CULTURA

Inscrições para o “Dixtopia” encerram nesta quinta-feira

Publicados

em

Inscrições para o “Dixtopia” encerram nesta quinta-feira (18)

Concurso seleciona textos e obras de artistas visuais que tenham como tema o futuro distópico. Prêmio é de R$ 1 mil para quem for selecionado

As inscrições para o “Dixtopia” vão até esta quinta-feira (18). O concurso voltado a escritores e artistas visuais premiará 12 artistas com R$ 1 mil cada. Além disso, eles terão seus trabalhos publicados em revista impressa e virtual.

Segundo a jornalista e produtora cultural Marianna Marimon, uma das idealizadoras do concurso, serão escolhidos seis projetos de cada linguagem. O resultado será divulgado no site do Cidadã(o) Cultura (www.cidadaocultura.com.br) e nas redes sociais no dia 1º de março.

“A ideia é estimular os artistas a imaginar outros mundos possíveis, futuros distópicos. A retratar transformações do seu cotidiano em um cenário de pandemia. Estamos bastante entusiasmados com o número de trabalhos que temos recebidos e também, pela qualidade das produções”, destaca.

As obras e documentos que garantem a participação no edital – disponível em link específico do site Cidadã(o) Cultura (www.cidadaocultura.com.br) – deverão ser enviados para o e-mail concursodixtopia@gmail.com com o assunto “habilitação do candidato”.

Leia Também:  Exposição de geração em geração será realizada no São Gonçalo Beira Rio

Os artistas interessados podem participar com contos, micro contos, poesias, ilustrações, poemas visuais, desenhos, colagens e fotografias. Marianna ressalta que a disponibilização do conteúdo em plataforma digital amplifica o alcance da arte mato-grossense.

“A revista de arte servirá não só como portfólio dos artistas, como também, cumprirá com a função de um mural da produção artística mato-grossense, acessível a entusiastas da literatura e das artes visuais do mundo todo, além de registrar as impressões sobre um tempo que é divisor de águas”.

O cronograma prevê o lançamento da revista em ambiente virtual até o final de abril de 2021 e além de disponibilizada para download gratuito, chegará a instituições públicas de ensino em formato impresso.

O projeto “Dixtopia” é realizado com recursos do edital da Lei Aldir Blanc – viabilizado pelo Governo de Mato Grosso via Secretaria de Esportes, Cultura e Lazer, em parceria com o Governo Federal, via Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo.

Acesse o edital na íntegra: https://bit.ly/37ljmJh
Por Lidiane Barros
COMENTE ABAIXO:

CULTURA

Cine Teatro recebe 2ª edição do espetáculo Mato Grosso em Cena nesta sexta-feira

Publicados

em

Por

Edmilson Maciel é o protagonista da apresentação que conta a história do Estado

A 2ª edição do espetáculo Mato Grosso em Cena acontece no palco do Cine Teatro Cuiabá, nesta sexta-feira (26/2), com o artista mato-grossense Edmilson Maciel. A apresentação será transmitida ao vivo, a partir das 19h, por meio das redes sociais do cantor e da Banda Terra,

No espetáculo, a história do antigo e novo Mato Grosso é contada por meio do teatro, da dança, da música e das artes plásticas. A primeira edição, realizada no Teatro Zulmira Canavarros, reuniu mais de mil pessoas on-line.

Com Edmilson Maciel, que é cantor, compositor e diretor, sobem ao palco o artista plástico Vicente de Paula, os dançarinos Evanderson, Márcia, Leonardo e Jane França, e os multi-instrumentistas Eduardo Madá e Sérgio Cabelo. Dinâmico, com entrada dos artistas e trocas de roupa em cima do palco, o espetáculo tem duração de 40 minutos.

“É uma alegria subir ao palco pela segunda vez com esses artistas. A primeira apresentação reuniu mais gente do que caberia no teatro e isso é incrível. Por meio da internet, hoje podemos levar nossa arte ainda mais longe”, diz Edmilson.

Leia Também:  Cidades precisam abandonar cegueira auditiva e ver o invisível diz arquiteta

O espetáculo já aconteceu mais de 200 vezes em Mato Grosso, em diversos formatos, sendo este, por meio de transmissão ao vivo, a inovação deste ano, conta o produtor executivo do espetáculo, Enio Castilho. “Este formato, diretamente do palco, democratiza, por meio das redes sociais, o acesso a nossa cultura com todos os cuidados de biossegurança exigidos. Estamos levando o palco para dentro das casas das pessoas que amam e consomem nossa cultura”, completa Castilho.

O regionalismo é a essência deste monólogo, que reúne diferentes expressões culturais no mesmo palco. De acordo com Edmilson, este formato permite contar, de maneira lúdica, a história do Estado. “Contamos desde os primórdios, com os índios e bandeirantes paulistas, a Guerra do Paraguai, o desmembramento de Mato Grosso, até o momento de hoje, em que Mato Grosso se revela tão importante para contexto econômico nacional e internacional. Vamos falar, ainda, da religiosidade do nosso povo, as danças folclóricas, como a dos Mascarados, rasqueado, cururu e siriri”, enumera.

A live será transmitida pelas redes sociais: no Facebook pela página bandaterra.mt e no Instagram pelo @edmilsonmacieloficial

Leia Também:  Oficina gratuita dá ênfase a criatividade, contemporaneidade, tradição e popularidade aos cuiabanos

A apresentação cultura tem o apoio do Governo Federal, por meio da Lei Aldir Blanc, Conselho Municipal de Cultura e Secretaria Municipal de Cultura Esporte e Lazer de Cuiabá.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA