potencializado pela seca que é a maior das últimas décadas e pela falta de investimentos, sem contar outros problemas que também agravam a situação como as perdas de água, os desvios entre outros”, disse Jayme Campos.

Leia Também:  Juiz concede liberdade provisória para empresária que comunicou falso sequestro em Várzea Grande

Já o prefeito Kalil Baracat reafirmou a disposição e o enfrentamento do problema sinalizando que durante todo o seu mandato, os esforços em primeiro plano são pela resolutividade da questão da água e consequentemente do esgoto, mas que é necessário avançar ainda mais, seja em novas redes, novos equipamentos e na conscientização das pessoas quanto ao uso racional da água disponível.

“Com o apoio dos Governos, Federal, de Mato Grosso, da Assembleia Legislativa e de recursos próprios, Várzea Grande irá dobrar a atual capacidade de captação, tratamento e distribuição de água dos atuais 700 litros por segundo par apontada como ideal pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de 120 até 140 litros/dia por habitante”, disse o prefeito Kalil Baracat.a 1.400 litros por segundo ou 120.960 milhões de litros de água por dia, o que representa dizer mais de 400 litros por dia por cada habitante, ou seja, mais que três vezes a necessidade apontada como ideal pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de 120 até 140 litros/dia por habitante”, disse o prefeito Kalil Baracat.

COMENTE ABAIXO:

Policial

Juiz concede liberdade provisória para empresária que comunicou falso sequestro em Várzea Grande

Publicados

em

Por

JB News

Por Alisson Gonçalves

A empresária MT Ruana Sabrina Fortunato de Freitas de 28 anos foi autuada em flagrante pela Polícia Civil PC-MT), nesta quinta-feira (02.12), por estelionato e falsa comunicação de crime, após forjar um falso sequestro na cidade de Várzea Grande, durante na madrugada.

Ela foi ouvida nesta tarde quinta-feira 02.12, na Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO).

O marido da empresária procurou o plantão da 1ª Delegacia de Várzea Grande, e registrou um boletim de ocorrência (B.O), informando que estavam em uma festa, no bairro Nova Várzea Grande, quando sua companheira foi em uma distribuidora de bebidas conduzindo sua caminhonete Hilux e não retornou. Em Seguida ele havia recebidos imagens em vídeo que supostamente mostravam a mulher encapuzada, sendo mantida em cárcere privado.

Com a possibilidade de um sequestro, os policiais da GCCO passou a apurar a ocorrência. Durante uma rápida investigação os policiais tiveram informações que a camionete Hillux estava sendo conduzida pela mesma na região do Coxipó em Cuiabá.

Leia Também:  "Em breve o problema de água em Várzea Grande será coisa do passado” diz Mauro Mendes ao assinar convênio, e ressalta novas obras em VG

Foi feita interceptação, e durante uma rápida conversa com investigadores a mesma teria entrado em contradição várias vezes.

Diante ao foto a mulher foi conduzida para prestar depoimento e na Delegacia a mesa teria que confessado que forjou um sequestro e roubo do veículo,

tudo isso para Vender a camionete Hillux em um mercado clandestino e receber um valor por ele,

tendo em vista que o veículo possuía seguro veicular por roubo.

Foi feita investigações para saber se tinha mais peªssoas envolvidas e na tarde desta sexta-feira 3/12 a mesma foi solta pelo Juiz de Primeiro grau Luiz Augusto Verás Gadelha.

“Homólogo o flagrante, pois que não há
vícios formais e/ou materiais”

Ainda como se sabe, a prisão em flagrante somente
deve ser convertida em preventiva quando houver prova da existência do crime,
indícios suficientes de autoria e, ainda, se encontrar presente uma das
hipóteses previstas no art. 312 do Código de Processo Penal (garantia da
ordem pública, da ordem econômica, conveniência da instrução criminal, ou
para assegurar a aplicação da lei penal).

Leia Também:  “André Mendonça é um grande parceiro de Mato Grosso”, diz Geller

Assim, seguindo a orientação prevista no
enunciado nº 55 aprovado no IV FONACRIM, do seguinte teor: “É
dispensável a realização de audiência de custódia se, ao receber a
comunicação de flagrante, o juiz entender de pronto que é o caso de
concessão de liberdade”, concedo a Liberdade Provisória à
indiciada Ruana Sabrina Fortunato de Freitas mediante o cumprimento das seguintes medidas cautelares.

a) Recolhimento noturno, a partir das 23h00, salvo para
ocupação lícita;
b) Proibição de frequentar casas de reputação duvidosa,
portar armas e fazer uso de entorpecentes;
c) Proibição de se ausentar da Comarca por prazo
superior a 30 dias, sem prévio aviso;
d) Comunicar ao juízo qualquer mudança de endereço;
e) Comparecer a todos os atos da instrução criminal, nos
quais sua presença for necessária;
f) Não manter contato eventuais testemunhas;
g) Não se envolver em outra infração penal;

Veja a decisão :👇

Decisão – Ruana Sabrina Furtunato de Freitas

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA