Arquivos JB News 10 Anos

Jovens construindo elos para a transformação social

Publicados

em

 

Aline Velozo*

Você já ouviu falar sobre protagonismo juvenil? Esse é um conceito atribuído a práticas educativas que estimulam os jovens a serem o elemento central de seu processo formativo, tornando-se pessoas mais autônomas e comprometidas socialmente. Despertar o protagonismo juvenil em ambientes familiares, escolares ou de articulação social é colaborar ativamente para a formação de um futuro mais justo para as próximas gerações.


A Fundação André e Lucia Maggi (FALM), que atua nos municípios onde a AMAGGI está presente, com a missão de contribuir para o desenvolvimento local e humano, desenvolve projetos e parcerias que levam a juventude a pensar soluções transformadoras para suas comunidades.


No Espaço Coletivo mantido pela FALM em Rondonópolis (MT), os participantes da “Oficina Liderança Jovem: Fazendo meus próprios caminhos”, desenvolveram, um importante papel de liderança ao colocar em prática a ideia “Horta no Poste”. Plantando temperos em garrafas PET fixadas em postes por seus bairros, cerca de 30 adolescentes incentivaram famílias e vizinhos a cuidar da natureza e a interagir com a cidade. Iniciativas como essa mobilizam as pessoas a reconhecerem problemáticas em suas comunidades e propor soluções de melhoria, que postas em prática, empoderam e transformam realidades.

Leia Também:  Ministro anuncia obras de 8 pontes em MT


Desde a década de 1980, discursos sobre a participação da juventude na sociedade estão presentes em pautas de instituições como a Organização das Nações Unidas (ONU). 


E esse desejo de realizar algo em benefício coletivo com impacto social aliado ao seu propósito de vida é um potencial desperto no jovem protagonista. Por acreditar nessa capacidade transformadora, a Fundação André e Lucia Maggi, lança em 2019, o edital Desafio Global, a fim de impulsionar projetos protagonizados por jovens moradores dos municípios de atuação da AMAGGI, na faixa etária de 13 a 29 anos, que poderão, por meio de suas ideias, criar impactos sociais positivos em suas comunidades. As inscrições para o Desafio Global estão abertas até o dia 27 de setembro, pelo sitewww.fundacaoandreeluciamaggi.org.br.


Quer conhecer mais exemplos sobre protagonismo juvenil e como os jovens estão fazendo a diferença em suas comunidades? Veja mais aqui: https://www.youtube.com/watch?v=02M3Cc-p6vc&feature=youtu.be


Aline Velozo é educadora social licenciada em Educação Física e Pedagogia Waldorf e atua como arte-educadora na Fundação André e Lucia Maggi. Acredita na cooperação como potencialidade de transformação social.


COMENTE ABAIXO:

Arquivos JB News 10 Anos

Kalil Baracat cobra melhorias na pavimentação de bairros

Publicados

em

Por

 

O vereador por Várzea Grande, Kalil Sarat Baracat de Arruda apresentou duas indicações que visam melhorias na pavimentação asfáltica de dois bairros da cidade.

Sua primeira indicação solicita do Poder Executivo Municipal junto à Secretaria de Infraestrutura a necessidade de serviços de tapa buracos e reparos na pavimentação asfáltica nas ruas do bairro Jardim Novo Horizonte, em sua totalidade.

Segundo Kalil a proposta é urgente e visa à realização de “tapa buracos” e reparos na pavimentação asfáltica.

“As ruas do bairro em questão encontram-se totalmente esburacadas, quase sem condições de tráfego, provocando pequenas colisões e avarias nos veículos dos que por ali transitam. É tamanha a calamidade em que se encontram as vias que não é possível especificar onde e quão grandes são os buracos. Atender à solicitação daquela comunidade é cumprir com o dever social e zelar pelo bem público e pelos munícipes”, explica o vereador.

Os moradores do bairro Jardim Potiguar também vem passando pelo mesmo problema e dessa forma, Kalil também indicou a necessidade de serviços de tapa buracos e reparos na pavimentação asfáltica em todas as ruas do bairro.

Leia Também:  Sine tem vagas de emprego com salários de até R$ 2.500

“ As ruas Jardim Potiguar estão cheias de buracos com o aumento do fluxo de veículos pela região devido aos desvios das obras da Copa, quase que sem condições de tráfego. Além da falta de conforto e segurança, os buracos deixam o bairro com aspecto feio e mal cuidado desvalorizando os imóveis construídos ali. Dezenas de colisões com prejuízos financeiros e lesões físicas são registradas todos os dias naquele local”, disse Kalil Baracat.

 

Michelle Carla Costa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA